(684) – OS DOIS REINOS

No Velho Testamento o reino é terreno. Sendo terreno, ele é composto de mortais: “Que é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites?” (Sl.8:4). “Eu, eu sou aquele que vos consola; quem pois és tu, para que temas o homem, que é mortal, ou o filho do homem, que se tornará em feno?” (Is.51:12). O valor do homem se mede pela linhagem carnal. O Messias, segundo a carne, tinha de ser da linhagem de Davi: “Varões irmãos, seja-me lícito dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi, que ele morreu e foi sepultado, e entre nós está até hoje a sua sepultura. Sendo, pois, ele profeta, e sabendo que Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto dos seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar no seu trono” (At.2:29-30).

Mas Jesus Cristo, interrogado por Pilatos, disse: “O meu Reino não é deste mundo; se o meu Reino fosse deste mundo, lutariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas, agora, o meu Reino não é daqui” (Jo.18:36). O Reino de Cristo e o Reino de Deus. Por isso, Lucas disse: “A lei e os profetas duraram até João; desde então, é anunciado o reino de Deus, e todo homem emprega força para entrar nele” (Lc.16:16). O Reino de Deus não faz parte do Velho Testamento. Jesus nunca disse que o Reino que ele pregava era desse mundo.

Mas Iahweh pregava isto: “Então, dirás a Faraó: Assim diz Iahweh: Israel é meu filho, meu primogênito” (Ex.4:22). “E vós me sereis reino sacerdotal e povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel” (Ex.19:6).

Vamos mostrar algumas diferenças entre os dois reinos:

“O quebrado de quebradura ou castrado não entrará na congregação de Iahweh” (Dt.23:1). Em Mateus 19, Jesus disse: “Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe, e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos por causa do Reino dos Céus. Quem pode receber isto, que o receba” (Mt.19:12). O castrado não entra no reino de Iahweh porque ele não pode mais gerar na carne. O castrado entra no Reino de Deus, porque ele gera filhos no espírito e não na carne: “Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que crêem no seu nome. Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus” (Jo.1:12-13).

“Nenhum bastardo entrará na congregação de Iahweh; nem ainda a sua décima geração entrará na congregação de Iahweh” (Dt.23:2). O bastardo entra no Reino de Deus porque ele converteu-se a Cristo, e agora ele é filho legítimo de Deus Pai, pelo novo nascimento. O novo nascimento é o mistério pelo qual qualquer homem, crendo em Cristo, é gerado de novo: “Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre” (I Pd.1:23). Este processo de Deus, faz com que a pessoa tenha outro apetite: “Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades crescendo” (I Pd.2:2). “Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos havíeis feitos tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal” (Hb.5:12-14). “Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, à varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que, com astúcia, enganam fraudulosamente” (Ef.4:13-14). “Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso sentido, e vos revistais do novo homem, que, segundo Deus, é criado em verdadeira justiça e santidade” (Ef.4:22-24). “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” (II Co.5:17). “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai” (Jo.14:12).

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

3 thoughts on “(684) – OS DOIS REINOS

  1. Melhor dia!
    Abençoado, Olavo,
    Vejo que você é um amador da palavra de Paulo, a qual o próprio Cristo lhe revelou. Gostaria muito de trocar algumas ideias com você.
    Vamos a primeira!

    Se o Senhor diz “Livre arbítrio é moto próprio, logo o que é movido por outro não é livre”

    Como pode dizer depois que o homem se converte? Ou ele é filho ou ele não é. O homem não pode escolher ir a Deus, mas sim Deus é quem escolhe, logo não existe isso do crente se converter a Deus, mas sim ser gerado novamente, por Deus mesmo, não por homens. Paulo gerava novas criaturas porque Cristo mesmo gerou ele, e ele passou a gerar outras criaturas.
    LOGO não EXISTE ISSO DE SE CONVERTER A DEUS, OU É FILHO DE DEUS OU NÃO É, E ISSO NÃO DEPENDE DE NÓS, MAS DA VONTADE DE DEUS.

    Esse texto está contraditório ao texto do LIVRE Arbítrio, o qual concordei.

    “O bastardo entra no Reino de Deus porque ele converteu-se a Cristo, e agora ele é filho legítimo de Deus Pai, pelo novo nascimento. O novo nascimento é o mistério pelo qual qualquer homem, crendo em Cristo, é gerado de novo: ”

    Aguardo retorno.

