(591) – OS DOIS MINISTÉRIOS 27


Jeová abomina os pecadores. O ódio de Jeová é tanto pelo pecado que o profeta Ezequiel diz: 
“Mas, desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo a iniqüidade, fazendo conforme as abominações que faz o ímpio, porventura viverá? De todas as suas justiças que tiver feito, não se fará memória; na sua transgressão com que transgrediu, e no seu pecado que pecou, neles morrerá” (Ez.18:24). Este texto choca com o Novo Testamento que diz: “Porque Deus não é injusto para esquecer a vossa obra, e o trabalho de caridade que para com o seu nome mostrastes, quando servíeis aos santos, e ainda servis” (Hb.6:10). O Deus que Jesus revelou leva em conta o amor ao próximo e a caridade com que atendemos os menos afortunados, e aos desgraçados. E o apóstolo Pedro diz: “Mas, sobretudo, tende ardente caridade, uns para com os outros, porque a caridade cobrirá uma multidão de pecados” (1 Pd.4:8).

O poder maligno, corruptor e destruidor do pecado é tão forte, que Adão com um único pecado destruiu toda a humanidade. Paulo diz: “Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecam” (Rm.5:12).

O pecado é tão maligno que separa o homem de Jeová: “Eis que a mão de Jeová não está encolhida, para que não possa salvar; nem o seu ouvido agravado, para não poder ouvir, mas as vossas iniqüidades fazem divisão entre vós e o vosso deus; os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça. Porque as vossas mãos estão contaminadas de sangue, e os vossos dedos de iniqüidade; os vossos lábios falam falsidades, e a vossa língua pronuncia perversidade” (Is.59:1-3). “Pelo que eu procederei com furor; o meu olho não poupará, nem terei piedade. Ainda que gritem nos meus ouvidos, eu não ouvirei os seus gritos” (Ez.8:18). “Não sois vós para mim, ó filhos de Israel, como os filhos dos etíopes? diz Jeová; não fiz eu subir a Israel da terra do Egito? e os filisteus de Caftor, e os sírios de Quir? Eis que os olhos de Jeová estão contra este reino pecador, e eu o destruirei de sobre a face da terra; mas eu não destruirei de todo a casa de Jacó, diz Jeová. Porque eis que darei ordem, e sacudirei a casa de Israel entre todas as nações, sim, como se sacode grão no crivo, sem que caia na terra um só grão. Todos os pecadores do meu povo morrerão à espada, os que dizem: Não se avizinhará nem nos encontrará o mal” (Am.9:7-10).

Vejamos o que diz o Novo Testamento:

1) Palavras do apóstolo São Paulo: “Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras” (1 Co.15:3).

2)  “Esta é uma palavra fiel, e digna de toda aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal” (1 Tm.1:15).

3)  “O qual por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação” (Rm.4:25).

4)  “Porque, pelo seu nome vos são perdoados os pecados” (1 Jo.2:12).

5)  “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (At.4:12).

6)  “Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça” (Rm.6:14).

7)  “Sujeitai-vos, pois, a Deus. Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg.4:7).

8)  “Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo” (1 Jo.3:8).

9)  “E vós bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado. Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu” (1 Jo.3:5-6).

 

Autoria: PASTOR OLAVO SILVEIRA PEREIRA

Deixe uma resposta