(650) – FILHOS DESTE MUNDO 3

“E respondendo Jesus, disse-lhes: Os filhos deste mundo casam-se e dão-se em casamento, mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dos mortos nem hão de casar, nem ser dados em casamento” (Lc.20:34-35).

Jesus disse: “Porém daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente meu Pai. E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem” (Mt.24:36-39).

A lei do levirato não faz parte do Reino de Deus. A lei do divórcio, também não: “Quando um homem tomar uma mulher, e se casar com ela, será que, se não achar graça em seus olhos, por nela achar coisa feia, ele lhe fará escrito de repúdio, e lho dará na sua mão, e a despedirá de sua casa” (Dt.24:1).

Os filhos da carne também não herdam o Reino de Deus, pois não fazem parte dele: “Mas a todos quantos o receberam (Jesus Cristo), deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que crêem no seu nome, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus” (Jo.1:12-13). Nem o messias segundo a carne: “Varões irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi, que ele morreu e foi sepultado, e entre nós está até hoje a sua sepultura. Sendo, pois, ele profeta, e sabendo que Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto dos seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar no seu trono” (At.2:29-30). “Acerca de seu Filho, que nasceu da descendência de Davi segundo a carne, declarado Filho de Deus em poder, segundo o Espírito de santificação, pela ressurreição dos mortos – Jesus Cristo Nosso Senhor” (Rm.1:3-4).

Agora, não se assustem, pois, Iahweh também não faz parte do Reino de Deus, pois ele disse: “Eis que eu sou Iahweh, o Deus de toda a carne” (Jr.32:27). “E a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herda a incorrupção” (1 Co.15:50). Se Iahweh é o Deus de toda carne, é o Deus de toda corrupção. Iahweh diz: “Porque, como céus novos e a terra nova que hei de fazer, estarão diante da minha face, diz: Iahweh, assim há de ser a vossa posteridade e o vosso nome. E será que, desde uma Festa da Lua Nova até a outra, e de um sábado ao outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz Iahweh. E sairão, e verão os corpos mortos dos homens que prevaricaram contra mim; porque o seu verme nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará; e serão um horror para toda carne” (Is.66:22-24). Jesus diz que esse lugar onde estão amontoados os corpos de homens mortos em estado de putrefação, é o inferno: “E, se o teu olho te escandalizar, lança-o fora; melhor é para ti entrares no Reino de Deus com um só olho do que, tendo dois olhos, ser lançado no fogo do inferno, onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga” (Mc.9:47-48).

Iahweh é o criador do inferno. E Jesus é o criador da Jerusalém celestial, porque ele é o autor e consumador da fé: “Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus” (Hb.12:2).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta