(100) – O PODER DO DIABO

 

         Terá o diabo algum poder? Parece que o diabo é destituído de poder. Vejamos o que a Bíblia revela sobre o poder do diabo. Na carta de Tiago lemos: “Sujeitai-vos pois a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg.4:7). Este texto nos revela três coisas:

1.   O homem pode resistir ao diabo.

2.   Quando o homem resiste, o diabo foge.

3.   O homem é mais forte que o diabo. Fantástico!

O diabo, tido como o anjo rebelde que derrubou um terço dos anjos, e que sujeitou todos os homens a uma escravidão maléfica, pecaminosa e mortal, é mais fraco que o homem, e foge do mesmo. O homem se deixa enganar pelo diabo porque gosta. Quando tiver motivo para resistir, resiste, e o diabo foge. E qual é o motivo? É o conhecimento de Jesus Cristo, por isso Tiago diz: “Sujeitai-vos pois a Deus”. O apóstolo João declara: “Pais, escrevo-vos, porque conhecestes aquele que é desde o princípio. Mancebos, escrevo-vos, porque vencestes o maligno” (1 Jo.2:13). O homem só é dominado pelo diabo porque se entrega, por isso Paulo avisa dizendo: “Não deis lugar ao diabo” (Ef.4:27). O diabo é um anjo caído, é destituído de poder. Então, às ocultas, arma ciladas para os que entram nas veredas deste mundo. “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo” (Ef.6:11). Só os fracos e covardes armam ciladas. O diabo é o tentador e enganador. Adão e Eva poderiam ter resistido. Eva caiu porque creu na mentira do diabo. “Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada , caiu em transgressão” (1 Tim.2:14).

1.   Este mundo está infestado de espíritos malignos. De onde surgiram estes espíritos? Os espíritos perversos procedem de Jeová. “Jeová derramou no meio dele um espírito perverso” (Is.19:14). “Jeová pôs o espírito de mentira na boca de todos estes teus profetas, e Jeová falou mal contra ti” (1 Rs.22:23). “O espírito maligno da parte de Jeová  veio sobre Saul” (1 Sm.19:9). “Assim diz Jeová: tua mulher se prostituirá na cidade” (Am.7:17). Estes textos provam que os maus espíritos procedem todos de Jeová e não do diabo. Todos os espíritos malignos e perversos saem de Jeová. Ora, lemos em Zacarias 12:1 que Jeová forma o espírito dentro das pessoas. Sendo assim, todos os homens perversos, mentirosos, malignos e prostitutos, são obra das mãos de Jeová. O diabo participa obedecendo ordens unicamente.

2.   Quando lemos em At.26:18 que Cristo abriu os olhos do pecador, e das trevas o converteu à luz, e do poder de Satanás à Deus, pensamos que o diabo é o autor das trevas, mas não é assim. O autor das trevas é Jeová. “Eu formo a luz, eu crio as trevas” (Is.45:7). Jeová se manifesta nas trevas, e não na luz. Quando ditou os dez mandamentos no monte Sinai, o fez do meio das trevas (Dt.4:10-11; 5:23). Havia trevas e tempestade quando Jeová falava (Hb.12:18). Jeremias confessa que Jeová o fez andar em trevas e não na luz (Lm.3:1-2). Jó se queixa de Jeová com estas palavras: “O meu caminho ele entrincheirou, e não posso passar, e nas minhas veredas pôs trevas” (Jó 19:8). O povo de Israel saiu do Egito pela mão de Moisés, e perambulou em trevas por séculos e séculos. “O povo que andava em trevas viu uma grande luz.” (Is.9:2). Indubitavelmente, as trevas onde se ocultam os demônios servem de esconderijo para Jeová deus. “Fez das trevas o seu lugar oculto” (Sl.18:11). Satanás e Jeová habitam na mesma casa, mas casa feita por Jeová.

3.   As feras devoradoras e as serpentes venenosas não são enviadas pelo diabo, mas sim por Jeová. “Males amontoarei sobre eles, as minhas setas esgotarei contra eles. Exaustos serão de fome, comidos de carbúnculo e de peste amarga; e entre eles enviarei dentes de feras, com ardente peçonha de serpentes do pó” (Dt.32:23-24). “E aconteceu que, no princípio da sua habitação ali, não temeram a Jeová; e mandou entre eles leões, que mataram alguns deles” (2 Rs.17:25).

4.   O evangelista Lucas declara que Cristo veio apregoar liberdade aos cativos, e dar vistas aos cegos, a por em liberdade aos oprimidos; a anunciar o ano aceitável do Senhor (Lc.4:19). Esta declaração baseia-se em Isaías 61:1. Ao lermos estes trechos da Escritura entendemos que esses males são produzidos pelo diabo, mas não. O autor das cegueiras e dos cativeiros sempre foi Jeová deus. Jeremias nos revela essa verdade“Eu fiz a terra, o homem e os animais que estão sobre a face da terra, pelo meu grande poder, e com o meu braço estendido, e a dou àquele que me agrada em meus olhos. E agora eu entreguei todas estas terras na mão de Nabucodonozor, rei da Babilônia, meu servo. E todas as nações o servirão a ele, e a seu filho, e ao filho de seu filho. E acontecerá que, se alguma nação e reino não puserem o seu pescoço debaixo do jugo do rei de Babilônia, visitarei com espada, e com fome, e com peste essa nação, até que a consuma, diz Jeová.” (Jr.27:5-8). Jeová entregou ao cativeiro seu próprio povo (Jz.3:8; 4:1-3; 6:1 etc.; 2 Rs.17:20-21; 2 Cr.36:17-20). Quem não tem misericórdia dos seus próprios filhos, não tem misericórdia de ninguém, logo, o Deus que vai ter misericórdia de todos não é Jeová, mas o Pai de Jesus Cristo (Rm.11:32). E Jesus liberta da mão de Jeová e não do diabo.

5.   Quem promove as guerras fratricidas e assassinas não é o diabo, mas Jeová, o deus das guerras, como disse Moisés em Ex.15:3; 1 Sm.17:47; Nm.21:14; Jr.51:11-25, etc. Não é o diabo o Senhor dos exércitos, mas Jeová.

6.   Este mundo se divide em dois grupos – os ricos e os pobres. No Brasil, a miséria produz favelas em todas as cidades. Milhões de crianças abandonadas pela miséria dos pais estão pelas ruas, na escola do crime e do roubo. Na África, milhares de pessoas morrem de fome, e quem é que produz a pobreza? Jeová. “Jeová empobrece e enriquece, abaixa e levanta” (1 Sm.2:7). Não é  o diabo o pai da pobreza e da miséria, pois Jeová declara que é o criador do mal, e o autor da miséria. Quando Satanás tirou as riquezas de Jó, o fez enviado por Jeová (Jó 1:6-21). E Jó declarou quem foi o autor da sua miséria e do seu flagelo, dizendo: “Jeová deu, Jeová o tirou, bendito seja o nome de Jeová” (Jó 1:21). Jeová enriqueceu Salomão empobrecendo o povo, que após a morte do rei opressor se dirigiu ao filho que subiu ao trono, dizendo: “Teu pai agravou o nosso jugo; agora pois, alivia a dura servidão de teu pai, e o seu pesado jugo que nos impôs, e nós te serviremos” (1 Rs.12:4). O diabo não é o pai da exploração dos pobres pelos ricos, etc. Não tem esse poder.

 

Autoria Pastor Olavo S. Pereira

Deixe uma resposta