(489) – O DEUS DE TODA A CARNE – III

O  DEUS  DE  TODA  A  CARNE  3

São palavras de Jeová: “Eis que eu sou Jeová, o deus de toda a carne; seria qualquer coisa maravilhosa para mim?” (Jr.32:27).

Paulo apóstolo declarou: “Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, obravam em nossos membros para darem fruto para a morte” (Rm.7:5). Paulo está afirmando que a lei dada por Jeová, isto é, os dez mandamentos, obram em nossos membros paixões pecaminosas, que levam à morte espiritual. Essas paixões pecaminosas e criminosas só são possíveis quando o homem está na carne. Como Jeová é o deus da carne, é também o deus das paixões pecaminosas que levam à morte, por isso Paulo disse: “Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis” (Rm.8:13). Paulo diz também o seguinte: “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porquanto a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito de Deus, não estais debaixo da lei” (Gl.5:16-18). Se a carne é contra o Espírito Santo, e este é contra a carne, sendo Jeová o deus da carne, Jeová é contra o Espírito Santo. Por outro lado, o Espírito Santo do Pai, é contra a carne de Jeová, pois este é o deus de toda a carne; e a carne opõem-se contra o Espírito.

Quando Paulo diz: “Os que são de Cristo crucificaram a carne com suas paixões e concupiscências” (Gl.5:24), está revelando que, para ser de Cristo, tem que deixar de ser de Jeová, o deus de toda a carne. Não é fácil sair da carne.

Quando Jesus disse a Nicodemus, príncipe dos judeus: “Na verdade, na verdade te digo, que quem não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Disse-lhe Nicodemus: Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no ventre da sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito” (Jo.3:1-6). O que Jesus está dizendo é que o que é nascido da carne é de Jeová, o deus da carne, e o que é nascido do Espírito é do Pai, pois o Pai não gera nenhum que é nascido na carne como Jeová faz. Israel na carne era filho de Jeová (Dt.14:1; Is.1:2; Ez.16:20-21; 23:37).

O testemunho de João diz: “Mas, a todos os que o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos quais crêem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus” (Jo.1:12-13). Os filhos de Deus, no Novo Testamento, não são iguais aos filhos de Jeová, deus do Velho Testamento. São gerações diferentes.

Querem saber qual a grande diferença entre o homem carnal de Jeová e o homem espiritual do Pai de Jesus? Jeová disse: “Jeová olhou desde os céus para os filhos dos homens, para ver se havia algum que tivesse entendimento e buscasse a deus. Desviaram-se todos, e juntamente se fizeram imundos; não há ninguém que faça o bem, não há sequer um” (Sl.14:2-3). Agora fala Paulo, o maior apóstolo de Jesus: “Vós não aprendestes assim de Cristo, se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade nele; que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; e vos renoveis no espírito do vosso sentido; e vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade” (Ef.4:20-24).

Para que ninguém fique confuso sobre a natureza do verdadeiro Deus, as escrituras nos dão dicas preciosas para identificarmos qual é o falso: O deus da carne foi visto pelos olhos da carne (Gn.17:1; Ex.6:2-3; 24:9-10). Moisés o viu (Nm.12:6-8). O Deus Pai de Jesus Cristo nunca foi visto nem ouvido pelo homem (Jo.5:37). Homem nenhum o viu, nem o pode ver (Jo.14:8-11). Também Deus nunca foi conhecido pelos homens, e só pode ser conhecido em Jesus, através de suas obras (Jo. 1:18; 8:19).Os reinos de Jeová são todos deste mundo. O reino de Israel, que ficava na palestina, e que já não existe, é de Jeová; e os outros reinos também (Sl.47:7-8; Jr.10:7). O reino de Deus Pai, não é neste mundo (Jo.18:36).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta