(004) – O REINO DE DEUS

Jesus afirma a Pilatos que seu reino não é deste mundo: “Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo: se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é deste mundo”  (Jo.18:36).

Pelas palavras de Jesus, o reino de Deus só será implantado após o juízo final. “E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à sua esquerda. Então dirá o rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt.25:31-34).

Em hipótese alguma o reino de Deus se mistura com os reinos deste mundo, pois este mundo está em trevas totais e sob outro governo maléfico. Assim é, que os comprados por Jesus do Rei deste mundo, são transportados para outro lugar: “Dando Graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz; O qual nos tirou da potestade das trevas, E NOS TRANSPORTOU PARA O REINO DO FILHO DO SEU AMOR” (Cl.1:12-13).

Até o juízo final, o diabo se declara senhor e rei deste mundo a Jesus: E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo. E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória, porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero; portanto, se tu me adorares, tudo será teu. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Vai-te Satanás; porque está escrito: Adorarás ao Senhor seu Deus, e só a ele servirás” (Lc.4:5-8).

Jesus em outra ocasião, declara que o diabo tem o seu reino neste mundo tenebroso e cheio de demônios. “Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá. E, se Satanás expulsa Satanás, está dividido contra si mesmo; como, pois subsistirá o seu reino?” (Mt.12:25-26).

Jesus revela nos Evangelhos que este mundo é um abismo cheio de demônios perversos, e ele mesmo veio ensinar que existe um reino de luz, que não é aqui na Terra. “Dando graças ao Deus Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz; o qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor” (Cl.1:12-13).

Paulo deixa bem claro que este mundo é o império da morte de Satanás: “E visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, O DIABO, e livrasse todos os que, com medo da morte, estavam pôr toda a vida sujeitos a servidão”  (Hb.2:14-15).

Jesus na cruz, com sua morte sem pecado, destruiu o poder da morte pela ressurreição, e agora tem as chaves do inferno para libertar os cativos da morte: “Eu sou o primeiro e o último, e o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno” (Ap.1:18). ATÉ A CRUZ DE CRISTO, ESTE MUNDO ERA O IMPÉRIO DA MORTE DE SATANÁS. “Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo” (Rm.5:17).

O Velho Testamento, pois estava mergulhado no império da morte de Satanás. O concerto da Lei, dada no Sinai, só podia ser concerto da morte, pois a morte reinava. Ouçamos o apóstolo Paulo falando: “Não que sejamos capazes, pôr nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus, o qual nos fez também capazes de ser ministros dum Novo Testamento, não da letra mas do Espírito: PORQUE A LETRA MATA, MAS O ESPÍRITO VIVIFICA. E se o ministério da morte, gravado em pedras, etc.” (2 Co.3:5-7). Pergunta-se: Se o Velho Testamento foi dado quando reinava a morte, e se as tábuas da lei, dadas por Jeová no monte Sinai são o ministério da morte, Jeová trabalhava para o diabo, ou o diabo trabalhava para Jeová?

Se o diabo se declara rei deste mundo, como Jeová também se declara rei deste mundo quando imperava a morte? “Porque Jeová altíssimo é tremendo, e rei grande sobre toda a Terra” (Sl.47:2). “Pois Jeová é o rei de toda a Terra; cantai louvores com inteligência. Jeová reina sobre as nações” (Sl.47:7-8). “Porque o reino é de Jeová, e ele governa sobre as nações”- (Sl.22:22) – “Jeová reina, tremam as nações” (Sl.99:1). – “Quem não te temerá a ti, ó rei das nações” (Jr.10:7).

Jeová, para ser conhecido como rei deste mundo, fundou um reino de mortos: “E vós sereis um reino sacerdotal e um povo santo” (Ex.19:6). Existem dois tronos neste mundo? Existem dois reis no abismo? Deus desceu da sua glória para reinar no reino tenebroso junto com o diabo?

Para complicar mais o reino dos mortos de Jeová, Jesus diz: “Ora, ninguém subiu aos céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem que está no céu”  (Jo.3:13). Se só Jesus subiu ao céu e desceu do céu, de onde veio Jeová? Jeová afirmou que desceu, e matava todo mundo para alargar o império do diabo. Em Hb.2:14-15 está escrito que o império da morte é de Satanás e se Jeová mata, então alimenta este império. Jesus desceu para arrancar os homens da morte e do diabo.

“Na verdade, na verdade vos digo, que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida”  (Jo.5:24).

O Pai nunca desceu, mas enviou o seu Filho.

Autoria Pastor Olavo S. Pereira

Deixe uma resposta