(194) – JARDIM REGADO II

JARDIM REGADO II

 

Já vimos no folheto nº 1, que o Jardim do Éden de Jeová existiu no tempo em que floresceram quatro povos. Israel em Canãa, os egípcios dos Faraós, os Assírios e os babilônicos. Nesse período da história de aproximadamente mil anos, foi assentado o Jardim do Éden de Jeová como revela Ezequiel 31:1-9. Tudo o que está narrado nos capítulos dois três de Gênesis, forma um conjunto de figuras cuidadosamente elaboradas, cujo fim era provar a divindade de Jeová (Sl. 78:2).

A primeira figura de alguém muito grande foi Adão; quem nos revela isso é o apóstolo Paulo. “No entanto a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão, o qual é figura daquele que havia de vir” (Rm. 5:14). Adão não é figura de Cristo, pois nada tem a ver um com o outro. São dois Adãos, mas um é animal, e outro espiritual (I Co. 15:46). O primeiro pecou; Jesus, o último Adão, não pecou (I Pd. 2:22). O primeiro lançou a culpa sobre Eva, sua mulher (Gn. 3:12); Jesus tomou sobre si os pecados da igreja (I Pd. 2:24). Adão deixou como herança a morte dos seus descendentes (Rm. 5:12, 17). Jesus, o último Adão, deixou como herança a vida eterna. Adão de modo nenhum, pode ser figura de Jesus Cristo, mas é figura de outro, tão grande como Jesus, que deveria vir e não veio (Rm. 5:14). Na realidade, veio, mas não cumpriu a missão para a qual fora designado. Mudou tudo; estragou toda a criação. Paulo é quem afirma. “Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou. Na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus” (Rm. 8:20-21).

Vamos partir da idéia que um simples homem de Neandertal não teria poder para transmitir à toda a raça humana, maldição, condenação e morte. Teria de ser alguém grande para arrastar a criação ao caos.

Adão é o cabeça da raça humana e o diabo também. “E o diabo, levando´-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo. E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória, porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero” (Lc. 4:5-6).

 

  1. Adão, o cabeça, é a figura do diabo; Eva é figura  de Israel que tem como cabeça o diabo. “Vós tendes por pai o diabo” (Jo. 8:44)
  2. Assim como Eva saiu de Adão e se entregou à serpente (Satã), Israel saiu de Jeová e se entregou ao diabo, pois Jesus disse: “Vós tendes por pai ao diabo e quereis satisfazer os desejos do vosso pai. Ele foi mentiroso e homicida desde o princípio” (Jo. 8:44).
  3. Adão era marido de Eva, e Jeová o marido de Israel. “Porque o teu criador é o teu marido; Jeová dos Exércitos é o seu nome” (Is. 54:5). Israel, porém, se prostituiu com os diabos (Dt. 32:17).  Jeová repudiou Israel como o marido repudia a mulher adúltera e Israel passou a ser amante dos demônios (Sl. 106:37). “Assim diz Jeová: Onde está o libelo do divórcio de vossa mãe, pelo qual eu repudiei?” (Is. 50:1).
  4. Adão vivia com Eva no Jardim do Éden (Gn. 2 e 3). Israel, esposa de |Jeová era amante do diabo, e conviveram os três no segundo Jardim do Éden, até o divórcio, isto é, os dois grandes cativeiros. Esta foi a vingança de Jeová. “Porque trarei a espada sobre vós que executará a vingança do concerto; e ajuntados estareis nas vossas cidades; então enviarei a peste entre vós, e sereis entregues na mão do inimigo” (Lv. 26:25).
  5. Adão era o guarda do Jardim do Éden. “E tomou Jeová o homem, e o pôs no Jardim do Éden, para o lavrar e o guardar” (Gn. 2:15). Jeová é o lavrador de Israel. “E todos os do teu povo serão justos, para sempre herdarão a terra; serão renovos por mim plantados, obra das minhas mãos” (Is. 60:21). “Acerca dos tristes de Sião, que se lhes dê ornamento por cinza, óleo de gozo por tristeza, vestido de louvor por espírito angustiado; afim de que se chamem árvores de justiça, plantação de Jeová” (Is. 61:3). E como Adão era também o guarda do jardim, Jó diz de Jeová: “Se pequei, que te farei ó guarda dos homens? Porque fizeste de mim um alvo para ti?” (Jó 7:20). Jeová era o guarda dos justos. “Vós, que amais a Jeová, aborrecei o mal; ele guarda as almas dos seus santos, e os livra das mãos dos ímpios” (Sl. 97:10).O que complica a justiça de Jeová é o fato de não ter guardado Jó. E também não guardou Israel, pois o diabo ou Satanás, um anjo caído, dominou a criação. Jeová se auto denomina o Todo-poderoso El Shaday, e disse: “Porque Jeová dos exércitos o determinou; quem pois o invalidará? E a sua mão estendida está; quem pois a fará voltar atrás?” (Is. 14:27). Assim como Jeová entregou Jó na mão do diabo, também entregou Israel a Satã (Jó 2:6, Jz. 6:1; 13:1).
  6. Eva se prostituiu com a serpente (Ap. 12:9 revela que a serpente é o diabo ou Satanás). Israel, a mulher de Jeová, se prostituiu com os diabos e demônios (Gn. 3:1-6). “E nunca mais sacrificarão os seus sacrifícios aos demônios, após os quais eles se prostituem” (Lv. 17:7). “Sacrifícios ofereceram aos diabos, não a Jeová; aos deuses que não conheceram” (Dt. 32:17).
  7. Adão lançou a culpa sobre Eva. “Então disse Adão a Deus: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore e eu comi” (Gn. 3:12). Jeová lançou culpa sobre Israel. “Ai da nação pecadora, do povo carregado de iniquidade, da semente de malignos, dos filhos corruptores; deixaram a Jeová” (Is. 1:4).
  8. Adão não preservou sua mulher da astúcia de Satanás, a serpente (Gn.3:1-6). Jeová também não preservou sua mulher, isto é, o povo de Israel do mal. “Porquanto deixaram a Jeová e serviram a Baal e a Astarote, a ira de Jeová se acendeu contra Israel, e os deu na mão dos roubadores, que os roubaram; e os entregou na mão dos seus inimigos ao redor, e não puderam mais estar em pé diante dos seus inimigos” (Jz. 2:14).
  9. Adão legou maldição à descendência. “E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz da tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei dizendo: Não comerás dela; maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos e cardos também, te produzirá, e  comerás a erva do campo. No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó, e em pó te tornarás” (Gn. 3:17-19). Jeová também legou maldição ao seu povo (Dt. 28:15-68). Mil e seiscentos anos depois, o apóstolo Paulo disse: “Todos aqueles pois que são das obras da lei estão debaixo de maldição”(Gl. 3:10). As obras  da lei são o esforço do homem em cumprir a lei, obedecendo nos mínimos detalhes.
  10. Adão legou a morte aos descendentes todos. “Como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram”(Rm. 5:12). Jeová é o criador do concerto da morte. Paulo declarou: “A nossa capacidade vem de Deus, o qual nos fez também capazes de ser ministros dum Novo Testamento, não da letra, mas do Espírito, porque a letra mata, mas o Espírito vivifica. E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira  que os filhos de Israel, não podiam olhar a face de Moisés” (II Co. 3:5-7). É a glória da morte, pois Jeová foi glorificado quando destruiu e matou todos os homens do Egito(Ex. 14:4, 17; Ex. 14:27-31).
  11. Adão comeu da árvore da ciência do bem e do mal, e se tornou como deus (Gn. 3:1-6). “Então disse Jeová Elohim: “Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal” (Gn. 3:22).

O bem  e o mal saem de Jeová. “Porventura da boca do altíssimo não sai o mal e o bem? (Lm. 3:38). E o mal, em Jeová, é mais forte que o bem, pois Jeová se arrepende do bem que prometeu, para dar lugar ao mal. “Se ela fizer o mal diante dos meus olhos, não dando ouvidos a minha voz, então me arrependerei do bem que tinha dito lhes faria. Ora fala agora, aos homens de Judá, e aos moradores de Jerusalém, dizendo: Assim diz Jeová: Eis que estou forjando um mal contra vós” (Jr. 18:10-11). Jeová certamente, também comeu da árvore da ciência do bem e do mal. Jesus Cristo, entretanto, só fez e faz o bem (At. 10:38). E o Pai também (Tg. 1:17). É por isso que o Pai e o Filho nada tem a ver com o primeiro e mau Adão, Jeová e o diabo. É interessante notar que em Gn. 3:1-8 conviviam juntos, Adão, Eva, a serpente e Jeová, entre as árvores. No segundo Jardim do Éden aconteceu da mesma forma, e onde estiver Jeová, Satanás, o homem e a mulher, Satanás vence. A obra de Cristo é resgatar do diabo.

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta