(535) – DOIS MINISTÉRIOS – VIII

DOIS   MINISTÉRIOS   8

Os ministérios são compostos de ministros. O governo é chefiado pelo presidente do conselho, que por sua vez é formado pelos ministros. Um governo tem diversos ministérios: Do interior, do exterior, da defesa, do exército, da marinha, da aeronáutica, da economia, da educação, das comunicações, da justiça, público, da fazenda, enfim, há uma infinidade de ministérios, todos desempenhado os cargos e as funções dos governos dos reinos deste mundo.

Nós, os cristãos, não fazemos parte dos ministérios deste mundo, porque não somos deste mundo, como Jesus disse: “Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os aborreceu, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal” (Jo.17:14-15). Jesus disse mais: “O meu Reino não é deste mundo. Se o meu Reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus” (Jo.18:36). O apóstolo Paulo, quando fazia parte do ministério deste mundo, torturava os cristãos e os matava. Transcrevemos aqui sua confissão: “Quanto a mim, sou varão judeu, nascido em Tarso da Cilícia, e nesta cidade criado aos pés de Gamaliel, instruído conforme a verdade da lei de nossos pais, zelador de Deus, como todos hoje vós sois. E persegui este Caminho até a morte, prendendo e metendo em prisões, tanto varões como mulheres, como também o sumo sacerdote me é testemunha, e todo o conselho dos anciãos; e, recebendo destes cartas para os irmãos fui a Damasco, para trazer maniatados para Jerusalém aqueles que ali estivessem, afim de que fossem castigados. Ora, aconteceu que indo já de caminho e chegando perto de Damasco, quase ao meio-dia, de repente me rodeou uma grande luz do céu. Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?” (At.22:3-7).

Paulo, ao ver a luz de Jesus e ouvir a sua voz, mudou de ministério. Quando era membro do ministério do deus dos judeus, e era comandado pelos sacerdotes do templo, perseguia e matava os cristãos. Quando creu em Jesus e mudou de ministério, passou a ser caçado para ser morto (At.14:19-22).

Concluímos, pois, que os homens deste mundo só estão debaixo de um ministério, que é o ministério deste mundo, mas os cristão estão debaixo de dois ministérios: o ministério de Cristo e o ministério deste mundo. Que diz Paulo sobre este assunto? “Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de deus; e as autoridades que há foram ordenadas por deus. Por isso quem resiste à potestade resiste à ordenação de deus, e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação. Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela, porque ela é ministro de deus, para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de deus, e vingador para castigar aquele que faz o mal” (Rm.13:1-4). Mas, que deus é este que anula a graça de Deus? (Tt.2:11). Que deus é este que puxa da espada para castigar e matar como vingador aqueles que crêem em Cristo, e se batizam para fazer parte do corpo da Igreja, mas gostam de fazer o mal? Paulo mesmo responde: “O deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus” (II Co.4:4). E quem é o deus deste século? É o vingador, ou Jeová (Lv.26:23-25). Paulo ilustra o fato: “Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o senhor é vingador de todas estas coisas” (I Ts.4:6). E João apóstolo diz:“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca, mas o que é gerado de Deus conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca” (I Jo.5:18).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta