(028) – AS ALMAS SÃO MINHAS, DIZ O SENHOR

Palavras de Jeová Deus: “Eis que todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha; a alma que pecar, essa morrerá” (Ez.18:4). Em outra palavras, Jeová está dizendo: Como as almas são minhas, eu mato as que pecarem. Isto pode ser provado pelas palavras do sacerdote Eli repreendendo seus dois filhos, Hofní e Finéias: “Pecando o homem contra homem, os juizes o julgarão; pecando, porém, o homem contra Jeová, quem rogará por ele? MAS NÃO OUVIRAM A VOZ DO SEU PAI, PORQUE JEOVÁ OS QUERIA MATAR.” (1 Sm.2:25).

Quando Jeová declarou que todas as almas lhe pertencem? Essas palavras foram ditas muito tempo depois que Adão foi expulso do paraíso, e muito antes da morte de Cristo na cruz para redimir os pecadores. Qual o estado das almas que viveram de Adão até Jesus Cristo? Paulo revela que estavam todas mortas em Rm.5:17, e Jesus confirma, quando um jovem, querendo seguí-lo, pediu licença para sepultar seu defunto pai: “E outro de seus discípulos lhe disse: Senhor, permite-me que primeiramente eu vá sepultar meu pai. Jesus, porém, disse-lhe: Segue-me, e deixa aos mortos sepultar os seus mortos” (Mt.8:21-22). Quem cresse em Jesus, passava da morte para a vida, disse João (Jo.5:24).

Se as almas estavam mortas, como Jeová declarou que eram suas? Será que Jeová é o Deus dos mortos? Eu me recuso a acreditar nesta blasfêmia, mas é Jeová que se declara dono das almas que estavam mortas.

No Novo Testamento lemos que Jesus comprou as almas com o seu sangue precioso (I Co.6:20; 1 Pd.1:18-19). Se Jesus é Jeová, comprou dele mesmo? Resgatou de si mesmo? O apóstolo Paulo nos diz que a obra de Cristo é libertar do diabo (At.10:38; 26:18). Entendemos pela Bíblia que Jesus comprou e resgatou de alguém perverso. Se Jeová afirmou que as almas lhe pertenciam, Jesus não poderia comprá-las, mas somente libertá-las. Compra-se aquilo que não nos pertence. Se Jeová é o Pai, Jesus comprou do Pai para o Pai? Como Jesus poderia comprar do diabo o que pertencia a Jeová? Se eu compro do Pedro o carro que pertence a João, caí no conto do vigário. Paulo afirma ainda que toda a criação estava sujeita a vaidade, e que a criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus (Rm.8:20 21). As almas eram de Jeová num cativeiro de corrupção?

João, no seu evangelho, ensina que, para sermos filhos de Deus temos de aceitar Cristo como Salvador, e que os nascidos do sangue e da carne não são filhos de Deus (Jo.1:12-13). As almas todas, que Jeová declara serem suas, não receberam a Jesus como salvador, e eram nascidas da carne e do sangue, e Paulo revela que carne e sangue são corrupção em 1 Co.15:50. Sendo assim, ao declarar que todas as almas são suas, Jeová declara que a corrupção lhe pertence, pois o sangue é a alma. “Qualquer homem dos filhos de Israel, ou dos estrangeiros que peregrinam entre eles, que caçar caça de animal ou de ave que se come, derramará o seu sangue, e o cobrirá com pó, porquanto é a alma de toda a carne”  (Lv.17:13-14).

Vemos assim, que as almas, corruptas por natureza, não podiam pertencer nem ao Pai, e nem a Jesus Cristo, mas pertenciam a Jeová; e Jesus as comprou para si e para seu Pai derramando seu sangue na cruz. A Bíblia afirma que todos são pecadores em Rm.5:12, e afirma que todos pecaram e foram destituídos da glória de Deus em Rm.3:23, e Jeová afirma que todas as almas são suas? No Sl.24:1 lemos que o mundo e os que nele habitam pertencem a Jeová. É incrível, mas Jeová se declara dono das almas mortas e dono dos pecadores destituídos da glória de Deus.

Jesus, diz Paulo, veio salvar os pecadores que eram de Jeová (1 Tm.1:15). É evidente que esses pecadores não eram de Jesus e nem do Pai, pois João afirma que quem peca nunca O viu e nem O conheceu (1 Jo.3:5-6). Cristo veio libertar os cativos, lemos em Lc.4:18-19. Se eram cativos, como Jeová permitiu, e declarou que eram todos seus?

Como podiam todas as almas serem de Jeová, se um grande número é filho do diabo? “Vós tendes por pai o diabo, e quereis satisfazer o desejo de vosso pai; ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira” (Jo.8:44).

         Disse João, a respeito de Jesus: “Porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz, e os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação” (Jo.5:28-29).

Se a maior parte é condenada, porque são os filhos do diabo, Deus não poderia dizer: “Todas as almas são minhas”. Ouçamos novamente João: “Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, NÃO É DE DEUS” (1 Jo.3:10). Mas nós que cremos em Jesus Cristo, somos de Deus Pai, porque fomos comprados com o precioso sangue de seu Filho unigênito.

Autoria: Pastor Olavo S. Pereira

Deixe uma resposta