(782) – CONVERSÃO A IAHWEH

Quando alguém não se converte a Iahweh é tido como inimigo: “Deus é um juiz justo, um Deus que se ira todos os dias. Se o homem não se converter, Deus afiará a sua espada; já tem armado o seu arco, e está aparelhado, e já ele preparou as armas mortais, e porá em ação as suas setas inflamadas contra os perseguidores” (Sl.7:11-13). A justiça de Iahweh é assim: Se o homem se converte torna-se amigo. Se o homem não se converte, Iahweh mata.

No caso de Elias, o profeta, os profetas se Baal se converteram a Iahweh, e diziam: “Só Iahweh é Deus! Só Iahweh é Deus! E Elias lhes disse: Lançai mão dos profetas de Baal, que nenhum deles escape! E lançaram mão deles: e Elias os fez descer ao ribeiro de Quisom, e ali os matou” (1 Rs.18:39-40). Iahweh aprovou a atitude de Elias porque ele não aceita conversão de gentios. Iahweh é um deus tribal.

Jacó foi a Siquem e armou as suas tendas, “e saiu Diná, filha de Léia, que esta dera a Jacó, a ver as filhas da terra. E Siquém, filho de Hamor, heveu, príncipe daquela terra, viu-a, e tomou-a, e deitou-se com ela, e humilhou-a. E apegou-se sua alma com Diná, filha de Jacó, e amou a moça, e falou afetuosamente à moça. Falou também Siquém a Hamor, seu pai, dizendo: Toma-me esta por mulher” (Gn.34:1-4). E Hamor pediu a Jacó a mão de sua filha Diná. Só que havia um problema: Os hebreus eram circuncidados e os de Hamor, heveus, não. Então Hamor convenceu os varões de seu povo a respeito da circuncisão. E todos foram circuncidados: “E aconteceu que, ao terceiro dia, quando estavam com a mais violenta dor, dois filhos de Jacó, Simeão e Levi, irmãos de Diná, tomaram cada um a sua espada, e mataram todo macho” (Gn.34:25). Jacó reprovou a atitude de seus filhos, mas Iahweh não. Jacó falou que os povos iam tomar vingança. E Iahweh mandou um grande terror sobre todos: “E partiram, e o terror de Iahweh foi sobre as cidades que estavam ao redor deles, e não seguiram após os filhos de Jacó” (Gn.35:5). 

No Novo Testamento o Deus, Pai de Jesus Cristo, “enviou o seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos” (Gl.4:4-5). Esta mensagem é para os judeus.

O Pai também mandou uma mensagem para os gentios: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; imporão as mãos sobre enfermos, e os curarão. Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus. E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando as palavras com os sinais, que se seguiram. Amém!” (Mc.16:15-20).

 

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta