(709) – A LEI E A CARNE

1)  O homem não foi criado por Deus porque tudo o que Deus faz, dura eternamente: “Eu sei que tudo o que Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar. E isso faz Deus para que haja temor diante dele” (Ec.3:14). E o homem é mortal: “Que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites?” (Sl.8:4). “Eu, eu sou aquele que vos consola; quem pois és tu, para que temas o homem, que é mortal, ou o filho do homem, que se tornará em feno?” (Is.51:12).

2)  “Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito, para as coisas do Espírito. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz. Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade o pode ser. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus” (Rm.8:4-8).

3)  “Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis” (Rm.8:13).

4)  “Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma” (1 Pd.2:11).

5)  “E, agora, digo isto, irmãos: Que a carne e o sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herda a incorrupção” (1 Co.15:50).

6)  “Dou graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. Assim que eu mesmo, com o entendimento, sirvo à lei de Deus, mas, com a carne, à lei do pecado” (Rm.7:25).

7)  “E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências” (Gl.5:24).

8)  “Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça” (Rm.6:14). Quando estamos debaixo da lei, o pecado tem domínio sobre nós.

9)  Quando estamos debaixo da lei, somos escravos do pecado, porque a força do pecado é a lei: “Ora, o aguilhão da morte, é o pecado, e a força do pecado é a lei” (1 Co.15:56).

10)      “Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte. Mas, agora, estamos livres da lei, pois morremos para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra” (Rm.7:5-6).

11)      O que tira o jugo da lei é o Batismo: “Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte, para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição; sabendo isto: que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, a fim de que não sirvamos mais o pecado. Porque aquele que está morto está justificado do pecado” (Rm.6:3-7).

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta