(009) – LEITO SEM MÁCULA

“Venerado seja entre todos o leito sem mácula; porém aos que se dão à prostituição e aos adúlteros Deus os julgará” (Heb.13:4).

Leito sem mácula é leito sem mancha, sem contaminação, sem infâmia.

Leito sem mácula é sexo sem mácula, é sexo sem infâmia, sexo sem imundícia.

Leito sem mácula é sexo sem prostituição, adultério, fornicação, sodomia, etc.

A impressão que fica é que, no matrimônio, o leito é sem mácula, e de mútua fidelidade. Examinemos o matrimônio bíblico.

No Velho Testamento, a união sexual era imunda dentro do matrimônio. Na lei de Jeová lemos: “Também o homem, quando sair dele a semente da cópula, toda a sua carne banhará com água, e será imundo até a tarde” (Lv.15:16). Para Jeová, o esperma dos homens é imundo por natureza. A imundícia do esperma é comparada por Jeová com a lepra ou a blenorragia. “Ninguém da semente de Arão, que for leproso, ou tiver blenorragia, comerá das coisas santas até que fique limpo; como também o que tocar alguma coisa imunda de cadáver, ou aquele de quem sai a semente da cópula” (Lv.22:4). Quando um homem se deita com a sua mulher para cópula, ambos ficam imundos. “E também a mulher, com quem o homem se deitar com semente da cópula, ambos se banharão com água, e serão imundos até a tarde” (Lv.15:18).

Todos os filhos, ao nascer, eram naturalmente imundos para Jeová. “Falou mais Jeová a Moisés dizendo: Fala aos filhos de Israel, e dize: Se uma mulher conceber e tiver um varão, será imunda sete dias, assim como nos dias de sua separação menstrual será imunda. No oitavo dia se circundará ao menino a carne do seu prepúcio. Depois ficará ela trinta e três dias no sangue da sua purificação; NENHUMA COISA SANTA TOCARÁ; E NÃO VIRÁ AO SANTUÁRIO até que se cumpram os dias da sua purificação. Mas, se tiver uma fêmea, será imunda duas semanas, como na sua separação; depois ficará sessenta e seis dias no sangue da sua purificação” (Lv.12:1-5).

O conceito da criança ser imunda desde o ventre materno era geral em Israel. “Como, pois, seria justo o homem perante Deus, e como seria puro aquele que nasce de mulher?” (Jó 25:4). “Que é o homem para que seja puro? E o que nasce de mulher, para que fique justo?” (Jó 15:14). “Quem do imundo tirará o puro? Ninguém” (Jó 14:4).

Para Jeová, dar à luz filhos era pecado que exigia expiação por meio de sacrifícios. “E, quando forem cumpridos os dias da sua purificação por filho ou por filha, trará um cordeiro de um ano por holocausto, e um pombinho ou uma rola para expiação do pecado, diante da porta da tenda da congregação, ao sacerdote, o qual o oferecerá perante Jeová, e por ela fará propiciação; e será limpa do fluxo do seu sangue. Esta é a lei da que der à luz, varão ou fêmea” (Lv.12:6-7). É por isso que Davi disse: “Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu a minha mãe” (Sl.51:5). Maria teve de fazer esse sacrifício para ficar limpa (Lc.2:21-24). Mas os sacrifícios da lei não tiram pecados (Hb.10:4). O sexo era tão imundo para Jeová, que o povo foi proibido de tocar em mulher por três dias, para se chegar ao monte Sinai e ouvir a voz de Jeová ditando as leis (Ex.19:14-17).

Algumas coisas do Velho Testamento são difíceis de entender. O sexo matrimonial era imundo, o parto era imundo, o filho nascido era imundo e era Jeová quem dava os filhos. “Eis que os filhos são herança de Jeová, e o fruto do ventre o seu galardão” (Sl.127:3). “Porque adulteraram, e sangue se acha nas suas mãos; com os seus ídolos adulteraram, e até os seus filhos, que de mim geraram, fizeram passar pelo fogo…” (Ez.23:37). “Vendo Jeová que Léia era aborrecida, abriu a sua madre; porém Raquel era estéril” (Gn.29:31). Não é só o mal que foi criado por Jeová, mas as coisas imundas também  (Is.45:7; 64:8, Am.3:6, Lm.1:17). “E OS CONTAMINEI NOS SEUS PRÓPRIOS DONS, NOS QUAIS FIZERAM PASSAR PELO FOGO TUDO O QUE ABRE A MADRE; PARA OS ASSOLAR, PARA QUE SOUBESSEM QUE EU SOU JEOVÁ” (Ez.20:26).

Um Deus que contamina o seu povo só pode ser o destruidor. Analisemos a vida do mais infeliz de todos os homens: o sábio Salomão.

“Cova profunda é a boca da mulheres estranhas; aquele contra quem Jeová se irar, cairá nela” (Pv.22:14). “E eu achei uma coisa mais amarga do que a morte, a mulher cujo coração são redes e laços, e cujas mãos são ataduras; quem for bom diante de Deus escapará dela, mas o pecador virá a ser preso por ela” (Ec.7:26). É de pasmar! Jeová deu para Salomão mil mulheres loucas e estranhas (1 Rs.11:1-3). Mas foi Jeová que fabricou Salomão, e declarou ser seu Pai (2 Sm.7:12-15). Foi amado por Jeová desde o ventre (2 Sm.12:24). E o nome foi escolhido pelo próprio Jeová (1 Cr.22:9). E por fim, dá a Salomão mil mulheres que lhe corromperam o coração? Os que querem ser eleitos de Jeová que se cuidem. E tem mais. O esperma é imundo para Jeová (Lv.15:16-18). Tendo mil mulheres, Salomão passava o tempo na concupiscência da imundícia (2 Pd.2:10). E depois Jeová o rejeitou.

Graças ao Deus Pai, Jesus desceu do céu e santificou a todos na cruz (Hb.10:14; 1 Jo.2:2). E acabou com a discriminação da mulher. “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; NÃO HÁ MACHO NEM FÊMEA; PORQUE TODOS VÓS SOIS UM EM CRISTO JESUS” (Gl.3:27-28).

Leiamos o ensino de Paulo: “Se algum irmão tem mulher descrente, e ela consente em habitar com ele, não a deixe. E se alguma mulher tem marido descrente, e ele consente em habitar com ela, não o deixe, porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; doutra sorte os vossos filhos seriam imundos, mas agora são santos” (1 Co.7:12-14). Cristo mudou tudo. Hoje os filhos podem ser santos ao nascer. Cristo santifica a união sexual dos cônjuges. A semente de cópula do cristão convicto não é imunda. O leito pode ser sem mácula. Quem permanece debaixo do jugo de Jeová continua imundo. Se Jesus torna santo aquilo que para Jeová é imundo, Jesus discorda de Jeová, e o Pai também, pois Jesus e o Pai são um.

 

Autoria Pastor Olavo S. Pereira

One thought on “(009) – LEITO SEM MÁCULA

Deixe uma resposta