(084) – O TEMPO (Isaías 9: 6)

Quando começa a eternidade? No princípio? No meio? No fim? Na eternidade não há tempo, logo não há fim nem princípio. O tempo é um disco que gira em rotação eterna. O princípio da eternidade, que está fora do tempo, pode ser colocado em qualquer época do tempo, nesse disco. Ou no fim, ou no princípio, ou no meio.

Ora, o tempo, na história, divide-se em duas partes. Antes e depois de Cristo, logo a eternidade começa em Cristo (Hb. 7:3). Em Ap. 13:8 e Hb. 1:10, temos a revelação desse mistério. Neste texto João revela três coisas:

1.     Tudo começou na cruz: a criação do mundo, do homem e do tempo.

2.     Se o mundo foi fundado por Cristo na cruz, ele é o início da eternidade.

3.     O mundo foi fundado em Cristo fora do tempo, assim a eternidade não começa no tempo, mas fora do tempo, tem princípio, mas fora do tempo (Ap. 1:8, 2; 2 Pe. 3:8). “O dia” é o dia de Cristo (Jo. 8:56). O dia de Cristo está em Gn. 2:4. A primeira criação foi feita em sete dias e a segunda em um dia. A primeira começou no céu e a segunda na Terra (Is. 65:17 e Ap. 21:1).

Paulo chama plenitude dos tempos o início da eternidade (Gl. 4:4; Ef. 1:10). Em Ef. 1:10, as coisas do Céu são as eternas e as da Terra as temporais. Em 1 Pe. 1:20 lemos que a fundação do mundo foi feita depois do tempo, como está em Ap. 13:8, logo, Cristo é o princípio da eternidade, pois o mundo foi fundado em relação a eternidade de Cristo e não em relação ao tempo (Pv. 8:22-26; Jó 38:4-6; Hb. 1:2; João 1:1-3).

O Reino eterno do Senhor Jesus foi preparado desde a fundação do mundo como está em Ap. 13: 8, logo, Jesus é o princípio da eternidade (Mt. 25:34).

Em Fp. 2:10 temos a eternidade em Cristo. O futuro está nos céus. O presente está na Terra. O passado nos que morreram e estão debaixo da terra.

Cristo é o princípio da eternidade porque nele foram criadas todas as coisas (Cl. 1:16). Por ele foram criadas todas as coisas (Jo. 1:3; Cl. 1:17). Para ele foram criadas todas as coisas (Hb. 1:2-3). A palavra HOJE  designa a eternidade de Cristo (Hb. 3:13; 4:7)Hoje foi no Êxodo. Hoje foi com o ladrão na cruz . Hoje é o tempo da Igreja. Hoje será até o fim do mundo (Hb. 13:8).

 

VEJAMOS PRATICAMENTE

Ef. 1: 4  => Entramos na eternidade com Cristo mediante a fé e o batismo.

1 Ts. 4:16-17  => Paulo afirma que na vinda de Cristo, os vivos não precederão os mortos, mas em Cl. 3:1-3 e Ef. 2:5-6 afirma o contrário. A resposta é que a ressurreição  se dará daqui a 100 ou 1.000 anos, mas quem está em Cristo, entrou na eternidade antes do tempo, pela ressurreição espiritual, isto é, um fato futuro é trazido para o presente em Cristo, logo, Cristo é o princípio da eternidade (Jo. 5:24; 3:36;  1 Jo. 5:9-12).

Ter vida eterna é sair do tempo e entrar na eternidade. Assim, os servos de Deus entram na eternidade para conhecer e revelar as coisas do tempo como Is. 7:14; Dn. 9:24; 12:1-4; 2 Co. 12:3-4; Ap. 4:1-3; 7:9-17. O crente é senhor do tempo (Js. 10:2-14; 1  Pe. 1:10).

O juízo final se dará no fim dos tempos (Ap. 20:11-15), quando todos serão julgados, e também os salvos que estão no livro da vida (Ap. 20:15). Os de Jesus já foram julgados no batismo e sepultados com Cristo (Rm. 8:1). Ora, o juízo que se dará no fim é trazido para a cruz de Cristo, logo, Jesus é o princípio da eternidade, pois os salvos já entram na posse da vida, embora seus nomes sejam mencionados no juízo final no livro da vida. Dimas, o bom ladrão, será julgado no fim, mas entrou na glória no princípio (Ap. 1:8; Fp. 4:3).

No tempo, nenhum cristão chegará à estatura de Cristo, mas só na eternidade (Fp. 3:20-21; 1 Jo. 3:1). Paulo afirma, porém, que podemos chegar à estatura completa de Cristo (Ef. 4:13). Como pode ser isso? Os que saem do tempo e entram na eternidade com Cristo pela fé, se tornam iguais a Jesus, antes do tempo (Rm. 4:17).

O que há no tempo? Ambições, cobiça, mutações, paixões, carne, pecados, lutas, guerras, sensações, luxúria, movimento, trevas, etc. Fora do tempo não há essas coisas (Ec. 9:5-6). O que o tempo dá, o tempo tira. Onde está Babel? Egito? Faraó? Assíria, Grécia, Roma, etc? Onde está Platão, Aristóteles, Herodes, César, Napoleão, Hittler, etc? O tempo engoliu.

Os que saíram do tempo pela fé são eternos (Lc. 13:28; 9:28-31; Sl. 90:1-8).

Os incrédulos estão presos no tempo e os salvos libertos do tempo. Sendo assim, os tempos são determinados por Jesus, a Igreja e os santos (Gn. 1:14-16; 2 Rs. 20:9-11). Os tempos podem ser mudados por causa dos santos (Mt. 24:12). Se os perdidos estão submetidos ao tempo, e os de Jesus têm domínio sobre o tempo, o rei de Dn. 7:25 é um poder religioso (Ap. 13:6-8).

Quem está condenado, está eternamente no tempo (Jd. 6), porque está na eternidade e sofre os danos do tempo. O diabo foi expulso do céu e lançado no tempo com seus anjos (Ap. 12:12; Mt. 8:28-29). Os demônios, no tempo, temem o futuro. Quem está fora do tempo nada teme (Mt. 6:25; 1 Jo. 4:18).

A salvação é eternidade fora do tempo, porque foram esquecidas as angústias passadas (Is. 65:16-17).

Os crentes carnais estão entre o tempo e a eternidade. E darão conta dos males do tempo (Ec. 3:15; Mt. 7:16-20). Não estão no tempo e nem na eternidade.

 

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta