(675) – DOIS PESOS 1

“Porventura, escaparão eles por meio da sua iniquidade? Ó Deus, derriba os povos na tua ira” (Sl.56:7).

1)   No Velho Testamento Deus tratava os povos com ira mortal.

No Novo Testamento Deus os levanta pela sua graça: “Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação” (2 Co.5:19).

 2)   “Ó Deus, por que nos rejeitaste para sempre? Por que se acende a tua ira contra as ovelhas do teu pasto? Lembra-te da tua congregação, que compraste desde a antiguidade; da tua herança que remiste, deste monte Sião, em que habitaste” (Sl.74:1-2). No Velho Testamento Deus abandonou o seu povo.

No Novo Testamento: “Eu sou o bom pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas” (Jo.10:11).

3)   No Velho Testamento Deus trilhou as nações: “Com indignação marchaste pela terra, com ira trilhaste as nações” (Hc.3:12). No Novo Testamento: “E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor, será salvo” (At.2:21).

4)   No Velho Testamento: “E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito, para que morrêssemos neste deserto? Pois, aqui, nem pão nem água há; e nossa alma tem fastio deste pão tão vil. Então, Deus mandou entre o povo serpentes ardentes, que morderam o povo; e morreu muito povo de Israel” (Nm.21:5-6).

No Novo Testamento: “E comeram todos e saciaram-se, e levantaram dos pedaços que sobejaram doze cestos cheios. E os que comeram foram quase cinco mil homens, além de mulheres e crianças” (Mt.14:20-21).

5)   No Velho Testamento Deus colocava medo, temor e pavor: “Eis que porei nele um espírito, e ele ouvirá um rumor, e voltará para a sua terra; e fá-lo-ei cair morto à espada, na sua terra” (Is.37:7).

No Novo Testamento: “Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, de amor e de moderação” (2 Tm.1:7).

6)   No Velho Testamento: Deus imputou pecado até para os que não pecaram: “No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir” (Rm.5:14). 

No Novo Testamento Deus não imputa pecado a ninguém: “Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens” (Tt.2:11).

7)   No Velho Testamento Deus colocava espíritos malignos: “E o Espírito de Deus se retirou de Saul, e o assombrava um espírito mau, da parte de Deus” (I Sm.16:14). 

No Novo Testamento: “E, chegada a tarde, trouxeram-lhe muitos endemoninhados, e, ele, com a sua palavra, expulsou deles os espíritos e curou a todos os que estavam enfermos” (Mt.8:16).

8)   No Velho Testamento Deus colocava enfermidade: “E disse Iahweh: Quem fez a boca do homem? ou quem fez o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou eu, Iahweh?” (Ex.4:11). 

No Novo Testamento Jesus cura: “Os cegos vêem, os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é anunciado o evangelho” (Mt.11:5).

9)   No Velho Testamento Deus julgava e matava na hora. Quando a arca estava sendo levada para Jerusalém, o carro inclinou e a arca escorregou. Para que ela não caísse, Uzá a segurou, e por isso, Iahweh o matou: “E chegando à eira de Nacom, estendeu Uzá a mão à arca de Deus, e segurou-a, porque os bois a deixaram pender. Então, a ira de Deus se acendeu contra Uzá, e Deus o feriu ali por esta imprudência; e morreu ali junto à arca de Deus” (II Sm.2:6-7). 

No Novo Testamento: “Porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do varão que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dos mortos” (At.17:31).

Conclusão: Se o Deus do Velho Testamento é o mesmo do Novo Testamento, Deus tem dois pesos e duas medidas e Deus não pode ser injusto. Comparando a obra de cada um, não são a mesma pessoa, Deus não pode mudar.

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta