(648) – FILHOS DESTE MUNDO 1

Jesus falou: “Vós sois de baixo, eu sou de cima; vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo” (Jo.8:23). Jesus veio mostrar que há um mundo melhor do que este. No mundo de onde Jesus veio, os valores são outros: “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam. Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça e nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam, nem roubam” (Mt.6:19-20). Quais são esses tesouros que não podem ser roubados? Paulo responde: “Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos; que façam o bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente e sejam comunicáveis; que entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a vida eterna” (1 Tm.6:17-19). Sobre os ricos, Jesus diz: “E outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no Reino de Deus” (Mt.19:24).

E sobre os pobres, a Bíblia diz: “Ouvi, meus amados irmãos. Porventura não escolheu Deus aos pobres deste mundo para serem ricos na fé e herdeiros do Reino que prometeu aos que o amam?” (Tg.2:5). “De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura, não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam? Cobiçais e nada tendes; sois invejosos e cobiçosos e não podeis alcançar; combateis e guerreais e nada tendes, porque não pedis. Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” (Tg.2:1-4).

A maioria dos cristãos não são do mundo, mas são amigos do mundo: pelo rádio, pela televisão, pela internet, etc. Todo aquele que é amigo destas coisas vai aos cultos, mas o coração está nas coisas do mundo. É adúltero; e os adúlteros não entram no Reino de Deus. Há cristãos que conhecem todas as novelas, todos os artistas, todos os ídolos do futebol e não conhecem de cor os livros da Bíblia, porque são adúlteros. Os adúlteros estão fora do Reino de Deus: “Não erreis; nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus” (1 Co.6:10). Sobre o adultério, Jesus fala: “Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e fêmea, e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudiá-la? Disse-lhe ele: Moisés, por causa da dureza do vosso coração, vos permitiu repudiar vossa mulher; mas ao princípio, não foi assim. Eu porém vos digo, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de prostituição, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar” (Mt.19:3-10).

Os saduceus, que não creem na ressurreição, propuseram o seguinte: “E chegando-se alguns dos saduceus, que dizem não haver ressurreição, perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, Moisés nos deixou escrito que, se o irmão de alguém falecer, tendo mulher, e não deixar filhos, o irmão dele tome a mulher e suscite posteridade a seu irmão. Houve, pois, sete irmãos, e o primeiro tomou mulher, e morreu sem filhos; o segundo e o terceiro também a tomaram, e, igualmente os sete. Todos eles morreram, e não deixaram filhos. E, por último, depois de todos, morreu também a mulher. Portanto, na ressurreição, de qual deles será a mulher, pois que os sete  por mulher a tiveram? E, respondendo Jesus, disse-lhes: Os filhos deste mundo casam-se e dão-se em casamento, mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dos mortos, nem hão de casar, nem ser dados em casamento; porque já não podem mais morrer; pois são iguais aos anjos, e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição” (Lc.20:27-36). Os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro e a ressurreição dos mortos nem hão de casar, nem ser dados em casamento (Lc.20:35-36), porque já não podem mais morrer, pois são iguais aos anjos e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição (Lc.20:34-36). Entendemos claramente que o casamento é só para esta vida.

A lei do levirato foi instituída para que o que defunto que morreu sem filhos, não seja apagado da história de Israel. Iahweh não cogitava a ressurreição. Em Jó.7:9 lemos: “Tal como a nuvem se desfaz e passa, aquele que desce à sepultura nunca tornará a subir”. Em Jó.4:20, lemos: “Desde de manhã até à tarde são despedaçados; e eternamente perecem, sem que disso se faça caso”. Em Jó.14:12, lemos: “Assim o homem se deita, e não se levanta; até que não haja mais céus não acordará, nem se erguerá do seu sono”. Em Jó.14:10, lemos: “Mas, morto o homem, é consumido; sim, rendendo o homem o espírito, então onde está?” Quando o filho de Davi morreu, ele disse: “Porém, agora que é morta a criança, por que jejuaria eu agora? Poderei eu fazê-la mais voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim” (2 Sm.12:23). “Antes que me vá, para nunca mais voltar à terra da escuridão e da sombra da morte; terra escuríssima, como a mesma escuridão, terra da sombra da morte e sem ordem alguma, e a luz é como a escuridão” (Jó.10:21-22).“Porque, decorridos poucos anos, eu seguirei o caminho por onde não tornarei” (Jó.16:22). “O meu espírito se vai consumindo, os meus dias se vão apagando, e só tenho perante mim a sepultura” (Jó.17:1).

Palavra de Isaías: “Morrendo eles, não tornarão a viver; falecendo, não ressuscitarão; por isso, os visitaste, e destruíste, e apagaste toda a sua memória” (Is.26:14). Está fartamente provado que no Velho Testamento não havia ressurreição para eternidade. O autor da ressurreição e da vida eterna chama-se Jesus Cristo, o Filho unigênito de Deus Pai. Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá?” (Jo.11:25-26). Jesus é o autor e consumador da fé: “Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus” (Hb.12:2).

Quem não crê na ressurreição, nega a Cristo: “Ora, se se prega que Cristo ressuscitou dos mortos, como dizem alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé. E assim também somos considerados como falsas testemunhas de Deus, pois testificamos de Deus, que ressuscitou a Cristo, ao qual, porém, não ressuscitou, se, na verdade, os mortos não ressuscitam. Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, e ainda permaneceis nos vossos pecados. E também os que dormiram em Cristo estão perdidos. Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens. Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos, e foi feito a primícia dos que dormem. Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem” (1 Co.15:12-21).

Os filhos deste mundo casam-se e dão-se em casamento – disse Jesus. “Mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dos mortos nem hão de casar, nem ser dados em casamento; porque já não podem mais morrer, pois são iguais aos anjos e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição” (Lc.20:35-36).

No reino de Deus não há macho nem fêmea:“Porque todos quantos fostes batizados em Cristo, já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea, porque todos vós sois um em Cristo Jesus” (Gl.3:27-29).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta