(723) – O BEM E O MAL 2

A árvore da ciência do bem e do mal não é boa, porque ela mistura o bem com o mal. Então, ela é um laço para matar, porque Eva tomou o seu fruto e disse: “E, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela” (Gn.3:6). Comeu a morte.

Quem usa o mal com o fim de obter o bem, não discerne o bem do mal, ou, usa o mal para destruir e matar. Ilustremos o fato: “Se ele fizer o mal diante dos meus olhos, não dando ouvidos à minha voz, então, me arrependerei do bem que tinha dito lhe faria. Ora, pois, fala agora aos homens de Judá e aos moradores de Jerusalém, dizendo: Assim diz Iahweh: Eis que estou forjando mal contra vós, e projeto um plano contra vós” (Jr.18:10-11).

Iahweh não faz o bem, porque disse que se arrependeria de fazer o bem, e faz o mal porque disse: estou forjando o mal: “O que semear perversidade segará males; e a vara da sua indignação falhará” (Pv.22:8). “Porque semearam ventos e segarão tormentas” (Os.8:7). Iahweh semeou vento quando disse: “Preparai a matança dos filhos, por causa da maldade dos pais” (Is.14:21). Iahweh, por essa semeadura, colheu a corrupção de Israel, porque não se pega mosca com vinagre. Mas, Iahweh é teimoso: “Porque pus o meu rosto contra esta cidade para mal, e não para bem, diz Iahweh; na mão do rei da Babilônia se entregará, e ele a queimará a fogo” (Jr.21:10).

Iahweh é um deus sem palavra e não cumpre o que fala. O messias era Davi: “Uma vez jurei por minha santidade (não mentirei a Davi). A sua descendência durará para sempre, e o seu trono será como o sol perante mim; será estabelecido para sempre como a lua; e a testemunha no céu é fiel” (Sl.89:35-37). Mas, Iahweh, elegeu Ciro, o persa, como messias: “Assim diz Iahweh ao ungido, a Ciro, a quem tomo pela sua mão direita, para abater as nações diante de sua face; eu soltarei os lombos dos reis, para abrir diante dele as portas, e as portas não se fecharão. Eu irei adiante de ti, e endireitarei os caminhos tortos; quebrarei as portas de bronze, e despedaçarei os ferrolhos de ferro. E te darei os tesouros das escuridades, e as riquezas encobertas, para que possas saber que eu sou o Iahweh, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome” (Is.45:1-3). A religião dos persas era o masdeismo, doutrina de Zoroastro, que admitia dois princípios: o do bem, e o do mal, que correspondem a dois deuses, o do bem e o do mal, com poderes iguais. Iahweh não admite outro deus: “Eu sou Iahweh, e não há outro; fora de mim não há deus; eu te cingirei ainda que tu me não conheças” (Is.45:5). Os persas adoravam dois deuses: um do bem e outro do mal. Como Iahweh pôde eleger Ciro como messias, se ele não aceita outro deus? E se Davi já era o messias? É uma contradição: “Nem ainda as trevas me escondem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa” (Sl.139:12). “Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, afim de que suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus” (Jo.3:20-21).

Se a luz é o bem, e as trevas são o mal, e para Iahweh a luz e as trevas são a mesma coisa, então, para Iahweh o mal e o bem também são a mesma coisa. E assim, para Iahweh, Davi e Ciro são a mesma coisa. Ciro entrou na profecia como Messias de Iahweh: “No primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia, (para que se cumprisse a palavra de Iahweh, por boca de Jeremias), despertou Iahweh o espírito de Ciro, rei da Pérsia, o qual fez passar pregão por todo o seu reino, como também por escrito, dizendo: Assim diz Ciro, rei da Pérsia: Iahweh, Deus dos céus, me deu todos os reinos da terra, e ele me encarregou de edificar uma casa em Jerusalém, que é em Judá” (Ed.1:1-2).

O verdadeiro messias, Jesus Cristo, disse: “Derrubai este templo, e em três dias o levantarei. Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos, foi edificado este templo, e tu o levantarás em três dias? Mas ele falava do templo do seu corpo” (Jo.2:19-21). Para Jesus, o templo de Salomão não tem valor algum: “Não sabeis vós que sois o templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1 Co.3:16). “Ou não sabeis que o nosso corpo é templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” (1 Co.6:19-20).

O templo de Iahweh era de pedra. O templo de Deus Pai é obra do Espírito Santo.

Autoria: Pr. Plavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta