(719) – A CRIAÇÃO 3

A narrativa bíblica da criação não é literal. Vejamos:

1)   A criação começa no verso 3 do livro de Gênesis: “E disse Deus: Haja luz. E houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas. E à luz chamou Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã o dia primeiro” (Gn.1:3-5). A luz não é material, mas, espiritual; porque o Sol ainda não havia sido criado. Então, a luz é a Palavra de Deus. É a palavra que separa a luz das trevas. A luz é o bem e as trevas são o mal (Jo.3:19).

2)   Segundo dia: “E disse Deus: Haja uma expansão no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. E fez Deus a expansão, e fez a separação entre as águas que estavam debaixo da expansão e as águas que estavam sobre a expansão. E assim foi. E chamou Deus à expansão céus; e foi a tarde e a manhã o dia segundo” (Gn.1:6-8). As águas são povos e multidões (Ap.17:15). A separação das águas, é a separação dos homens e dos anjos. Isto está em Gn.6:4. Os gigantes são nefilins, e estes são anjos caídos. Então, a separação das águas se deu no dilúvio.

3)   Terceiro dia: “E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca. E assim foi. E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares. E viu Deus que era bom. E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente, árvore frutífera que dê fruto segundo a sua espécie, cuja semente esteja nela sobre a terra. E assim foi. E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie, e a árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie. E viu Deus que era bom. E foi a tarde e a manhã o dia terceiro” (Gn.1:8-13). Ajuntem-se as águas é a Torre de Babel (Gn.11:1-9). Erva é o homem: “Voz que diz: Clama; e alguém disse: Que hei de clamar? Toda a carne é erva, e toda a sua beleza, como as flores do campo. Seca-se a erva, e caem as flores, soprando nelas o hálito de Iahweh. Na verdade, o povo é erva”  (Is.40:6-7).

4)   “E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos. E sejam para luminares na expansão dos céus, para alumiar a terra. E assim foi. E fez Deus os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; e fez as estrelas. E Deus os pôs na expansão dos céus para alumiar a terra, e para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que era bom. E foi a tarde e a manhã o dia quarto” (Gn.1:14-19). O Sol é Cristo, a Lua é a Igreja, as estrelas são os profetas; e o tempo é marcado pelo Sol. Por isso diz a Escritura: Antes de Cristo e Depois de Cristo. Sem sol não há vida material e sem Cristo não há vida espiritual. Por isso diz o apóstolo João: “Nele, estava a vida, e a vida era a luz dos homens” (Jo.1:4). A Igreja é a Lua que reflete a luz de Cristo na Terra. As Estrelas são os profetas que revelam os mistérios do Reino de Deus.

5)   “E disse Deus: Produzam as águas abundantemente répteis de alma vivente; e voem as aves sobre a face da expansão dos céus. E Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie. E viu Deus que era bom. E Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas nos mares; e as aves se multipliquem na terra. E foi a tarde e a manhã o dia quinto” (Gn.1:20-23). Os répteis e as grandes baleias que as águas produziram, são nações. Jesus foi engolido por um réptil desses; que é a nação de Israel: “pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no seio da terra” (Mt.12:40). Os três dias e as três noites são 30 anos de anonimato, e três anos de manifestação e três dias de suplício.

6)   Dia sexto: “E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, réptil, bestas feras da terra conforme a sua espécie. E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme à nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou” (Gn.1:24-27). Este homem foi só criado no fim. Por isso diz a Biblia: “Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com seus feitos. E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou” (Cl.3:9-10).

7)   Sétimo dia: Iahweh descansou no sétimo dia (Gn.2:2). “E por essa causa, os judeus perseguiram a Jesus e procuravam matá-lo, porque fazia essas coisas no sábado. E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também” (Jo.5:16-17). Iahweh descansou no sábado há 6.000 anos atrás. Jesus e o Pai estavam trabalhando sem descansar. Portanto, não são a mesma pessoa. Jesus e o Pai trabalham até hoje.

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

3 thoughts on “(719) – A CRIAÇÃO 3

  1. Bom dia Amado Abner,

    Estou me engajando a pouco tempo nessa revelação e o ES já tem me confirmado…Mais não consigo entender….Foi então Jeová que fez a terra, os planetas e tudo que nela há? O visível? Não consigo entender o que diz em Hebreus 11:3 Pela fé entendemos que os mundos foram criados pela palavra de Deus; de modo que o visível não foi feito daquilo que se vê.

    Poderia me ajudar?

    Obrigada.

    • O mundo físico foi feito de átomos que são invisíveis e é de Jeová.
      *Tem muitos outros textos no velho testamento que comprovam isso.
      (Isaías 45:11,12) Assim diz o Senhor, o Santo de Israel, aquele que o formou: Perguntai-me as coisas futuras; demandai-me acerca de meus filhos, e acerca da obra das minhas mãos.
      Eu fiz a terra, e criei nela o homem; eu o fiz; as minhas mãos estenderam os céus, e a todos os seus exércitos dei as minhas ordens.

      Os mundos refere-se as épocas diferentes, por exemplo:

      (2 Pedro 3:5-7) Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.
      Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,
      Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.

      O mundo antigo foi pela palavra de Jeová e o mundo de agora é pela palavra do Pai isto é Jesus :

      (1 João 1:1,2) O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida
      (Porque a vida foi manifestada, e nós a vimos, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada);

      A Fundação do mundo do Pai foi em Cristo porque o Pai não enxerga a Criação de Jeová porque não passa de Pó:

      (Mateus 25:34) Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;

      (Apocalipse 13:8) E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.

      (Colossenses 1:15-19) O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;
      Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.
      E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
      E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.
      Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,

      (João 1:1-3) No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
      Ele estava no princípio com Deus.
      Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.

      (Lembrando Princípio = Morte do Cordeiro na Cruz)

      E sim existem 2 Criações que guerreiam:

      (Hebreus 9:11) Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação,

      (*Tabernáculo = Corpo, *Mais perfeito tabernáculo = Igreja = Corpo de Cristo que tem que ser espiritual e que não é da terra)
      (Colossenses 3:1-3) Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.
      Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra;
      Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.
      (Efésios 2:6) E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;

      Jesus venceu a carne portanto venceu Jeová:

      (Romanos 8:2-26) Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.
      Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne;
      Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.
      Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito.
      Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.
      Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser.
      Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.
      Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.
      E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça.
      E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.
      De maneira que, irmãos, somos devedores, não à carne para viver segundo a carne.
      Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.
      Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus.
      Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai.
      O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.
      E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.
      Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.
      Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus.
      Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou,
      Na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.
      Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora.
      E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.
      Porque em esperança fomos salvos. Ora a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê como o esperará?
      Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos.
      E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.

      Por esta razão agora a Santidade faz sentido:

      (Gálatas 5:24) E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.

      (2 Coríntios 5:16,17) Assim que daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne, e, ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos deste modo.
      Assim que, se alguém está em Cristo, nova criação é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

      (*criação alterado por mim*, na sua bíblia estará criatura, porém a palavra grega impregada nesse texto é:( ktisis = ato de criar, criação
      1b) criação, i.e., coisa criada)

      (Efésios 3:9) E demonstrar a todos qual seja a comunhão do mistério, que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou por meio de Jesus Cristo;

      Atenciosamente,
      Pr. Abner Pereira Dancuart.

Deixe uma resposta