(495) – O IMPOSSÍVEL AOS HOMENS

O   IMPOSSÍVEL   AOS   HOMENS

  • Pergunta-se: É possível ao homem subir ao céu de corpo e alma natural? Pela Bíblia não, pois Jesus disse: “Na verdade, na verdade te digo, que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino dos céus” (Jo.3:3). Isto quer dizer que o homem natural, isto é, o homem de carne e osso, não pode ver o reino dos céus. Todos os que nascem uma só vez viram pó (Gn.3:19). Para vermos o reino dos céus temos que ser gerados novamente (I Pd.1:23).
  • O mesmo Jesus diz que para entrarmos no reino dos céus temos que passar da morte para a vida:“Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida” (Jo.5:24). Isto quer dizer que quem é nascido do Espírito Santo não é mais pó, mas é nova criatura e tem a vida eterna (II Co.5:17); e é apta para o reino dos céus.
  • “A carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herda a incorrupção” (I Co.15:50). A carne e o sangue estão sujeitos a dois tipos de corrupção: A naturalquando a carne e o sangue se putrefazem pela morte natural, por idade, ou por doença, ou por violência. E a sobrenatural que é a corrupção da alma pelo pecado, isto é, pela cobiça, sensualidade, maus pensamentos, prostituição, adultérios, etc., é a morte sobrenatural. Destes, Jesus falou: “Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Pois que sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e de toda imundícia” (Mt.23:27).
  • Para entrar no reino dos céus, o homem tem de ser nova criatura. Expliquemos: O primeiro homem criado por Deus deu origem a Adão de carne e sangue. O homem de carne e sangue é o homem psíquico, mas não espiritual, e para entrar no reino de Deus, o homem tem de ser espiritualmente criado por Jesus. Paulo disse: “Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante” (I Co.15:45). E Paulo continua: “Mas não é o primeiro o espiritual, senão o animal; depois o espiritual. O primeiro homem, da terra, é terreno; o segundo homem, o Senhor, é do céu. Qual o terreno, tais são também os terrenos; e, qual o espiritual, tais são também os espirituais” (I Co.15:46-48). O homem tem de ser criado novamente para entrar no reino dos céus. Fala de novo Paulo: “Quem está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (II Co.5:17; Ef.2:10).
  • Pois Jeová, o anjo que se proclamou a si mesmo como único deus, agradou-se de Enoque, o sétimo depois de Adão, e o arrebatou da terra levando-o para o céu. Como pôde Jeová fazer isso? Levou Enoque sem o novo nascimento? (Jo.3:3-6). Levou Enoque estando morto em delitos e pecados?(Rm.5:12; Ef.2:5). Mas defunto não entra no céu. Como conseguiu Jeová levar ao céu uma velha criatura? Por último, Enoque foi salvo pelas obras e não pela fé, e isso contradiz o Novo Testamento (Ef.2:8-9). Se Cristo disse: “Ninguém vem ao Pai senão por mim”, como foi Enoque a Deus por meios próprios? Parece que o deus de Enoque era outro!
  • Temos outro caso. O profeta Elias, que também foi arrebatado (II Rs.2:9-11). Neste caso, temos dois pontos a considerar: Tiago declarou: “Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós temos” (Tg.5:17-18). Se tinha paixões do homem natural, não era nova criatura, e nem gerado pelo Espírito Santo (Jo.3:3-6). Logo não podia entrar no reino dos céus. Por outro lado, Elias era matador, conforme o gosto de Jeová, varão de guerra (Ex.15:3). Clamou Elias, dizendo: “Se eu sou homem de Deus, desça fogo do céu, e te consuma a ti e aos teus cinqüenta. Então fogo do céu caiu e os consumiu” (II Rs.1:9-10). O rei enviou outro esquadrão para prender Elias, que clamou novamente, e fogo do céu caiu e os consumiu (II Rs.1:11-12).

Tiago e João, dois apóstolos, para castigar uma aldeia de samaritanos, que não permitiram que Jesus entrasse na cidade, disseram a Jesus: “Queres que digamos que desça fogo do céu, como fez Elias? Jesus repreendeu-os, e disse: Vós não sabeis de que espírito sois? Porque o Filho do homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las” (Lc.9:51-56). Com isto Jesus declarou que o espírito de Jeová era contra o de Deus. E declarou também, que Jeová é o destruidor das almas, e ele, Jesus, e também o Pai, vieram para salvá-las.

E para liquidar o assunto, Jesus declara com firmeza: “Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do Homem, que está no céu” (Jo.3:13).

Portanto, nem Enoque, nem Elias, subiram ao céu, e se estavam com Jeová, este também nunca esteve no céu, pois Jesus disse: “Ninguém conhece quem é o Pai, senão o Filho, e ninguém conhece quem é o Filho, senão o Pai, e aquele a quem o Filho o quiser revelar” (Lc.10:22).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta