(725) – ANTES DA FUNDAÇÃO DO MUNDO

Antes da formação do mundo é a pré-história da Bíblia. São as coisas que já existiam antes da criação do homem. Jesus orou dizendo: “Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me hás amado antes da criação do mundo. Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheci, e estes conheceram que tu me enviaste a mim. E eu lhes fiz conhecer o teu nome e lho farei conhecer mais, para que o amor com que me amado esteja neles, e eu neles esteja” (Jo.17:24-26).

Jesus está dizendo que Deus nos amou antes da fundação do mundo: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo, como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade, e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito da sua vontade, para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado” (Ef.1:3-6). “Descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo, de tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra; nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade, com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós, os que primeiro esperamos em Cristo” (Ef.1:9-12).

Quando Deus nos revela o mistério da sua vontade, Ele revela que não está presente neste mundo. Por isso João disse: “Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, este o fez conhecer” (Jo.1:18). “Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeita a sua caridade” (1 Jo.4:12).

O apóstolo Paulo diz: “Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver: ao qual seja a honra e poder sempiterno. Amém” (1 Tm.6:16). Se Deus nunca foi visto por alguém, Iahweh não é Deus, porque ele foi visto: “E subiram Moisés e Arão, Nadabe e Abiú, e setenta dos anciãos de Israel, e viram o Deus de Israel, e debaixo dos seus pés havia como uma obra de pedra de safira e como o parecer do céu na sua claridade. Porem, ele não estendeu a sua mão sobre os escolhidos dos filhos de Israel; mas viram a Deus, e comeram e beberam” (Ex.24:9-11). Nem anjo, nem arcanjo viu jamais o Deus Pai. O apóstolo Paulo diz que estes mistérios os anjos aprendem através da Igreja: “e demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que, desde os séculos, esteve oculto em Deus, que tudo criou; para que, agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus” (Ef.3:9-10).

É por isso que Lucas, o evangelista, disse: “Tudo por meu pai me foi entregue; e ninguém conhece quem é o Filho, senão o Pai, nem quem é o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar” (Lc.10:22).

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta