(431) – A SABEDORIA DE DEUS

A  SABEDORIA  DE  DEUS

Paulo, o apóstolo dos gentios, foi realmente um cristão cheio do Espírito Santo, pois foi quem revelou os maiores mistérios do evangelho (Ef. 6:19). Como pode? Evangelho quer dizer BOAS NOVAS, e estas estão envolvidas em mistério? Por exemplo: Jesus falava por parábolas os mistérios do reino de Deus:“E, acercando-se dele os discípulos, disseram-lhe: Por que lhes falas por parábolas? Ele, respondendo, disse-lhes: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do Reino dos céus, mas a eles não lhes é dado”; (Mt. 13:10, 11). As boas novas do reino de Deus estão ocultas em mistério para todos, inclusive para os judeus. O evangelista Marcos declarou que Jesus só falava por parábolas, mas revelava o sentido espiritual aos discípulos, que também eram cegos (Mc. 4:33-34). Quando Jesus contou a parábola do joio e do trigo, os apóstolos lhe perguntaram (Mt. 13:36)“Explica-nos a parábola do joio do campo?” Isto prova que eram tão cegos como os escribas e fariseus, e também os sacerdotes. Como é que eles ficaram cegos, tão cegos a ponto de crucificar o Messias? O que os cegou foi o Velho Testamento. O apóstolo Paulo é quem revela este mistério. Ele disse: “Falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para a nossa glória; A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu, porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória” (I Co. 2:7- 8). Analisemos este texto:

A sabedoria de Deus está oculta em mistério, logo, o homem natural não pode entender as coisas do Espírito de Deus porque lhe parece loucura (I Co. 2:14).

A sabedoria de Deus foi por ele ordenada antes dos séculos, logo não foi conhecida no Velho Testamento, isto é, no tempo da lei e dos profetas. Concluímos que a sabedoria dada por Jeová a Salomão não é a sabedoria de Deus, pois se fosse, Salomão teria revelado os mistérios do reino de Deus, o que ele não fez. O livro dos Provérbios fala do homem e seu comportamento. O livro de Eclesiastes fala das loucuras e desvarios do homem. O livro dos Cânticos de Salomão fala do amor carnal e da sensualidade. A sabedoria de Salomão é de séculos passados, que acabou em Cristo, e a sabedoria de Deus foi ordenada antes dos tempos dos séculos (Rm. 10:25; II Tm. 1:9; Tt. 1:2).

O mistério da encarnação do Verbo, não foi manifestada noutros séculos aos filhos dos homens, segundo a palavra de Paulo aos Efésios: “Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus, que para convosco me foi dada; como me foi este mistério manifestado pela revelação como acima em pouco vos escrevi; pelo que, quando ledes, podeis compreender a minha compreensão do mistério de Cristo, O qual noutros séculos não foi manifestado aos filhos dos homens, como agora tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas” (Ef. 3:2-5). E Paulo repete no verso nove, dizendo: “E demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou” (Ef. 3:9). Esse mistério e a verdadeira sabedoria de Deus nunca foram conhecidos dos principados e potestades nos céus (Ef. 3:10). Na epístola aos Colossenses, o grande apóstolo volta à carga, dizendo:“O MISTÉRIO QUE ESTEVE OCULTO DESDE TODOS OS SÉCULOS, E EM TODAS AS GERAÇÕES, E QUE AGORA FOI MANIFESTADO AOS SEUS SANTOS; AOS QUAIS DEUS QUIS FAZER CONHECER QUAIS SÃO AS RIQUEZAS DA GLÓRIA DESTE MISTÉRIO ENTRE OS GENTIOS, QUE É CRISTO EM VÓS, ESPERANÇA DA GLÓRIA” (Cl. 1:26-27).

O GRANDE MISTÉRIO É QUE JEOVÁ NÃO ERA Deus DOS GENTIOs. Quem são os gentios? Era o nome que designava todas as nações, afora a nação judaica. Gentios são todas as nações cuja religião não é monoteísta, mas politeísta, isto é, que adoram muitos deuses. como os judeus só serviam e adoravam um único Deus, os gentios eram idólatras e abomináveis para os judeus. A palavra gentio vem da palavra hebraica EREB, que quer dizer: MISTURA DE GENTE, pois Israel não se misturava com outros povos. Jeová ordenou a matança de todos os povos de Canaã (Js. 11:19-20). Mas eles não destruíram os povos como Jeová tinha ordenado, antes se misturaram com as nações, e aprenderam as suas obras, e serviram os seus ídolos, que vieram a ser-lhes laço (Sl. 106:34-36). Jeová aborrecia os gentios, e por isso disse: “Jeová é rei eterno; da sua terra serão desarraigados os gentios” (Sl. 10:16; II Rs. 16:3; 21:2).

A sabedoria de Deus, que antes de Cristo nunca foi manifestada aos filhos dos homens, considerava os gentios co-herdeiros, e de um mesmo corpo, como lemos em Ef. 3:4-6; mas a sabedoria de Jeová excluía os gentios, isto é, os outros povos, do corpo de Israel como povo. Tanto é assim, que o destino futuro dos outros povos era serem escravos de Israel. O salmista declarou profeticamente: “Porque Jeová Altíssimo é tremendo, e Rei grande sobre toda a terra. Ele nos submeterá os povos e porá as nações debaixo dos nossos pés” (Sl. 47:2-3).

O Novo Testamento, onde a sabedoria do verdadeiro Deus foi manifestada, lemos: “É PORVENTURA DEUS SOMENTE DOS JUDEUS? E NÃO O É TAMBÉM DOS GENTIOS? TAMBÉM DOS GENTIOS, CERTAMENTE” (Rm. 3:29). Numa discussão em que os cristãos judeus queriam forçar os gentios cristãos a circuncidar e guardar a lei de Jeová, Pedro, tomando a palavra disse: “Varões irmãos, bem sabeis que há muito tempo Deus me elegeu dentre vós, para que os gentios ouvissem da minha boca a palavra do evangelho, e cressem. E Deus, que conhece os corações, lhes deu testemunho, dando-lhes o Espírito Santo, assim como também a nós; E não fez diferença alguma entre eles e nós, purificando os seus corações pela fé” (At. 15:7-9).

São, portanto, duas sabedorias: A de Jeová, manifestada à Israel nos séculos que passaram, e a de Deus Pai, que nunca foi manifestada aos filhos dos homens em todos os séculos que se passaram (I Co. 2:7).

Na sabedoria de Jeová só havia salvação para Israel, e na sabedoria do Pai, revelada por Paulo, Deus quer que todos se salvem (I Tm. 2:3-4). Esta é a sabedoria do amor. Glória a Deus!

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta