(544) – DEUS FAZ O MAL? – I

DEUS FAZ O MAL?   1

O apóstolo Paulo declara que Deus, o Pai, nunca interferiu na história dos povos: “Varões, por que fazeis essas coisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo quanto há neles; o qual nos tempos passados deixou andar todas as gentes em seus próprios caminhos” (At. 14:15-16). E Tiago diz: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação” (Tg. 1:17). Este texto deixa claro que do Pai das luzes não vem trevas, nem dádivas malignas, nem dons imperfeitos, e que em Deus não há mudança de humor.

Por outro lado Paulo diz: “Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade” (I Tm. 2:3-4). Ninguém faz amigos com maus tratos, como diz a populaça: ‘Bronca é ferramenta de otário’; e o provérbio diz: ‘Não se pega moscas com vinagre’.

A escritura sagrada declara que Deus, o Pai, é amor. João, o apóstolo do amor, escreveu dizendo:“Amados, amemo-nos uns aos outros; porque a amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, porque DEUS É AMOR” (I Jo. 4:7-8). E o grande apóstolo Paulo diz: “O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor” (Rm. 13:10). Paulo declara também que o amor é o vínculo da perfeição (Cl. 3:14). E o que é vínculo? É o laço que une de forma absoluta. O amor é o vínculo conjugal; sem amor o matrimônio acaba. O amor está ligado à perfeição. Deus é amor, logo Deus é perfeito. É por isso que Paulo nos diz: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa, ou como o sino que tine. E ainda que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que eu tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que eu distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que eu entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha” (I Co. 13:1-8 – maiúsculo nosso). É POR ISSO QUE DEUS É AMOR.

É óbvio que, se Jeová é Deus, é também amor, e, se é amor, não faz o mal. Citemos palavras do próprio Jeová sobre o assunto:

  1. “Será porém que, se não deres ouvidos à voz de Jeová teu deus, para não cuidares em fazer todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, todas estas maldições virão sobre ti, e te alcançarão” (Dt.28:15). Maldição é o mal ordenado por Jeová que destrói e mata (Dt. 28:20; 28:61). Jeová é especialista em praticar o mal.
  2. “No momento em que eu falar de uma gente, ou de um reino, para edificar e para plantar, se ela fizer o mal diante dos meus olhos, não dando ouvidos à minha voz, então eu me arrependerei do bem que tinha dito lhe faria. Fala agora aos homens de Judá, e aos moradores de Jerusalém, dizendo: Assim diz Jeová: Eis que estou forjando mal contra vós” (Jr. 18:9-11).Jeová tem uma forja para criar seus malefícios.
  3. “Eis que pus o meu rosto contra esta cidade para mal, e não para bem, diz Jeová. Na mão do rei da Babilônia será entregue” (Jr. 21:10). Aqui Jeová confessa que o cativeiro foi um mal e não um bem. Ele não queria salvar Israel, mas destruir. Jeová faz o mal, logo não é amor, e se não é amor não é Deus, Pai de nosso senhor Jesus Cristo.

 

Autor: Pastor Olavo Silveira Pereira

One thought on “(544) – DEUS FAZ O MAL? – I

  1. GILSON – GNA

    Ao IRMÃO em definição clara e sempre objetiva, defino a ampla vitória da VERDADE QUE A FONTE ETERNA E DIVINA DETERMINA – O AMOR. JESUS é o ponto de equilibrio e a ral definição desta UNIDADE DE AMOR. Quem ama não mata e nem pensa na morte. Um grande lider e patriota – INDIGENISTA – ORLANDO VILLAS BOAS afirmou que MORRER PRECISO FOR MÁS MATAR NUNCA. Más porque as pessoas matam… acredito que a razão vem dos tempos perdidos em que Jeova estabeleceu este direito como principio de poder. Aqui assistimos a versatilidade do entendimento da chamada incorporação e manifestação das forças sombrias que seguem as milicias dos anjos caídos. Ao orar muito e definir-se diante do AMOR DA LEI DO CRISTO não estaremos abertos a escravidão destes vampiros ou seres regressivos. Quem comete o mal, está sempre em estado de regressão, e quanto mais regride, mais se torna com o potencial de bestas diformes e deslocadas do spectro humano.

    Obrigado pela oportunidade e afirmo que a Sua presença nos define diante do CAMINHO – VERDADE E VIDA – JESUS. – ATT – GNA – GILSON

Deixe uma resposta