(699) – O DESERTOR 4

Davi era um homem apaixonado por Jeová Deus, desde criança. Ele era um pastorzinho de ovelhas. Durante as noites enluaradas, ele ficava tocando harpa e compondo salmos. Era um exímio atirador com a funda e era com ela que espantava os lobos devoradores. Os filisteus sempre estavam prontos a pelejar contra Israel. Certa vez os filisteus arrumaram um gigante de dois metros e meio de altura, e desafiaram um lutador hebreu para lutar com ele, mas não havia ninguém com coragem e força. Os filisteus zombavam de Israel até que Davi se apresentou ao rei Saul disposto a pelejar contra o gigante. O rei vestiu uma armadura em Davi, mas ela era tão pesada que Davi não podia nem andar com ela. Então, Davi pegou cinco seixos e sua funda e enfrentou o gigante filisteu que o desprezou, porquanto era jovem, ruivo e de gentil aspecto. Davi pegou uma pedra, e com a funda lha atirou e feriu o filisteu na testa, que caiu com o rosto em terra. Davi pegou a espada do gigante filisteu e cortou com ela a cabeça dele, e os filisteus vendo que o seu campeão era morto, fugiram (1 Sm.17:40-54).

Davi ficou famoso e as mulheres cantavam pelas ruas: “Saul matou milhares, porém Davi os seus dez milhares” (1 Sm.18:7). Com isto nasceu uma rivalidade de Saul contra Davi. Davi se casou com Mical, que era filha de Saul, e este começou a armar laços para Davi.

Saul tinha um demônio colocado por Jeová e este demônio o atormentava (1 Sm.16:14-15). Quando Davi tocava a sua harpa, o espírito mau se retirava de Saul (1 Sm.16:23). Por causa da insistência de Saul querendo matar Davi, este percebeu que era armadilha de Jeová contra ele. E Davi disse a Saul: “Ouve, pois, agora, te rogo, ó rei, meu senhor, as palavras de teu servo: Se Jeová te incita contra mim, cheire ele a oferta de manjares…” (1 Sm.26:19).

Jeová incitava Saul contra Davi. Para que Davi matasse o rei Saul, Jeová armou duas ciladas. Colocou Saul cansado, numa caverna para dormir, e os soldados de Davi o levaram até a caverna e Davi entrou e cortou a orla do manto de Saul, poupou o rei, saiu da caverna, e disse: “Jeová, hoje, te pôs em minhas mãos nesta caverna para que te matasse, porém a minha mão te poupou. Olha, meu pai, vê aqui a orla do teu manto na minha mão, e eu não te matei” (1 Sm.24:10-11). Esta foi a primeira armadilha. A segunda armadilha foi assim: Alguns dias depois, Saul acampou no outeiro de Haquila, e Davi viu que Saul vinha após ele ao deserto. Saul dormia um sono profundo dado por Jeová. Ao lado dele estava Abner, seu capitão. Davi, mais uma vez, poupa a vida de Saul, contra a vontade de Jeová. Davi tomou a lança que estava à cabeceira de Saul e a bilha d’água e foi-se dali. Ninguém viu Davi. Estavam todos dormindo. Davi foi ao cume do monte, ao longe, e bradou: ‘Não responderás Abner? E Abner respondeu: Quem és tu, que bradas ao rei?’ e Davi falou: “Por que não guardaste o teu rei? Ungido de Jeová? Veja onde está agora a lança do rei, e a bilha d’água, que tinha à sua cabeceira. E Saul disse: Não é esta a tua voz, meu filho Davi? Ouve, pois agora, ó rei, as palavras do teu servo: Se Jeová te incita contra mim, cheire ele a oferta de manjares” (1 Sm.26:15-19).

Jeová muda de tática para que Davi enfraqueça moralmente. Jeová deu a Davi as mulheres de Saul. Davi tinha um banquete de mulheres diariamente, e Jeová colocou Bate-Seba, mulher formosa, banhando-se, na frente do palácio de Davi, que deslumbrado, deitou-se com ela, e daí foi gerado um filho. Davi para se livrar do escândalo, manda Urias, esposo de Bate-Seba, para a frente de batalha, e ele morreu. E Davi casou-se com Bate-Seba, porem, ele percebeu que caiu no laço de Jeová: Você não matou os inimigos que eu pus na sua mão, então seus filhos vão morrer.

Morreu Amnon, o primogênito, por estuprar a sua irmã Tamar (2 Sm.13). Absalão matou Amnon para vingar a sua irmã Tamar. Absalão morreu pela flecha de Joabe, e Jeová confessa que foi tudo obra da sua mão: “Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste, e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para que te seja por mulher. Assim diz Jeová: Eis que suscitarei da tua mesma casa o mal sobre ti; e tomarei tuas mulheres perante os teus olhos, e as darei a teu próximo, o qual se deitará com as suas mulheres perante o sol. Porque tu o fizeste em oculto, mas eu farei este negócio perante todo o Israel e perante o sol” (2 Sm.12:10-12).

Davi ficou tão chocado com as vinganças malignas de Jeová que trocou de Deus. Davi falou: “Disse Jeová ao meu Senhor”… (Sl.110:1).

Jesus fala que o segundo Senhor do Sl.110, é Ele, o Messias.

Davi converteu-se ao Messias para escapar das vinganças de Jeová (Mt.22:41-45).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta