(623) – DERRAMAMENTO DO ESPÍRITO 1

Na Bíblia, água é o espírito. Por isso na Bíblia lemos: “Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes” (Is.44:3). No Velho Testamento, o espírito derramado era mau, e no Novo Testamento, é bom.

1)  “Enviou Deus um mau espírito entre Abimeleque e os cidadãos de Siquém; os quais se houveram aleivosamente contra Abimeleque” (Jz.9:23).

No Novo Testamento lemos: “E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rm.5:5). 

2)  “Jeová derramou no meio deles um perverso espírito; e eles fizeram errar o Egito com toda sua obra, como o bêbado quando se revolve no seu vômito” (Is.19:14).

No Novo Testamento está escrito: “Não erreis; nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido, mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus e pelo Espírito de nosso Deus” (1 Co.6:10-11). 

3)  Jeová derrama o espírito de sono: “Porque Jeová derramou sobre vós um espírito de profundo sono e fechou os vossos olhos, os profetas; ele vendou os vossos líderes, os videntes. Pelo que toda visão vos é como a palavra de um livro selado que se dá ao que sabe ler, dizendo: Ora, lê isto; e ele dirá: Não posso porque está selado. Ou dá-se o livro ao que não sabe ler, dizendo: Ora, lê isto; e ele dirá: Não sei ler” (Is.29:10-12).

No Novo Testamento está escrito: “Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação, tendo iluminado os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da vossa vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos” (Ef.1:17-18).

4)  Jeová derramava espírito de violência: “Então, o Espírito de Jeová tão possantemente se apossou dele, que desceu aos asquelonitas, e matou deles trinta homens, e tomou as suas vestes, e deu as mudas de vestes aos que declararam o enigma; porém acendeu-se a sua ira, e subiu à casa de seu pai” (Jz.14:19).

No tempo de Jesus: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma” (Mt.11:29). 

5)  Jeová derrama o espírito para matar: “E Jeová disse: Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco, vem e unge a Hazael rei sobre a Síria. Também a Jeú, filho de Ninsi, ungirás rei de Israel e também Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, ungirás profeta em teu lugar. E há de ser que o que escapar da espada de Hazael, mata-lo-á Jeú, e o que escapar de Jeú, matá-lo-á Eliseu” (1 Rs.19:15-17).

O Pai de Jesus, no Novo Testamento, só enviava espírito para ressuscitar: “E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo também vivificará o vosso corpo mortal, pelo seu Espírito que em vós habita” (Rm.8:11). 

6)  Jeová derrama espírito de mentira: “Agora, pois, eis que Jeová pôs o espírito da mentira na boca de todos estes teus profetas, e Jeová falou mal contra ti” (1 Rs.22:23).

O Pai derrama o Espírito da verdade. Jesus falou: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre, e o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conheceu; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós” (Jo.14:16-17).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta