(413) – SE… – IV

SE…  4

TREVAS! Do ponto de vista material, treva é a ausência da luz do Sol, mas do ponto de vista espiritual, o apóstolo João diz: “E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, afim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus” (Jo. 3:19-21).

O apóstolo Paulo revela que as trevas são o poder de Satanás. Jesus o enviou, dizendo: “Para lhes abrires os olhos, e das trevas os converteres à luz, e do poder de Satanás a Deus; afim de que recebam a remissão dos pecados, e sorte entre os santificados pela fé em mim” (At. 26:18). Podemos entender que, se trevas são o poder de Satanás, a luz é o poder de Cristo, que disse: “Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” (Jo. 8:12). Sendo assim, os que fazem o mal são gerados pelas trevas e são filhos das trevas; mas os que são gerados pela luz só fazem o bem, e são filhos da luz (Mt. 5:14-16; I Ts. 5:4-5).

As trevas são o lugar onde se escondem os perversos, e para onde vão os condenados (Mt. 25:30).Pedro diz: “Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento; para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva” (II Pd. 2:17). E Paulo diz que não há comunhão entre a luz e as trevas (II Co. 6:14).

  • Se, antes da conversão a Jesus Cristo, todos são trevas, pois Paulo diz: “Mas a prostituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convêm; mas antes ações de graças. Porque bem sabeis isto: que nenhum fornicário, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no reino de Cristo e de Deus. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto não sejais seus companheiros. Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz” (Ef. 5:3-8). Os que são de Jesus saíram das trevas e do poder de Satanás e dos demônios (Cl. 1:12-13). POR QUE JEOVÁ DECLARA QUE TODOS OS HOMENS DESTE MUNDO SÃO DELE? (Sl. 24:1).
  • Se a terra onde vivemos é o abismo onde jazem os mortos (Rm. 10:6-7); se a terra, quando foi criada, foi coberta pelo abismo (Sl. 104:5-6); se a terra, sendo um abismo negro, pois é também o inferno onde Satanás será lançado (Is. 14:13-15), por que Jeová afirma que a terra é dele? Ele deu ordem ao povo de Israel, dizendo: “Se diligentemente ouvirdes a minha voz, e guardardes o meu concerto, então sereis a minha propriedade peculiar dentre todos os povos, porque toda a terra é minha” (Ex. 19:5). De Jeová é o abismo? De Jeová é o inferno? De Jeová são as guerras? De Jeová são as pestes e pragas? De Jeová são as maldições? De Jeová são os mortos? (Jr. 25:33; Is. 66:16). Tudo o que é mau pertence a Jeová.
  • Se as trevas são o poder de Satanás, como lemos em At. 26:18, porque Jeová põe trevas nos que são filhos da luz? O profeta Jeremias, no livro das suas lamentações, diz: “Eu sou o homem que viu a aflição pela vara do seu furor. Ele me levou e me fez andar nas trevas e não na luz” (Lm.3:1-2). O justo Jó assim se refere a Jeová: “Sabei agora que Deus é que me transtornou, e com sua rede me cercou. Eis que clamo: Violência! mas não sou ouvido; grito: Socorro! mas não há justiça. O meu caminho ele entrincheirou, e não posso passar; e nas minhas veredas pôs trevas” (Jó 19:6-8).
  • Se, como afirmam os doutores da Bíblia, Jeová é Jesus, por que Jesus arranca das trevas, e Jeová mete nas trevas? (I Pd. 2:9).
  • Se Jeová é Jesus, por que Jesus se manifestou em luz, e todos os que crêem nele se transformam em luz: “Eu sou a luz que vim ao mundo, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas” (Jo. 12:46). E Paulo diz: “Todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas” (I Ts. 5:5).
  • Se Jeová é Jesus, por que se manifestou em trevas? Moisés relata a cena tétrica: “E vós vos chegastes, e vos pusestes ao pé do monte; e o monte ardia em fogo até ao meio dos céus e havia trevas, e nuvens e escuridão. Então Jeová vos falou do meio do fogo” (Dt. 4:11-12). E Moisés repete:“E sucedeu que, ouvindo a voz do meio das trevas e vendo o monte ardendo em fogo” (Dt. 5:23). E o povo de Jeová andava em trevas (Is. 9:2). E as pessoas andavam em trevas. Isaías diz: “Quem há entre vós que tema a Jeová, e ouça a voz do seu servo? quando andar em trevas, e não tiver luz nenhuma, confie no nome de Jeová, e firme-se sobre o seu deus” (Is. 50:10). Se Jesus é Jeová, no Velho Testamento era trevas, e no Novo Testamento passou a ser luz; é difícil engolir essa.
  • As principais diferenças entre Jeová e Jesus são:

I.      Jeová deu os dez mandamentos do meio das trevas (Dt. 4:11-13). E o povo, com a lei de Jeová, andou em trevas por mil e seiscentos anos até Jesus. No evangelho de Mateus lemos: “O povo, que estava assentado em trevas, viu uma grande luz; e aos que estavam assentados na região e sombra da morte a luz raiou” (Mt. 4:16). E Jesus, a luz verdadeira, deu um novo mandamento, dizendo: “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós” (Jo. 13:34). E João nos diz:“Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo. Mas aquele que aborrece a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos” (I Jo. 2:10-11). A lei de Jeová nunca trouxe luz a ninguém. Jeová não é luz.

II.      Depois que Jeová deu a lei, Moisés se chegou às trevas onde Jeová estava (Ex. 20:21). Por que Jeová estava em trevas? Porque deu a lei, e a lei não leva a Deus (Jo. 3:20). E o que é pior: Se algum cristão, cheio de fé, guardar a lei de Moisés, anula o sacrifício de Cristo, e cai da graça (Gl. 5:1-4).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta