(720) – A LUZ DO MUNDO 2

Em Gênesis cap. 1 vers. 1, está escrito: “No princípio criou Elohim os céus e a terra”. Mas Elohim é plural, no hebraico; então, deveria estar escrito: ‘criaram os deuses os céus e a terra’. A palavra Elohim está em Gn.1:1, mas em Êxodo 12:12, está escrito: “Eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até os animais; e sobre todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o Iahweh”. (Está escrito no hebraico ‘Elohim do Egito’. neste caso, Elohim são os ídolos do Egito). No Salmo 8:4-5, está escrito: “Que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites? Contudo, pouco menor o fizeste do que os ‘anjos’ (em hebraico Elohim), e de glória e de honra o coroaste”. Temos três traduções para a palavra Elohim: deuses, ídolos e anjos. Onde está a verdade? Existe um quarto nome para Deus, que é Iahweh. Há um detalhe: No capítulo 1 do livro de Gênesis, só aparece Elohim. Nos capítulos 2 e 3, aparece Iahweh Eloim, durante toda a narrativa. Em Gen.1:2, está escrito: “E a terra era sem forma e vazia”. Terra é o homem. Sem forma e vazia, é o homem no princípio, que ainda não tinha entendimento.

Provemos: “Mas o que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a palavra; e dá fruto” (Mt.13:23). Logo em seguida Jesus disse: “Tudo isto disse Jesus por parábolas à multidão, e nada lhes falava sem parábolas, para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta, que disse: Abrirei em parábolas a boca; publicarei coisas ocultas desde a criação do mundo” (Mt.13:34-35). Outra prova de que terra é o homem: “Porque a terra que embebe a chuva, que muitas vezes cai sobre ela, e produz erva proveitosa para aqueles por quem é lavrada, recebe a bênção de Deus; mas a que produz espinhos e abrolhos, é reprovada, e perto está da maldição; o seu fim é ser queimada” (Hb.6:7-8). A chuva que cai sobre a terra, é a Palavra de Deus: “Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos. Porque, assim como desce a chuva e a neve dos céus, e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir, e brotar, dar semente ao semeador, e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca; ela não voltará para mim vazia; antes, fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei. Porque, com alegria saireis e, em paz sereis guiados; os montes e os outeiros exclamarão de prazer perante a vossa face, e todas as árvores do campo baterão palmas” (Is.55:9-12).

A terra é o homem.

As árvores são as nações.

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta