(761) – PRIMOGENITURA

O que é primogenitura? É direito de sucessão; isso, no Velho Testamento: “Quando um homem tiver duas mulheres, uma a quem ama e outra a quem aborrece, e a amada e a aborrecida lhe derem filhos, e o filho primogênito for da aborrecida, será que no dia em que fizer herdar a seus filhos o que tiver, não poderá dar a primogenitura ao filho da amada, adiante do filho da aborrecida, que é o primogênito. Mas ao filho da aborrecida reconhecerá por primogênito, dando-lhe dobrada porção de tudo quanto tiver, porquanto aquele é o princípio da sua força; o direito da primogenitura seu é” (Dt.21:15-17).

Sarai era mulher de Abraão e Agar era uma escrava trazida do Egito. Sarai era estéril e disse a Abraão: “Eis que Iahweh me tem impedido de gerar; entra, pois, a minha serva; porventura terei filhos dela. E ouviu Abrão a voz de Sarai” (Gn.16:2). Escravos não têm direitos. Só passaram a ter direitos depois da abolição. Como Agar ficou muito importante por ter o filho, Sarai a afligiu e lançou fora a mãe e o filho (Gn.16:1-6). Daí, com 90 anos Sarai teve um filho que se chamou Isaque, que quer dizer riso, tamanha foi a alegria de Sarai. Sarai morreu com 127 anos. Daí, Abraão casou-se novamente com Quetura e teve seis filhos: “Porém Abraão deu tudo o que tinha a Isaque” (Gn.25:6). Porque Isaque era seu primogênito, Isaque casou-se com Rebeca e teve dois filhos: Esaú e Jacó, gêmeos, com a idade de 60 anos. Esaú era varão perito na caça e Jacó era varão simples e apegado à mãe: “E amava Isaque a Esaú, porque a caça era do seu gosto; mas Rebeca amava a Jacó” (Gn.25:28). Esaú voltou cansado do campo e Jacó tinha cozido um guisado e Esaú pediu para comê-lo. E Jacó disse: “Vende-me, hoje, a tua primogenitura. E disse Esaú: Eis que estou a ponto de morrer de fome, e para que me servirá logo, a primogenitura? Então, disse Jacó: Jura-me hoje. E jurou-lhe, e vendeu a sua primogenitura a Jacó” (Gn.25:31-33). “E ninguém seja fornicador ou profano, como Esaú, que, por um manjar vendeu o seu direito de primogenitura. Porque bem sabeis que, querendo ele ainda herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que com lágrimas, o buscou” (Hb.12:16-17). Rúbem, primogênito de Israel, perdeu a primogenitura por praticar incesto com a mãe: “Quanto aos filhos de Rúbem, o primogênito de Israel porque ele era o primogênito, mas, porque profanara a cama de seu pai, deu-se a sua primogenitura aos filhos de José, filho de Israel; para assim não ser contado na genealogia da primogenitura” (1 Cr.5:1).

No Novo Testamento a primogenitura caiu. Surgiu Cristo, e plantou um novo conceito de primogenitura: “E Ele é a cabeça do corpo da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência, porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse” (Cl.1:18-19).

O que é primogênito dos mortos? É o que ressuscita para a vida eterna. Cristo foi o primeiro homem que saiu da morte para a vida. E os que creem nele vão ressuscitar na carne como Ele ressuscitou e vão ser chamados de irmãos de Cristo: “Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos” (Rm.8:29). “Mas chegastes ao monte de Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos, à universal assembléia e Igreja dos primogênitos, que estão inscritos nos céus, e a Deus, o juiz de todos, e aos espírito dos justos aperfeiçoados; e a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor que do que o de Abel” (Hb.12:22-24).

Explicando melhor: Para fazer parte dos primogênitos dos mortos, não pode esperar morrer para ressuscitar. Tem que morrer antes da morte, para ressuscitar antes da ressurreição. Então, há muitos que fazem isso: “Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas que são de cima, e não nas que são da terra; porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, também vós vos manifestareis com ele em glória” (Cl.3:1-4).

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta