(727) – AS ÁRVORES 2

As árvores que estão jardim do Éden: “E plantou Iahweh Elohim um jardim no Éden, da banda do oriente; e pôs ali o homem que tinha formado. E Iahweh Elohim fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal” (Gn.2:8-9).

Iahweh é um grande plantador de árvores, e plantou uma vinha: “Agora, pois, ó moradores de Jerusalém e homens de Judá, julgai, vos peço, entre mim e a minha vinha. Que mais se podia fazer à minha vinha, que eu lhe não tenha feito? E como, esperando eu que desse uvas boas, veio a produzir uvas bravas? Agora, pois, vos farei saber o que eu hei de fazer à minha vinha: tirarei a sua sebe, para que sirva de pasto; derribarei a sua parede, para que seja pisada; e a tornarei em deserto; não será podada, nem cavada; mas crescerão nela sarças e espinheiros; e às nuvens darei ordem que não derramem chuva sobre ela. Porque a vinha de Iahweh dos Exércitos é a casa de Israel, e os homens de Judá são a planta das suas delicias; e esperou que exercessem juízo, e eis aqui opressão; justiça, e eis aqui clamor” (Is.5:3-7). Então, Iahweh não é o Todo-poderoso; plantou a vinha para dar fruto bom, e ela não deu, e ele abandonou a vinha. Os cedros do Líbano são as árvores mais altas que existem desde a antiguidade: São as nações que dominaram o mundo. A Assíria era um cedro do Líbano; o Egito era outro cedro do Líbano: “Eis que a Assíria era um cedro no Líbano, de ramos formosos, de sombrosa ramagem e de alta estatura, e o seu topo estava entre os ramos espessos” (Ez.31:3). Iahweh usou a Assíria para destruir o Reino de Israel (2 Rs.17:20-23). “Ele, porém, respondendo, disse: Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada” (Mt.15:13).

O Pai, só plantou uma árvore: “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador” (Jo.15:1). Todas as outras árvores foram plantadas por Iahweh. Israel é uma árvore de Iahweh: “a ordenar aos tristes de Sião que lhes dê ornamento por cinza, óleo de gozo por tristeza, veste de louvor por espírito angustiado, a fim de que se chamem árvores de justiça, plantação de Iahweh, para que ele seja glorificado” (Is.61:1-3). É por isso que Israel matou o Messias: “Por não terem conhecido a este, os que habitavam em Jerusalém, e os seus príncipes, condenaram-no, cumprindo assim as vozes dos profetas que se lêem todos os sábados. E, embora não achassem alguma causa de morte, pediram a Pilatos que ele fosse morto. E, havendo eles cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do madeiro, o puseram na sepultura. Mas Deus o ressuscitou dos mortos. E ele, por muitos dias, foi visto pelos que com ele subiram da Galiléia à Jerusalém, e são suas testemunhas para com o povo” (At.13:27-31).

Sabem por que Jesus não plantou árvores? “Respondeu Jesus: O meu Reino não é deste mundo; se o meu Reino fosse deste mundo, lutariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas, agora, o meu Reino não é daqui” (Jo.18:36). Como o reino deste mundo é de Satanás, Jesus desceu para salvar os homens, isto é, tirar deste mundo: “dando graças ao Pai, que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz. Ele nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o Reino do Filho do seu amor em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; o qual é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação” (Cl.1:12-15).

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

One thought on “(727) – AS ÁRVORES 2

  1. Boa tarde Abner, tudo bem?
    No início de minha conversão conheci o pr. Olavo, li em algum lugar que ele veio a falecer.
    Pude estar ai no sítio com o irmão Lenilson (irmão do dr. Lenilton), nem sei por onde anda, na época ele era militar e servia aqui em Pirassununga, interior de SP.
    Eu conversava muito com o Olavo, vivia ligando para ele. Na época a internet era pouco usada, então ele me enviava todos estes estudos por carta, eu sempre fica ansioso esperando os Correios chegarem. Isto há 20 anos atrás, me converti em 1997.
    Tenho fitas K7 que ele me enviou de suas pregações na IEFA, adoro uma com o título “O Poder em Não Poder”, “Grandes e Pequenos”, “Doutrina I e II”, adorava suas mensagens, ele usava muitas ilustrações de literaturas que havia lido, e isto fez com que eu pesquisasse muito antes de trazer um sermão. Como sempre amei ler tenho hoje mais de 3 mil livros, assino dezenas de revistas e com certeza ele contribuiu para isto.
    Lembro que ele me chamava pelo sobrenome “Romanin, veja bem!”.
    Infelizmente o conheci logo na minha conversão e então um presbítero vasculhou meus pertences e encontrou nossas correspondências, fitas, estudos, etc e me deu uma dura daquelas, me chamou de herege, ainda mais quando mencionou um convite que o pr. Olavo fez para que eu abrisse um núcleo da ABIP aqui. Na época eu tinha uns 2 de conversão e trabalhava como voluntário em uma casa de recuperação, inclusive quando estive ai (uma única vez, também depois desta…) dei uma camisa do Desafio Jovem Casa da Paz para o pr. Olavo e ele disse: “Oba!!! Choveu na minha horta”, kkk, naquele dia lembro que tomamos uma canja no almoço juntos.

    Eu havia comprado o livro Jeová… em uma banca e dei de presente a um amigo que era militar e servia com o Lenilson.

    Este irmão ficou doido e começou escrever artigos também e uma vez ele foi e deu um estudo justamente na casa de recuperação, kkkk, imagina…Tive que entregar o livro para o pastor, na época eu congregava nas Assembleias de Deus do Belém, depois nunca mais voltei a ter contato com o pr. Olavo.

    Claro, liguei para ele e expliquei a situação e talvez por me estimar muito ele me aconselhou a ficar um pouco distante.

    Hoje não congrego em denominação alguma, mas estudo todos os dias as escrituras, aliás faço isto há 20 anos, haja vista a minha biblioteca, esta semana mesmo chegará dezenas de livros.

    Um dos assuntos que mais gosto é sobre a criação e ontem eu estava lendo o livro Enigma do Princípio e cada vez me apaixono mais pelo tema.

    Confesso que não creio que Jeová seja um falso deus, mas nunca deixei de meditar nisto e também não creio em duas criações, mas sempre respeitei a posição do pr. Olavo. Sempre admirei sua busca pela santidade e busca no conhecimento da verdade, que sempre foi minha oração baseado no que Paulo escreveu a Timóteo, que o desejo do Pai é que todos sejam salvos e venham ter o PLENO CONHECIMENTO DA VERDADE.

    Já abandonei tantas doutrinas errôneas que cria, isto não é problema para mim, não sou religioso.

    Bom! Acho que é tudo!

    Eu tinha uma fita, mas confiscaram onde ele falava sobre a divisão do reino, “O Bezerro Cevado”, caso tenham gostaria de pelo menos ter a transcrição.

    Sugiro que coloquem os estudos em formato de arquivo para baixar.

    Caso tenham mais algum estudo que fale sobre o Éden me avisem.

    Um forte abraço a tia Esther.

    Henrique

Deixe uma resposta