(745) – JARDIM DO ÉDEN

 

“E formou Iahweh Deus o homem do pó da terra, e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente” (Gn.2:7). Este homem formado do pó da terra, há 6000 anos, não era igual ao homem criado em Gn.1:26-27: “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme à nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou”.

1)   O homem criado do nada era imagem e semelhança de Deus e o homem criado do pó, era imagem e semelhança do pó.

2)   O homem, criado do nada, foi criado com mulher e o homem, formado do pó, foi formado sem mulher.

3)   O homem, criado com mulher, recebeu ordem para crescer, e multiplicar, e dominar a terra; e o homem formado do pó foi colocado no jardim do Éden para lavrá-lo e guardá-lo.

4)   O homem, criado do nada, não recebeu mandamento, e o homem, formado do pó, recebeu mandamento.

5)   Deus formou um jardim cheio de árvores frutíferas e duas árvores especiais: A árvore da Vida no centro do jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal.

6)   O homem criado do nada não tinha conhecimento dessas duas árvores, porque ele estava fora do jardim; e o homem formado do pó, recebeu um mandamento que lhe foi dado.

7)  “Então, Iahweh Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar. E da costela que Iahweh Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão” (Gn.2:21-22).

8)   “Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que Iahweh Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, mas, do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis, para que não morrais. Então, a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. E, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. Então, foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira e fizeram para si aventais” (Gn.3:1-7). Iahweh Deus os condenou à morte (Gn.3:17-19). Iahweh disse: “Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, pois, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma, e viva eternamente, Iahweh Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. E, havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do Jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida” (Gn.3:22-24). Iahweh não queria que o homem comesse da árvore da vida, porque fechou o caminho com os querubins e a espada. Então, o homem estava eternamente condenado.

9)  “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele” (Jo.3:16-17). Jesus disse: “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador” (Jo.15:1). “Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus” (Jo.3:18). “O qual se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau, segundo a vontade de Deus, nosso Pai” (Gl.1:4). “E os fariseus, vendo isso, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso mestre com os publicanos e pecadores? Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas sim os doentes. Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento” (Mt.9:11-13).

Jesus morreu numa cruz e a cruz tem a forma de uma chave. Com a sua morte ele abriu as portas do Paraíso e qualquer que crer em Jesus come do fruto da Árvore da Vida. E assim Ele retirou os querubins e a espada inflamada que impediam a entrada do caminho da Árvore da Vida. Agora, a porta está escancarada, e os braços de Jesus abertos para receber todo aquele que n’Ele crer.

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

13 thoughts on “(745) – JARDIM DO ÉDEN

    • Na bíblia nós temos 2 criações, 2 princípios, sendo uma da terra e da Carne e outra sendo espiritual, formando homens espirituais.

      (1 Coríntios 15:45-54) Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.
      Mas não é primeiro o espiritual, senão o natural; depois o espiritual.
      O primeiro homem, da terra, é terreno; o segundo homem, o Senhor, é do céu.
      Qual o terreno, tais são também os terrestres; e, qual o celestial, tais também os celestiais.
      E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial.
      E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.
      Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
      Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
      Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.
      E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória.

      Nós vemos que o primeiro homem não traz a imagem de Deus e se não nascer de novo nem pode ver o reino de Deus:

      (João 3:3-8) Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
      Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
      Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
      O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
      Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.
      O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim étodo aquele que é nascido do Espírito.

      A segunda Criação Espiritual feita pelo Pai é o próprio Cristo:

      (2 Coríntios 5:16-17) Assim que daqui por diante a ninguém conhecemos segundo a carne, e, ainda que também tenhamos conhecido Cristo segundo a carne, contudo agora já não o conhecemos deste modo.
      Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

      Atenciosamente,
      Pr. Abner Pereira Dancuart.

  1. Li o comentário de uma pessoa é quero deixar aqui registrado que pactuo com o neto do pastor Olavo. Nada há que denigre a pessoa do Pastor Olavo quanto a sua teoria e a prática do Evangelho. Conheço-o há muitos anos, desde a IEFA. A vida e o conhecimento do Evangelho foram pilares para mim, no verdadeiro entendimento da Palavra de Deus ( o Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo). Saudações em Cristo.

    • No Éden nós temos um quadro interessante e que indo direto a sua pergunta, o problema maior é que foi estabelecida uma “lei”( Não comerás do fruto da árvore do bem e do mal ) e ela foi transgredida.

      Em (Gênesis 2:9) E o Senhor Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal.

      A tradução do original nos traz a seguinte perspectiva que nos abre um horizonte ainda maior :

      YHWH Elohims fez germinar do terreno toda árvore cobiçável para a vista e boa para comer , a arvore da vida, e no meio do jardim, e a árvore da penetração do bem e do mal

      * a arvore da pentração, termo usado no hebraico = iada': este verbo sempre um sentido concreto, experimental.

      No centro do relato, como no centro do Éden, encontra-se a árvore da penetração, que dá àqueles que a comem o poder de penetrar o bem e o mal.

      Bom ao certo temos que Adão e Eva cobriram os sexos ao experimentarem da árvore do bem e do mal, principalmente porque o texto diz que Adão comeu o fruto com sua mulher e claro que na relação íntima necessita-se de 2:

      (Gênesis 3:6-7) E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.

      Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas de figueira, e fizeram para si aventais.

      Bem que também podemos perceber que as árvores eram cobiçáveis para a vista e boas para comer, logo a cobiça já estava na carne antes do pecado, e assim podemos concluir que o projeto da desobediência estava falido antes de mesmo começar visto que estava a “lei” ou ordenança enferma pela cobiça da carne:

      (Romanos 8:3) Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne;

      Não obstante disto, tendo mesmo assim um plano falido antes de começar, vemos que na desobediência a semelhança do pecado passou a todos mesmo que os semelhantes não tivessem cometido nada com consciência, vemos que o segundo Adão que é o Cristo revelado na plenitude dos tempos faz o mesmo com sua maravilhosa “graça”= (favor imerecido) e coloca a semelhança de sua Justiça sobre todos aqueles que forem plantados junto a ele na sua morte, e mesmo sem merecer, possam ser novamente gerados segundo a nova Criação, e assim, pelo Espírito de Deus combaterem a cobiça que estava no homem do Éden.

      (Romanos 3:20-24) Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.
      Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas;
      Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença.
      Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;
      Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.

      (Romanos 5:11-14) E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação.
      Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.
      Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado, não havendo lei.
      No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não tinham pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir.

      (1 Coríntios 15:45-54) Assim está também escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito em alma vivente; o último Adão em espírito vivificante.
      Mas não é primeiro o espiritual, senão o natural; depois o espiritual.
      O primeiro homem, da terra, é terreno; o segundo homem, o Senhor, é do céu.
      Qual o terreno, tais são também os terrestres; e, qual o celestial, tais também os celestiais.
      E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial.
      E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.
      Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
      Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
      Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.
      E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória.

      E claro que tudo ficou comprometido:

      (Romanos 8:20-23) Porque a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa do que a sujeitou,
      Na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.
      Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora.
      E não só ela, mas nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo.

      Quanto ao sábado ou qualquer lei ou mandamento que exista seja a de guardar o sábado ou o dízimo ou a circuncisão ou qualquer outro mandamento que exista, quando o novo princípio se manifestou, isto é quando Cristo se manifestou ele aboliu a fraqueza encerrada debaixo do primeiro concerto, isto é a lei:

      (Romanos 10:4) Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.

      (Romanos 7:4-6) Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus.
      Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte.
      Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.

      (2 Coríntios 3:14-16) Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;
      E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.
      Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará.

      Atenciosamente,
      Pr. Abner Pereira Dancuart.

    • A paz do Senhor Jesus Anderson.
      Relendo a minha resposta percebi que não fui no cerne da questão.

      O tópico 6 do estudo responde a sua pergunta:

      6) O homem criado do nada não tinha conhecimento dessas duas árvores, porque ele estava fora do jardim; e o homem formado do pó, recebeu um mandamento que lhe foi dado.

      A narrativa bíblica nos leva a ver que haviam homens fora do jardim do Éden.

      (Gênesis 4:1,2) E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um homem.
      E deu à luz mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra.

      Caim matou Abel e foi marcado por Jeová:

      (Gênesis 4:13-17) Então disse Caim ao Senhor: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada.
      Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na terra, e será que todo aquele que me achar, me matará.
      O Senhor, porém, disse-lhe: Portanto qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse.
      E saiu Caim de diante da face do Senhor, e habitou na terra de Node, do lado oriental do Éden.
      E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu, e deu à luz a Enoque; e ele edificou uma cidade, e chamou o nome da cidade conforme o nome de seu filho Enoque;

      Bom alguns dizem que Adão teve muitas filhas, porém isto é uma absoluta opinião particular, principalmente porque Adão só tornou a conhecer Eva sexualmente de novo após Caim ter edificado a cidade:

      (Gênesis 4:25) E tornou Adão a conhecer a sua mulher; e ela deu à luz um filho, e chamou o seu nome Sete; porque, disse ela, Deus me deu outro filho em lugar de Abel; porquanto Caim o matou.

      E sim Adão gerou filhos e filhas mas a palavra nos mostra com exatidão que foi apenas depois de ele ter gerado Sete que foi após a edificação da cidade de Caim, isto é Caim se ajuntou com uma Mulher que não tinha parentesco com ele sendo assim, haviam sim pessoas fora do jardim do Éden:

      (Gênesis 5:3,4) E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem, e pôs-lhe o nome de Sete.
      E foram os dias de Adão, depois que gerou a Sete, oitocentos anos, e gerou filhos e filhas.

      Atenciosamente,
      Pr. Abner Pereira Dancuart.

  2. Cristo veio em carne mas não o conhecemos mais segundo a carne. Deus Pai só gera filhos espirituais em Cristo. Jeová formou da terra o homem terreno, carnal. É preciso se livrar do corpo carnal, material, para entrar no Reino de Deus.
    Paz a todos, estou conhecendo agora os comentários do Pr. Abner Pereira Dancuart.

    • (2 Coríntios 5:1-9) Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus.
      E por isso também gememos, desejando ser revestidos da nossa habitação, que é do céu;
      Se, todavia, estando vestidos, não formos achados nus.
      Porque também nós, os que estamos neste tabernáculo, gememos carregados; não porque queremos ser despidos, mas revestidos, para que o mortal seja absorvido pela vida.
      Ora, quem para isto mesmo nos preparou foi Deus, o qual nos deu também o penhor do Espírito.
      Por isso estamos sempre de bom ânimo, sabendo que, enquanto estamos no corpo, vivemos ausentes do Senhor
      (Porque andamos por fé, e não por vista).
      Mas temos confiança e desejamos antes deixar este corpo, para habitar com o Senhor.
      Pois que muito desejamos também ser-lhe agradáveis, quer presentes, quer ausentes

      Atenciosamente,
      Pr. Abner Pereira Dancuart.

Deixe uma resposta