(445) – O SANTO DE ISRAEL – I

O SANTO DE  ISRAEL 1

“Porque assim diz o alto e o sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é SANTO: Num alto e santo lugar habito, e também com o abatido e contrito, para vivificar o espírito dos abatidos, e para vivificar o coração dos contritos” (Is. 57:15). Jeová é tão sublime que o salmista diz: “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia” (Sl. 46:1). Davi declara: “Dá-nos auxílio para sairmos da angústia, porque vão é o socorro da parte do homem” (Sl. 108:12).

Os oprimidos deste mundo, os pobres e famintos, mesmo não conhecendo, clamam a Deus. No momento do desespero, os lábios se abrem, dizendo: Deus, ajuda-me. No momento final, quando não há mais esperança, os olhos se elevam para o céu.

Salomão disse: “O que é já foi, e o que há de ser também já foi” (Ec. 3:15). Como Jeová declara que não muda, em Ml. 3:6. Assim o que ele fez no passado, vai fazer no futuro.

Jeová criou um povo para sua glória, povo que era chamado pelo seu nome (Is. 43:7). Jeová declara amor eterno pelo seu povo (Jr. 31:3). Declara em Dt. 14:1 que são seus filhos. Vejamos o tratamento que dá a seus filhos amados:

  1. JEOVÁ AFLIGE OS SEUS FILHOS – O texto bíblico diz: “Então dirá à geração vindoura, os vossos filhos que se levantarem depois de vós, e o estranho que virá de terras remotas, vendo as pragas desta terra, e as suas doenças, com que Jeová a terá afligido, e toda a sua terra abrasada com enxofre e sal, de sorte que não será semeada, e nada produzirá, nem nela crescerá erva alguma, assim como foi a destruição de Sodoma e de Gomorra, de Admá e de Zeboim, que Jeová destruiu na sua ira e no seu furor; e todas as nações dirão: Por que fez Jeová assim a esta terra? Qual a causa do furor e desta tão grande ira? Então se dirá: Porquanto deixaram o concerto de Jeová” (Dt. 29:22-25). Pode um pai santo e puro tratar seus filhos com tão grande furor, a ponto de destruí-los a fogo, pragas e maldições, até que se acabem de todo? Se santidade é isso, não produz amor e misericórdia, mas ódio mortal e vingativo. 
  2. JEOVÁ TIRANIZA OS SEUS FILHOS SEM PIEDADE – O profeta Ezequiel diz: “vivo eu, diz Jeová Deus, que com mão forte, e com braço estendido, e com indignação derramada, hei de reinar sobre vós” (Ez. 20:33). No segundo livro de Crônicas de Israel está escrito a respeito do reinado de Roboão, filho de Salomão: “Vendo, pois, Jeová, que se humilharam, veio a palavra de Jeová a Semaías, dizendo: Humilharam-se, não os destruirei; antes em breve, lhes darei lugar de escaparem, para que o meu furor se não derrame sobre Jerusalém, por mão de Sisaque. PorÉm serão seus servos, para que conheçam a diferença da minha servidão e da servidão dos reinos da terra” (II Cr. 12:7-8). Faz parte do governo de Jeová entregar o seu povo na mão dos maus. “E os rios farei secos, e venderei a terra, entregando-a na mão dos maus, assolarei a terra e a sua plenitude pela mão dos estranhos; Eu, Jeová, o disse” (Ez. 30:12). Este tipo de comportamento é incompatível com a santidade, pois santidade é o mais alto grau de virtude, e Jeová trata os seus filhos despoticamente.
  3. JEOVÁ ATORMENTA SEUS FILHOS – Atormentar é coisa dos demônios e espíritos imundos. O evangelista Lucas nos revela isto: “Grande multidão de povo de toda a Judéia, e de Jerusalém, e da costa marítima de Tiro e de Sidom, vinham para ouvir a Jesus, e serem curados das suas enfermidades, e também os atormentados de espíritos imundos, e eram curados” (Lc. 6:17-18). Pedro seguiu os passos de Jesus curando e libertando: “E até das cidades circunvizinhas concorria muita gente a Jerusalém, conduzindo enfermos e atormentados de espíritos imundos, os quais todos eram curados” (At. 5:16).Pois é de pasmar. Jeová colocou no rei Saul um espírito maligno, que o atormentava: “E o Espírito de Jeová se retirou de Saul, e o assombra um espírito maligno da parte de Jeová” (I Sm. 16:14). Os protetores de Jeová, para protegê-lo, mudaram a expressão: “O ATORMENTAVA UM ESPÍRITO MALIGNO DA PARTE DE JEOVÁ” para “O ASSOMBRAVA UM ESPÍRITO MAU”. O fato é que Jeová confessa que atormenta seu povo, pois seu nome é Jeová Jirê, que quer dizer Jeová proverá. Ele disse: “Então eu também vos farei isto: Porei sobre vós terror, a tísica e a febre ardente, que consumam os olhos eatormentem a alma; e semeareis a vossa semente, e os vossos inimigos a comerão” (Lv. 26:16). Como pode um deus que declara que o seu nome é santo, agir como os demônios imundos, ao atormentar como eles?
  4. JEOVÁ ASSOLA – Jeová declara que criou o assolador para destruir (Is. 54:16). Depois declara que ele é que fere e assola por causa do pecado (Mq. 6:13). Para se vingar de Israel, ele diz: “E porei as vossas cidades por deserto, e assolarei os vossos santuários, e não cheirarei o vosso cheiro suave, e assolarei a terra, e se espantarão disso os vossos inimigos que nela morem, e vos espalharei entre as nações, e desembainharei a minha espada atrás de vós; e a vossa terra será assolada, e as vossas cidades serão desertas” (Lv. 26:31-33). “E os vossos rios farei secos, e venderei a terra, entregando-a na mão dos maus, e assolarei a terra e a sua plenitude pela mão dos estranhos; eu, Jeová, o disse” (Ez. 30:12). Jeová declarou a Abraão que é o Todo-poderoso — El Shaday. O Todo-poderoso é exatamente o rei dos assoladores. É o profeta Isaías quem o diz: “Uivai porque o dia de Jeová está perto; vem do Todo-poderoso como assolação. Pelo que todas as mãos se debilitarão, e o coração de todos os homens se desanimará. E assombrar-se-ão, e apoderar-se-ão deles dores e ais, e se angustiarão, como a mulher parturiente; cada um se espantará do seu próximo; os seus rostos serão rostos flamejantes. Eis que o dia de Jeová vem, horrendo, com furor e ira ardente, para pôr a terra em assolação, e destruir os pecadores dela” (Is. 13:6-9).

O santo de Israel, Jeová, o Altíssimo, tem como função assolar os moradores da terra? É isso a sua santidade? Se é, é falsa, pois a verdadeira santidade perdoa, ama, serve, cura, guia, ensina, enfim, age como Jesus agiu (Hb. 2:9-11).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

One thought on “(445) – O SANTO DE ISRAEL – I

  1. Os filhos assolados por Yahweh são chamados negros, índios. Os nativos sofreram um genocídeo e a população está reduzida. Desapropriação de terra indígena e demarcação de terra é o mesmo que tirá-los da terra de sua herança. Conhecemos os hebreus verdadeiros por um sinal verificado em Dt. 28: 44 a 46. Sabemos que todo o que crer em Jesus será salvo mas é muito importante sabermos que os hebreus são um povo afro-descendente. As Escrituras falam de um povo negro, de cultura negra especial e que precisamos saber mais sobre eles.
    Parabéns pelo estudo e saudações a todos.

Deixe uma resposta