(587) – JEOVÁ NO BANCO DOS RÉUS 1

A palavra Jeová não tem tradução. Jeová também não tem alguém do céu que testemunhe dele. Ele dá o seu próprio testemunho: “Porque eu sou o Jeová teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador; dei o Egito por teu resgate, a Etiópia e Seba por ti” (Is.43:3). “Eu sou o Jeová, e fora de mim não há Salvador” (Is.43:11). “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá” (Is.43:13). “Eu sou Jeová, vosso Santo, o Criador de Israel, vosso Rei” (Is.43:15). “Eu anunciei, e eu salvei, e eu o fiz ouvir, e deus estranho não houve entre vós, pois vós sois as minhas testemunhas, diz Jeová, eu sou Deus” (Is.43:12). “Assim diz Jeová, o Rei de Israel, e seu Redentor, o Senhor dos Exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus” (Is.44:6).

  • Testemunhos como estes enchem as páginas do Velho Testamento. Jesus, entretanto, falou o seguinte em João 5:31-32: “Se eu testifico a respeito de mim mesmo, o meu testemunho não é verdadeiro. Há outro que testifica de mim, e sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro”. “E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mt.3:17). Jesus chamou Jeová de mentiroso.
  • Jeová busca a sua glória: “A todos os que são chamados pelo meu nome, e os que criei para minha glória; eu os formei, sim, eu os fiz” (Is.43:7). Jeová criou Israel para sua glória. “Eu sou Jeová; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura” (Is.42:8). Jesus disse: “Eu não recebo glória dos homens” (Jo.5:41). Jesus que é humilde e para deixar clara a soberba de Jeová, disse: “Eu não busco a minha glória; há quem a busque, e julgue” (Jo.8:50). Este que busca glória é Jeová. O Pai deu a glória a Jesus e ele repartiu com todos os cristãos: “Eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um” (Jo.17:22). Jesus declara que não tem nenhum vínculo com Jeová: “Quem fala de si mesmo busca a sua própria glória, mas o que busca a glória daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça” (Jo.7:18). Pela segunda vez Jesus declara que Jeová é mentiroso e injusto.
  • Jeová disse: “Vivo eu, diz o senhor Jeová, que com mão forte, e com braço estendido, e com indignação derramada, hei de reinar sobre vós” (Ez.20:33). Jeová continua dizendo: “Então se humilharam os príncipes de Israel, e o rei, e disseram: Jeová é justo. Vendo, pois, Jeová que se humilhavam, veio a palavra de Jeová a Semaías, dizendo: Humilharam-se, não os destruirei; antes em breve lhes darei lugar de escaparem, para que o meu furor não se derrame sobre Jerusalém, pelas mãos de Sisaque (rei do Egito). Porém serão seus servos, para que conheçam a diferença da minha servidão e da servidão dos reinos da terra” (2 Cr.12:6-8).

Jesus com o coração transbordando de amor diz: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas” (Mt.11:29).

 

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta