(569) – DEUS IMORAL? 1

Moral vem da palavra grega “Moss” e se traduz por costume. Todo mau costume é algo imoral. Deus é Deus, tem de ser um Deus moral; se for imoral, não é Deus, é demônio.

Jeová, que se declara Deus, tem de ser um ser moral; Jeová declara: “Eu formo a luz, eu crio as trevas; eu faço a paz, eu crio o mal; eu, Jeová, faço todas estas coisas” (Is.45:7). Se Jeová cria o mal e cria as trevas, ele não é Deus, porque João declara: “E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas” (1 Jo.1:5). Melhor dizendo, o mal não faz parte de Deus, nem as trevas. Para provar que o mal e as trevas não fazem parte de Deus, João diz novamente: “A condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas” (Jo.3:19-20).

Jeová declara que é o criador do mal. Vamos mostrar, pela Escritura Sagrada, como o mal é criado:

  1. Adão e Eva foram colocados no Jardim do Éden nus, isto é, despidos de conhecimento, despidos de malícia e maldade; eram como crianças inocentes e puras. Havia no jardim todo tipo de árvore frutífera e boa para comida, e a árvore da vida, e a árvore do conhecimento do bem e do mal, no meio do jardim. Adão foi proibido de tocar no fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, pois se comesse do seu fruto, morreria (Gn.2:16-17). Em Gn.3:1 lemos: “Ora, a serpente era a mais astuta de todas as alimárias que o Jeová Deus tinha feito” (Gn.3:1). Diz a Escritura que Adão e Eva tinham os olhos fechados, isto é, estavam sem o domínio da razão. A serpente disse-lhes: “Se vocês comerem certamente não morrereis, mas sereis como Deus, sabendo o bem e o mal”. Eva caiu na mentira da serpente, comeu o fruto proibido, deu a Adão, e ele comeu com ela. Quem é o culpado da queda de Adão? É Eva? Eva e Adão foram vítimas inocentes da mentira da serpente. Então foi a serpente a culpada? Também não. O culpado foi quem colocou a serpente junto com os inocentes. Se um pai sai de casa e deixa um ladrão para tomar conta dos filhos, ele vai ensinar as crianças a roubar e a matar. Jeová Elohim criaram o mal no momento em quem colocaram a serpente no Jardim do Éden. E a serpente é Satanás (Ap.12:9). Criar o mal é um ato imoral.
  2. Os cananeus eram todos sodomitas, e habitavam na terra de Canaã. “E foi o termo dos cananeus desde Sidom, indo para Gerar, até Gaza; indo para Sodoma, e Gomorra, e Admá, e Zeboim, até Lasa” (Gn.10:19). Vamos citar as abominações dos povos de Canaã: “Com varão não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é; não te deitarás com um animal, para te contaminares com ele; nem a mulher se porá perante um animal, para juntar-se com ele; confusão é. Com nenhuma destas coisas vos contaminareis, porque com todas estas coisas se contaminaram estas gentes que eu lanço fora de diante da vossa face” (Lv.18:22-24). Jeová prometeu lançar fora as sete nações sodomitas de Canaã (Dt.7:1; Ex.33:2; 34:24). Quando o povo entrou em Canaã, o anjo de Jeová lhes falou: “E subiu o anjo do Senhor de Gilgal a Boquim, e disse: Do Egito vos fiz subir, e vos trouxe à terra que a vossos pais tinha jurado, e disse: Nunca invalidarei o meu concerto convosco. E quanto a vós, não fareis concerto com os moradores desta terra, antes derrubareis os seus altares; mas vós não obedecestes à minha voz. Por que fizestes isto? Pelo que também eu disse: Não os expelirei de diante de vós; antes estarão às vossas ilhargas, e os seus deuses vos serão por laço” (Jz.2:1-3).

Ora, se Jeová declara no livro de Levíticos 18:22-29, todas as depravações dos povos cananeus, como sejam, sodomia, lesbianismo, pedofilia, bestialidade e outros, porque os deixou na terra para conviver com o povo de Israel? A resposta é óbvia: Jeová nunca teve a intenção de moralizar e santificar seus filhos. Ao deixar as sete nações sodomitas em Canaã, cometeu um ato imoral e inominável, além de mentir, pois prometeu e arrumou uma desculpa esfarrapada para não cumprir a promessa. É claro que Israel convivendo com os sodomitas ia se corromper. Se misturarmos um copo de água cristalina com um copo de água podre, a água cristalina apodrece. É o cúmulo da imoralidade.

 

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta