(410) – SE… – I

SE…  1

  • Se as trevas são o lugar onde só se faz o mal, pois Jeová diz a Ezequiel, o profeta: “Viste, filho do homem, o que os anciãos da casa de Israel fazem nas trevas, cada um nas suas câmaras pintadas de imagens”? (Ez. 8:12).
  • Se as trevas são o lugar da sombra da morte, pois o salmista diz a Israel: “Tal como o que se assenta nas trevas e sombra da morte, presa em aflição e em ferro” (Sl. 107:10; Jó 3:5, 10:21-22, 34:22).
  • As trevas são o lugar das tramas criminosas, pois Jó diz: “De madrugada levanta o homicida, mata o pobre e necessitado, e de noite é como o ladrão. Assim como os olhos do adúltero aguardam o crepúsculo, dizendo: Não me verá olho nenhum, e oculta o rosto; nas trevas minam as casas que de dia assinalaram; não conhecem a luz. Porque a manhã para todos eles é como sombra da morte” (Jó 24:14-17).
  • Se as trevas são o lugar onde só há mal, e onde os maus praticam obras más, porque aborrecem a luz e amam as trevas, como declara o apóstolo João, dizendo: “E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas” (Jo. 3:19-20).
  • Se quem anda em trevas não sabe para onde vai, como diz Jesus: “A luz ainda está convosco por um pouco de tempo; andai enquanto tendes luz, para que as trevas não vos apanhem; pois quem anda nas trevas não sabe para onde vai” (Jo. 12:35).
  • Se quem anda nas trevas tem comunhão com Belial (perversidade), por isso o apóstolo Paulo diz:“Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel”? (II Co. 6:14-15).
  • Se as obras das trevas incluem todas as formas de corrupção: “Mas a prostituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convêm; mas antes ações de graças. Porque bem sabeis isto: que nenhum fornicário, ou impuro, ou avarento, o qual é idolatra, tem herança no reino de Cristo ou de Deus. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de deus sobre os filhos da desobediência. Portanto não sejais seus companheiros. PORQUE NOUTRO TEMPO ÉREIS TREVAS, MAS AGORA SOIS LUZ NO SENHOR; ANDAI COMO FILHOS DA LUZ”

(Ef. 5:3-8).

  • Se o Espírito Santo de Deus pede que não nos comuniquemos com as obras infrutuósas das trevas, porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe (Ef. 5:11-12).
  • Se o que está em trevas está debaixo do poder de Satanás, por isso Jesus disse a Paulo:“Levanta-te e põe-te sobre teus pés, porque te apareci, por isto, para te pôr por ministro e testemunha tanto das coisas que tens visto como daquelas pelas quais te aparecerei ainda; livrando-te deste povo e dos gentios, a quem agora te envio, para lhes abrires os olhos, e das trevas os converteres à luz, e do poder de Satanás a Deus; afim de que recebam a remissão dos pecados, e sorte entre os santificados pela fé em mim” (At. 26:16-18).
  • Se os condenados serão todos lançados nas trevas, pois Jesus disse: “Os filhos do reino serão lançados nas trevas exteriores: ali haverá pranto e ranger de dentes” (Mt. 8:12).
  • Se as trevas são a região onde habitam os principados e potestades que combatem os cristãos:“Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, conta as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais” (Ef. 6:12).
  • Se as trevas são o esconderijo onde os assassinos de Jesus tramaram a sua morte, por isso Jesus disse aos príncipes e sacerdotes: “Saístes, como a um salteador, com espadas e varapaus? Tenho estado todos os dias convosco no templo, e não estendestes a mão contra mim, mas esta é a vossa hora e o poder das trevas” (Lc. 22:52-53).
  • Se em Jesus não há trevas, mas somente luz, pois disse: “Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”

(Jo. 8:12).

  • Se Deus, o Pai, é luz e não há nele trevas nenhumas (I Jo. 1:5), POR QUE JEOVÁ SE MANIFESTOU EM TREVAS? Quando Jeová deu os dez mandamentos no monte Sinai, o texto diz: “E o povo estava em pé de longe; Moisés, porém, se chegou à escuridade, onde Deus estava” (Ex. 20:21). E Moisés declarou ao povo: “Estas palavras falou Jeová a toda a vossa congregação no monte, do meio do fogo, da nuvem e da escuridade, com grande voz, e nada acrescentou; e as escreveu em duas tábuas de pedra, e a mim mas deu. E sucedeu que, ouvindo a voz do meio das trevas e vendo o monte ardendo em fogo, vos chegaste a mim” (Dt. 5:22-23).

Como Jeová se ocultou nas trevas, se onde há luz não há trevas? Davi disse: “Fez das trevas o seu lugar oculto” (Sl. 18:11). O que parece é que Jeová é o deus das trevas, por isso o seu povo andava em trevas totais (Is. 59:9-10).

Jeová não é luz, pois Isaías diz: “Quando alguém andar em trevas, e não tiver luz nenhuma, confie no nome de Jeová” (Is. 50:10).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta