(674) – O ENGANO

674 – O ENGANO

 

1)   Pode o crente salvo ser enganado? “Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganar, se possível, até os escolhidos” (Mc.13:22). Para não ser enganado: “para que os seus corações sejam consolados, e estejam unidos em caridade, e enriquecidos da plenitude da inteligência, para conhecimento do mistério de Deus – Cristo, em quem estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e da ciência” (Cl.2:2-3). Onde está o perigo do engano do diabo? Na concupiscência: “Que quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano” (Ef.4:22). Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão (I Tm.3:13-14). Sabem quem é Eva? É a igreja, e a concupiscência assassina: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre” (I Jo.2:15-17). “E, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer (concupiscência da carne), e agradável aos olhos (concupiscência dos olhos), e árvore desejável para dar entendimento (soberba da vida), tomou do seu fruto e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela” (Gn.3:6). O marido era Adão, mas não era Cristo: “Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão, em espírito vivificante” (I Co.15:45). O último Adão era Cristo. São dois Adãos e são duas Evas. A primeira Eva, isto é, Israel, caiu em transgressão. A última Eva é a Igreja e pode cair também: “Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo. Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo” (II Co.11:2-3). Sabem qual é a árvore que Satanás usa? A concupiscência assassina e a igreja. A Igreja está sendo enganada através do divórcio; está sendo enganada com o evangelho da prosperidade, pois Jesus disse: “Ouvi, meus amados irmãos: Porventura, não escolheu Deus aos que são pobres aos olhos do mundo para serem ricos na fé e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?” (Tg.2:5).

2)   “Ninguém, de maneira alguma vos engane, porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe e se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adora, de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco? E, agora, vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que, agora, resiste até que do meio seja tirado: E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo sopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios de mentira, e com todo engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E, por isso, Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam na mentira, e para que sejam julgados todos os que não creram na verdade; antes tiveram prazer na iniqüidade” (II Ts.2:3-12). O crente salvo pode ser enganado.

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta