(173) – A IMAGEM DE DEUS – III

A IMAGEM DE DEUS – III

 

No sexto dia foram criados o homem e a mulher. E disse deus: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. E criou deus o homem à sua imagem; à imagem de deus o criou; macho e fêmea os criou” (Gn. 1:26-27).

            Pela lógica e pela razão, o homem não pode ser imagem e semelhança de deus.

1-      O homem é carne vinda do pó, e Deus é espírito. “E formou Jeová deus o homem do pó da terra, e soprou em seus narizes o fôlego de vida; e o homem foi feito alma vivente” (Gn. 2:7). “Então Jeová deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma de suas costelas e cerrou a carne em seu lugar” (Gn. 2:21).

2-      O homem é feito de matéria visível, e Deus é espírito invisível. “deus é Espírito, e importa que os que o adoram, o adorem em espírito e verdade” (Jo. 4:24). “Jesus é imagem do deus invisível” (Cl. 1:15). “Ora, ao rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus seja honra e glória para todo o sempre” (I Tm. 1:17).

3-      O homem é mortal e Deus é imortal. “Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver; ao qual seja honra e poder sempiterno, Amém” (I Tm. 6:16). “Que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites? (Sl. 8:4). “Quem pois és tu, para que temas o homem, que é mortal, ou o filho do homem que se tornará em feno? (Is. 51:12).

4-      O homem é pecador e Deus é santo. “Na verdade, que não há justo sobre a terra, que faça o bem e nunca peque” (Ec. 7:20). “Mas como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver” (I Pd. 1:15). O apóstolo Paulo descarta a possibilidade do homem não pecar, dizendo: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem. Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço” (Rm. 7:18-20);

5-      Deus é absolutamente verdadeiro, mas os homens são mentirosos. Paulo declara: “Sempre seja Deus verdadeiro, e todo o homem mentiroso” (Rm. 3:4).

6-      Deus é imutável e o homem é volúvel e mutável. “Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação” (Tg. 1:17). Paulo tinha um companheiro de missão, cujo nome era Demas, e dele diz o seguinte na carta aos colossenses:“Saúda-vos, o médico amado, e Demas” (Cl. 4:14). Na epístola a Filemon, lemos: Saúdam-te Epafras, meu companheiro de prisão em Cristo Jesus. Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus cooperadores” (Fm. 23-24).Mais tarde, escrevendo a Timóteo, Paulo confessa: “Porque Demas me desamparou, amando o presente século” (II Tm. 4:10). Entre os apóstolos temos diversos casos de mudanças. Judas traiu a Jesus, vendendo-os por trinta moedas. Tomé foi incrédulo na ressurreição (Jo. 20:24-25). Pedro negou vergonhosamente ser discípulo de Cristo (Mt. 26:69-75). E Pedro negou, depois de ter afirmado que nem a morte o faria negá-lo (Mt. 26:35). Se quisermos, poderemos citar dezenas e dezenas de homens que sendo de Deus, depois voltaram atrás.

7-      “Disse eu no meu coração: É por causa dos filhos dos homens, para que Deus possa prová-los e eles possam ver que são em si mesmos como os animais. Porque o que sucede aos filhos dos homens, isso mesmo também sucede aos animais; a mesma coisa lhes sucede; como morre um, assim morre o outro, todos têm o mesmo fôlego; e a vantagem dos homens sobre os animais não é nenhuma, porque todos são vaidade. Todos vão para um lugar; todos são pó, e todos ao pó tornarão. Quem adverte que o fôlego dos filhos dos homens sobe para cima, e que o fôlego dos animais desce para baixo da terra?” (Ec. 3:18-21). Se o homem animal é a imagem de Deus, os animais também são, pois o homem é igual aos animais.

Mas diz a Escritura que o homem foi criado à imagem e semelhança de deus (Gn. 1:26-27). Como isso é impossível, o homem só pode ser imagem de um deus parecido com ele.

1-      O homem foi criado um pouco menor do que os anjos, logo só poderia ser imagem de anjo, pois os anjos estão sujeitos ao pecado. “Porque se deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias de escuridão, ficando reservados para juízo” (II Pd. 2:4; Sl. 8:5).

2-      Se o homem foi vencido por Satã antes de pecar, nunca foi imagem (Gn. 3:1-6).

3-      Se para ser como deus precisava comer da árvore da ciência, não era imagem e semelhança (Gn.  3:22).

4-      Se ao ficar como deus, após comer o fruto proibido se tornou indigno de comer da árvore da vida, o deus do qual era imagem, não era perfeito (Gn. 3:22-24).

5-      Os dons de Deus, o Pai são sem arrependimento, isto é, o que Deus dá não tira, mesmo que o homem peque, pois o dom não é merecimento do homem mas de Cristo pela graça. Sendo assim, sendo o homem imagem e semelhança de Deus, não a perderia com a queda. O Novo Testamento, entretanto, revela que em Cristo o homem nascido de novo é criado à imagem e semelhança de Jesus Cristo. Isto está em Cl. 3:5-10. Quem era imagem e semelhança era o velho homem, e não é o velho que se torna novamente imagem. O novo é uma nova criação, e assim temos dois homens. O velho foi criado a imagem e semelhança de deus pela desobediência. O novo homem, criado em Cristo, é imagem sem a desobediência. Leiamos Paulo. “Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscência do engano, e vos renoveis no espírito do vosso sentido, e vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade” (Ef. 4:24). O velho homem foi para a cruz.

Havendo duas imagens, uma das duas não é verdadeira, pois a justiça e santidade do velho homem não era verdadeira antes do pecado.

Paulo explica também que o velho homem tem origem na terra, e o novo tem origem no céu.“Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante. Mas não é o primeiro o espiritual, senão o animal; depois o espiritual. O primeiro homem, da terra, é terreno; o segundo homem, o Senhor, é do céu. Qual o terreno, tais são também os terrenos; e qual o celestial, tais são também os celestiais. E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial” (I Co. 15:45-49).

            O primeiro foi criado a imagem de Jeová, que o criou (Is. 45:12). O segundo é criado à imagem de Jesus Cristo, se crê em Jesus, de fato. “Quem está em Cristo, nova criatura é” (II Co. 5:17). “Porque somo feitura sua, criados em Jesus Cristo para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” (Ef. 2:10; Rm. 8:29).

 

 Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta