(575) – ASSOCIAÇÃO DE IDÉIAS 2

Que é associação de idéias? É descobrir quem é o autor do mal, antes de ter provas de autoria. Vejamos:

1.   Qualquer leitor da Bíblia pode afirmar com segurança absoluta que todo mal, por mais monstruoso que seja, nasce no coração tenebroso de Jeová, pois ele mesmo declarou: “Bramará o leão no bosque, sem que tenha presa? Levantará o leãozinho no covil a sua voz, se nada tiver apanhado? Cairá a ave no laço em terra, se não houver laço para ela? Levantar-se-á o laço da terra, sem que tenha apanhado alguma coisa? Tocar-se-á a buzina na cidade, e o povo não estremecerá? Sucederá qualquer mal à cidade, e Jeová não o terá feito?” (Am.3:4-6). Este texto sagrado está dizendo que quem prepara a comida para Satanás é Jeová. Foi ele que pôs Adão e Eva no Jardim do Éden para serem devorados pelo leão (1 Pd.5:8). É Jeová que arma laços para pegar as aves. E seja qual for o mal que sucede à cidade, por mais monstruoso que seja, Jeová é o autor (Am.3:6). Todos pensam que é Satanás, mas não é.

2.   Onde você ver maldições, lembra logo de Jeová, pois ele disse: “Será porem que, se não deres ouvidos à voz de Jeová teu Deus, para não cuidares em fazer todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então sobre ti virão todas estas maldições, e te alcançarão: Maldito serás na cidade e maldito serás no campo, maldito será o teu cesto e a tua amassadeira, maldito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e a criação das tuas vacas e os rebanhos das tuas ovelhas, e maldito serás ao entrares, e maldito ao saíres …” e por aí vão centenas de maldições, as mais escabrosas (Dt.28:15-68). E no livro de Provérbios lemos: “A maldição de Jeová habita na casa do ímpio, mas a habitação dos justos ele abençoará” (Pv.3:33). Mas devemos dar glória a Jesus Cristo, que nos resgatou das maldições da lei, fazendo-se maldição por nós, porque está escrito: “Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro” (Gl.3:13).

3.   Onde você ouve falar de servidão, lembra logo de Jeová, pois disse: “Se humilharam os príncipes de Israel, e o rei, e disseram: Jeová é justo. Vendo, pois, Jeová que se humilhavam, veio, pois a palavra de Jeová a Semaías, dizendo: Humilharam-se, não os destruirei; antes em breve lhes darei lugar de escaparem, para que o meu furor não se derrame sobre Jerusalém, por mão de Sisaque. Porem serão seus servos, para que conheçam a diferença da minha servidão, e a servidão dos reinos da terra” (2 Cr.12:6-8).

4.   Quem olha para Jeová, olha para a morte, pois ele mesmo disse a Moisés, quando este pediu para ver a sua glória: “Não poderás ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face e viverá” (Ex.33:18-20). E por que? Jeová é o deus dos mortos. Ele estabeleceu uma lei, que, se um homem morresse sem deixar filhos, o irmão mais novo entraria à viúva, e o primeiro filho varão que ele tivesse seria filho do defunto (Dt.25:5-10). Jesus falou dessa lei em Lc.20:27-38.

5.   Jeová não conheceu o amor, pois disse a Satanás: “Observaste tu a meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem sincero e reto, temente a Deus, e desviando-se do mal” (Jó 1:8). Satanás respondeu: “Porventura não o cercaste tu de bens a ele e a sua casa e a tudo o quanto tem? Mas estende a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema de ti na tua face!” (Jó 1:9-11). Jeová, que não conhecia o amor, pois se conhecesse diria a Satã: “Jó é fiel a mim por amor”, mas em contrário disse: “Está na tua mão tudo quanto tem, só não toques nele”. Satanás saiu espumando de alegria, e matou, para começar os dez filhos de Jó. Jeová ficou impassível, pois, não conhecia o amor, não amava os dez filhos de Jó. Mas Jó, inflamado pelo amor de seu grande deus, disse, com o coração despedaçado: “Jeová deu, Jeová tirou; bendito seja o nome de Jeová” (Jó.1:21).

Jó não conhecia o Deus de amor revelado por Jesus. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo.3:16).

 

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta