(621) – CARNE x ESPÍRITO 1

1)     O que é carne? A carne é a natureza animal do homem. É a sede das sensações e dos apetites: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo” (1 Jo.2:15-16). Concupiscência é o apetite carnal desordenado: “E, agora, digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herda a incorrupção” (1 Co.15:50).

2)     O que é espírito? “Na verdade, há um espírito no homem, e a inspiração do Todo-poderoso (Jeová no hebraico) os faz entendidos” (Jó.32:8). “Peso da palavra de Jeová sobre Israel: Fala Jeová, o que estende o céu e que funda a terra, e que forma o espírito do homem dentro dele” (Zc.12:1).

3)     A carne dominou os homens até o dilúvio: “Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram” (Gn.6:2). O resultado foi o julgamento de Jeová seguido pelo dilúvio: “E viu Jeová que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Então arrependeu-se Jeová de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração. E disse Jeová: Destruirei de sobre a face da terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até a ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito” (Gn.6:5-7).

As duas partes principais do homem são: carne e espírito. Como vimos, o espírito é o entendimento, onde está a razão e a carne é a parte sensual. O espírito deveria dominar a carne, discipliná-la e subjugá-la. Paulo diz: “Antes, subjugo o meu corpo e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado” (1 Co.9:27).

Mas a carne tem a vida própria e ela vence a inteligência do homem, mesmo que a sua sabedoria seja dada por Deus (1 Rs.3:12). Salomão foi para o inferno, mesmo com toda a sua sabedoria. A carne é a maior inimiga da nossa alma: “Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma” (1 Pd.2:11). Paulo diz: “Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo espírito mortificardes as obras da carne, vivereis” (Rm.8:13). É inconcebível que sendo o homem a imagem de Deus, se deixe dominar pelas paixões carnais; cujo fruto é a morte: “Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte” (Rm.7:5).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta