(727) – AS ÁRVORES 2

As árvores que estão jardim do Éden: “E plantou Iahweh Elohim um jardim no Éden, da banda do oriente; e pôs ali o homem que tinha formado. E Iahweh Elohim fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal” (Gn.2:8-9).

Iahweh é um grande plantador de árvores, e plantou uma vinha: “Agora, pois, ó moradores de Jerusalém e homens de Judá, julgai, vos peço, entre mim e a minha vinha. Que mais se podia fazer à minha vinha, que eu lhe não tenha feito? E como, esperando eu que desse uvas boas, veio a produzir uvas bravas? Agora, pois, vos farei saber o que eu hei de fazer à minha vinha: tirarei a sua sebe, para que sirva de pasto; derribarei a sua parede, para que seja pisada; e a tornarei em deserto; não será podada, nem cavada; mas crescerão nela sarças e espinheiros; e às nuvens darei ordem que não derramem chuva sobre ela. Porque a vinha de Iahweh dos Exércitos é a casa de Israel, e os homens de Judá são a planta das suas delicias; e esperou que exercessem juízo, e eis aqui opressão; justiça, e eis aqui clamor” (Is.5:3-7). Então, Iahweh não é o Todo-poderoso; plantou a vinha para dar fruto bom, e ela não deu, e ele abandonou a vinha. Os cedros do Líbano são as árvores mais altas que existem desde a antiguidade: São as nações que dominaram o mundo. A Assíria era um cedro do Líbano; o Egito era outro cedro do Líbano: “Eis que a Assíria era um cedro no Líbano, de ramos formosos, de sombrosa ramagem e de alta estatura, e o seu topo estava entre os ramos espessos” (Ez.31:3). Iahweh usou a Assíria para destruir o Reino de Israel (2 Rs.17:20-23). “Ele, porém, respondendo, disse: Toda planta que meu Pai celestial não plantou será arrancada” (Mt.15:13).

O Pai, só plantou uma árvore: “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador” (Jo.15:1). Todas as outras árvores foram plantadas por Iahweh. Israel é uma árvore de Iahweh: “a ordenar aos tristes de Sião que lhes dê ornamento por cinza, óleo de gozo por tristeza, veste de louvor por espírito angustiado, a fim de que se chamem árvores de justiça, plantação de Iahweh, para que ele seja glorificado” (Is.61:1-3). É por isso que Israel matou o Messias: “Por não terem conhecido a este, os que habitavam em Jerusalém, e os seus príncipes, condenaram-no, cumprindo assim as vozes dos profetas que se lêem todos os sábados. E, embora não achassem alguma causa de morte, pediram a Pilatos que ele fosse morto. E, havendo eles cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do madeiro, o puseram na sepultura. Mas Deus o ressuscitou dos mortos. E ele, por muitos dias, foi visto pelos que com ele subiram da Galiléia à Jerusalém, e são suas testemunhas para com o povo” (At.13:27-31).

Sabem por que Jesus não plantou árvores? “Respondeu Jesus: O meu Reino não é deste mundo; se o meu Reino fosse deste mundo, lutariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas, agora, o meu Reino não é daqui” (Jo.18:36). Como o reino deste mundo é de Satanás, Jesus desceu para salvar os homens, isto é, tirar deste mundo: “dando graças ao Pai, que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz. Ele nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o Reino do Filho do seu amor em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; o qual é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação” (Cl.1:12-15).

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta