(726) – AS ÁRVORES 1

“Ele, porém, respondendo, disse: Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada” (Mt.15:13). “E plantou Iahweh Deus um jardim no Éden, da banda do oriente, e pôs ali o homem que tinha formado. E Iahweh Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal” (Gn.2:8-9).

O livro de Ezequiel explica o mistério do jardim do Éden: “Eis que a Assíria era um cedro no Líbano, de ramos formosos, de sombrosa ramagem e de alta estatura, e o seu topo estava entre os ramos espessos. As águas o fizeram crescer, o abismo o exalçou; as suas correntes corriam em torno da sua plantação, e ela enviava os regatos a todas as árvores do campo. Por isso, se elevou a sua estatura sobre todas as árvores do campo, e se multiplicaram os seus ramos, e se alongaram as suas varas, por causa das muitas águas que enviava. Todas as aves do céu se aninhavam nos seus ramos, e todos os animais do campo geravam debaixo dos seus ramos, e todos os grandes povos se assentavam à sua sombra. Assim, era ele formoso na sua grandeza, na extensão dos seus ramos, porque a sua raiz estava junto às muitas águas. Os cedros não o podiam escurecer no jardim de Deus; as faias não igualavam os seus ramos, e as castanheiras não eram como os seus renovos; nenhuma árvore no jardim de Deus se assemelhava a ele na sua formosura. Formoso o fiz com a multidão dos seus ramos; e todas as árvores do Éden, que estavam no jardim de Deus, tiveram inveja dele” (Ez.31:3-9).

A linguagem de Ezequiel é figurada:

Águas são povos: E águas que viste, onde se assenta a prostituta, são povos, e multidões, e nações, e línguas” (Ap.17:15).

Abismo é o inferno: “E, contudo, levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo” (Is.14:15).

Os regatos são os exércitos e as árvores do campo, são as nações escravizadas, as aves são anjos caídos e demônios (Mt.13:19).

Os animais do campo são homens (Ec.13:18-21).

Os cedros do Líbano e as outras árvores são plantação de Iahweh (Sl.104:16).

“Assim diz Iahweh: No dia em que ele desceu ao inferno, fiz eu que houvesse luto; fiz cobrir o abismo por sua causa, e retive as suas correntes, e elas detiveram-se; e cobri o Líbano de preto por causa dele, e todas as árvores do campo por causa dele, desfaleceram. Ao som da sua queda, fiz tremer as nações, quando o fiz descer ao inferno com os que descem à cova; e todas as árvores do Éden, a flor e o melhor do Líbano, todas as que bebem águas, se consolavam na terra mais baixa. Também estes com ele descerão ao inferno, a juntar-se aos que foram traspassados à espada; sim, aos que foram seu braço, e que estavam assentados no meio das nações. A quem, pois, és semelhante em glória e em grandeza, entre as árvores do Éden? Todavia, descerás com as árvores do Éden à terra mais baixa; no meio dos incircuncisos jazerás com os que foram traspassados à espada; este é Faraó e toda a sua multidão, diz Iahweh” (Ez.31:15-18).

As árvores do jardim do Éden não foi o Pai quem plantou. Elas estão envolvidas com o inferno. Portanto, foram todas arrancadas. A única árvore que o Pai plantou está em (Jo.15:1): “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador”.

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta