(693) – UMA SÓ CARNE 1

“Chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo? Ele, porem, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que no princípio, o Criador os fez macho e fêmea, e disse: Portanto deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão os dois uma só carne? Assim já não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem” (Mt.19:3-6).

1)   O que vem a ser uma só carne? É a união feita por Deus. E a união é tão forte que Jesus disse: ‘Portanto não são mais dois, mas uma só carne. O que Deus ajuntou não o separe o homem’. Se o homem separar é um ato de rebelião contra Deus. Quando é Deus que une, a união é celebrada na terra e também no céu. “Por causa disso, me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome” (Ef.3:14-15).

2)   Quem instituiu o divórcio? Foi Jeová, portanto, ele não Crê que o homem e a mulher possam se unir e formar uma só carne para sempre: “Quando um homem tomar uma mulher e se casar com ela, então, será que, se não achar graça em seus olhos, por nela achar coisa feia, ele lhe fará escrito de repúdio, e lho dará na mão, e a despedirá da sua casa” (Dt.24:1). Portanto, a primeira união forma uma só carne, a segunda é abominação. Por isso, o sexo fora do casamento é abominação. Para Jeová a mulher não tem valor como esposa. Quando Saul morreu, Jeová deu as suas mulheres para Davi (II Sm.12:8). Não é só quando morre o marido que Jeová faz isto. Quando Davi cometeu adultério com Bate-Seba e matou o seu marido, Jeová pegou as suas mulheres e as deu para Absalão, filho de Davi. Pode haver abominação tão horrorosa como esta que Jeová fez? “E disse Aitofel a Absalão: Entra às concubinas de teu pai, que deixou para guardarem a casa; e, assim todo o Israel ouvirá que te fizeste aborrecível para com teu pai, e se fortalecerão as mãos de todos os que estão contigo. Estenderam, pois, para Absalão uma tenda no terraço, e entrou Absalão às concubinas de seu pai, perante os olhos de todo o Israel” (II Sm.16:21-22). “Desposar-te-ás com uma mulher, porém outro homem dormirá com ela; edificarás uma casa, porém não morarás nela; plantarás uma vinha, porém não lograrás o seu fruto” (Dt.28:30). “Portanto darei suas mulheres a outros…” (Jr.8:10). Que abominação! “Porque eu ajuntarei todas as nações para a peleja contra Jerusalém; e a cidade será tomada, e as casas serão saqueadas, e as mulheres forçadas” (Zc.14:2). Para Jeová não há matrimônio. “Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram” (Gn.6:2). “Portanto, assim diz Jeová: Tua mulher se prostituirá na cidade, e teus filhos e tuas filhas cairão à espada, e a tua terra será repartida a cordel, e tu morrerás na terra imunda, e Israel certamente será levado cativo para fora da sua terra” (Am.7:17).

Está fartamente provado que para Jeová não há matrimônio que forma uma só carne, que é a base do matrimônio indissolúvel.

Porém Jesus falou claro que Deus, o Pai, é o autor do matrimônio indissolúvel.

Jeová não é Deus.

One thought on “(693) – UMA SÓ CARNE 1

  1. Hi! Jeová deixou uma marca, um sinal, segundo o qual conhecemos, hoje, quem são os verdadeiros hebreus bíblicos: “Todas essas maldições virão sobre ti, te perseguirão e te alcançarão até que sejas destruído, por não teres dado ouvidos à voz de jeová, teu deus, para guardar os seus mandamentos e estatutos, que te ordenou. Essas maldições serão um sinal e um prodígio para ti e para tua descendência para sempre (D’varim/Dt 28: 45 e 46).”
    Avraham significa pai de muitos negros e não de muitas nações. Cam, filho de Noé, significa negro, preto, queimado. Então os hebreus israelitas bíblicos são pessoas negras, de cor. Eles vivem em tribos, alguns em estado primitivo, precisando de tudo. Eles são chamados negros, índios, nativos, aborígenes. As pessoas afro-indígenas sofrem todas as maldições do livro bíblico. Obrigado pelo espaço a todos que fazem a ABIP, desejo paz.
    Gleube Ivo de Melo
    Recife/PE

Deixe uma resposta