    Atenciosamente,

    Rodrigo França.

    • A paz do Senhor Jesus Rodrigo,
      Quando falamos acerca do livre arbítrio como se lê no estudo 701, falamos das duas condições do homem e não de predestinação:
      1°) O homem quando é servo de Jeová e do mundo está morto espiritualmente, portanto embora decida muitas coisas não decide nada, porque mortos não decidem coisas o que decide é o pecado que domina a alma.
      (Lucas 9:59-60) E disse a outro: Segue-me. Mas ele respondeu: Senhor, deixa que primeiro eu vá a enterrar meu pai.
      Mas Jesus lhe observou: Deixa aos mortos o enterrar os seus mortos; porém tu vai e anuncia o reino de Deus.

      2°) Quando estamos em Cristo também somos Sepultados e mortos e não fazemos mas a nossa vontade mas daquele que nos gerou espiritualmente, agora quem domina é Cristo porque o corpo que era do pecado foi desfeito no batismo.
      (Colossenses 3:1-3) Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.
      Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra;
      Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.

      Mas o momento da conversão existe e é citado pela bíblia é o único momento em que o homem tem o poder de decidir, o primeiro nascimento “carnal” o homem não escolhe nascer, agora o segundo nascimento o espiritual, o homem escolhe nascer. Deus dá no momento da conversão aquilo que o homem nunca teve e depois da conversão nunca mais terá, afirmar que apenas os que Deus escolhe se convertem é colocarmos Deus em acepção de pessoas, porque através de Cristo fomos todos escolhidos por Deus, Paulo afirma que Deus o Pai quer que todos se Salvem:
      (1 Timóteo 4:10) Porque para isto trabalhamos e somos injuriados, pois esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis.
      (1 Timóteo 2:3-4) Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador,
      Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade.
      (2 Pedro 3:9) O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.

      Textos sobre a conversão ( palavra converter-se significa no grego voltar-se para Deus ):
      (Mateus 13:14-15) E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz:Ouvindo, ouvireis, mas não compreendereis,e, vendo, vereis, mas não percebereis.
      Porque o coração deste povo está endurecido,E ouviram de mau grado com seus ouvidos,E fecharam seus olhos;Para que não vejam com os olhos,E ouçam com os ouvidos,e compreendam com o coração,e se convertam,e eu os cure.

      (Atos 26:18) Para lhes abrires os olhos, e das trevas os converteres à luz, e do poder de Satanás a Deus; a fim de que recebam a remissão de pecados, e herança entre os que são santificados pela fé em mim.

      Bom se todos que Deus escolhesse se salvassem, o mundo inteiro estaria salvo e vivendo o evangelho de Cristo com muito fervor. Porém Deus se limita ao movimento de Cristo e não age por conta própria, o movimento de Cristo somos nós que somos seu Corpo, sabemos que Cristo é a cabeça, porém a cabeça sozinha não anda e é por isso que temos a responsabilidade de pregarmos o evangelho de Deus porque se não pregarmos a fé não surgirá nos corações:

      (Romanos 10:13-17) Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
      Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?
      E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas.
      Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação?
      De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

      O que define nossa filiação é a nossa escolha por Cristo e a perseverança na escolha que fizemos, por exemplo eu escolhi não ter mais poder de escolha, escolhi ser um prisoneiro de Cristo assim como Paulo, portanto sou livre, primeiramente era escravo do pecado sem escolher, agora escolhi a não escolher mais e me tornei livre Alelaba ! :
      (Romanos 6:9-18) Sabendo que, tendo sido Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre ele.
      Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus.
      Assim também vós considerai-vos certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor.
      Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências;
      Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.
      Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.
      Pois que? Pecaremos porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum.
      Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?
      Mas graças a Deus que, tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues.
      E, libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça.

      Só posso obedecer meu novo Senhorio inquestionavelmente se algum dia tive o poder de escolha ao meu alcance.
      Não posso ser livre porque não posso servir a dois Senhores:
      (Mateus 6:24) Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.
      (Apocalipse 3:20-21) Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.
      Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.

      A Paz do Senhor Jesus Cristo.

  2. Creio que Yeshua nos revela o Pai que é luz inacessível. Portanto, a conversão é de Jeová para Yeshua, das trevas para a luz, da morte para a vida. I Pedro 2:2 “…a fim de que por ele cresçais para a salvação, já que provastes que o Senhor é bom.’
    Paz
    Pastor Olavo

Deixe uma resposta