(336) – TODO PODEROSO – III

TODO   PODEROSO   3

            O profeta Isaías declara em seu livro: “Uivai, porque o dia de Jeová está perto; vem do Todo poderoso como assolação. Pelo que todas as mãos se debilitarão, e o coração de todos os homens se desanimará. E assombrar-se-ão, e apoderar-se-ão deles dores e ais, e se angustiarão como a mulher parturiente; cada um se espantará do seu próximo; o seu rosto será rosto flamejante. Eis que o dia de Jeová vem, horrendo, com furor e ira ardente, para pôr a terra em assolação e destruir os pecadores dela” (Is. 13:6-9).

Jeová, o Todo poderoso, vai assolar os homens? Que é assolação? É devastação; ruína; estrago; desolação. Assolação nunca foi castigo ou correção. Assolação é destruição. Assolar é devastar, arrasar, destruir. Este ofício destruidor e devastador devia pertencer somente a Satanás. É estranho e incompreensível que um Deus que é amor, segundo o Novo Testamento (I Jo. 4:8), se apresente no Velho Testamento com as características de Satanás. Jeová declara que criou o assolador para destruir, e se apresenta como assolador? (Is. 54:16). É incoerente.

No tempo dos juizes de Israel, houve um homem de nome Elimeleque, que traduzido é: MEU DEUS É REI. Devia, portanto, ser um israelita sem dolo. Sua mulher se chamava Noemi, nome que traduzido é: AMÁVEL, AGRADÁVEL. Noemi deveria ser meiga, simpática e alegre. Os nomes do Velho Testamento traduziam em geral o caráter da pessoa. Como exemplo citaremos o nome de Isaque, que quer dizer “riso”, porque seu nascimento e vida trouxeram alegria a seus pais Abraão e Sara. Jeremias se traduz por “Jeová estabelece”, pois depois de adulto foi eleito por Jeová para destruir ou estabelecer reinos(Jr. 1:9-10)Davi quer dizer “amado”, e foi o amado de Jeová. E assim por diante …

Pelo nome que tinha, Elimeleque honrava a deus como supremo rei, e sua esposa Noemi era uma esposa virtuosa, amável e extremamente simpática. Não há na Bíblia nenhuma referência que denuncie alguma falha de caráter nesse casal. Pois bem. Esta família era de Belém de Judá, e havendo uma grande fome, saíram a peregrinar nos campos de Moabe, eles e seus dois filhos, Malom e Quiliom. E morreu Elimeleque, e morreram também Malom e Quiliom. E Noemi ficou só, apenas com suas noras, viuvas de seus filhos. E Noemi, peregrinando, voltou a Belém. Todos os que a encontravam, diziam:“Não é esta Noemi? Porém ela lhes dizia: Não me chameis Noemi; chamai-me Mara, porque grande amargura me tem dado o Todo poderoso. Cheia parti, porém vazia Jeová me fez tornar; por que, pois, me chamareis Noemi? Pois Jeová testifica contra mim, e o Todo poderoso me tem afligido tanto” (Rt. 1:1-5, 19-21). A casa de Noemi e Elimeleque foi assolada e destruída pelo Todo poderoso, pois no Velho Testamento, a morte do primogênito cortava a linhagem, e a casa era destruída e apagada (Dt. 25:5-6).

El Shaday (deus todo poderoso), é outro nome, através do qual Jeová se apresentou à Abraão, Isaque e Jacó. Ele declarou: “Eu aparecia a Abraão, a Isaque, e a Jacó, como o deus Todo poderoso; mas pelo meu nome, Jeová, não lhes fui perfeitamente conhecido” (Ex. 6:3). O Todo poderoso não reflete exatamente o que Jeová é, mas um cognome que revela uma das facetas dele. Para Jó, o Todo poderoso foi Satanás. Jacó viu naquele deus dois deuses; um que abençoa com as bênçãos do céu em cima, e outro que abençoa com as bênçãos do abismo, que está em baixo (Gn. 49:25). Paulo revela que o abismo é o lugar dos mortos (Rm. 10:7). Se o abismo está em baixo e o inferno também, as bênçãos do abismo são as bênçãos do inferno (Pv. 15:24). Se as bênçãos de Jeová incluem as bênçãos do inferno, louco é quem nele crê!

Vejamos o que diz Jó, que foi abundantemente abençoado com as bênçãos do inferno:

1 – “Ah, quem me dera um que me ouvisse! Eis que o meu intento é que o Todo poderoso me responda e que o meu adversário escreva um livro” (Jó 31:35). Para Jó, o Todo poderoso era seu adversário. Em nenhum momento Jó atribui seus males e tormentos a Satanás. Ele estava seguro que vinha do Todo poderoso ou Jeová.

2 – “Desvia a tua mão para longe de mim e não me espante o teu terror. Chama, pois, e eu te responderei; ou, eu falarei, e tu responde-me. Quantas culpas e pecados tenho eu? Notifica-me a minha transgressão e o meu pecado? Por que escondes o teu rosto e me tens por inimigo? (Jó 13:21-24). Notamos que o Todo poderoso infundia em Jó uma expectativa de medo e terror, apesar de ser justo e reto, e não ter lembrança de ter cometido algum pecado. Jó acusa o Todo poderoso de o considerar inimigo talvez porque o Todo poderoso não tinha nenhum prazer em que Jó fosse justo, e não tivesse lucro algum em que Jó andasse no caminho da perfeição (Jó 22:3). E disse mais Jó: “Limpo estou, sem transgressão; puro sou; e não tenho culpa. Eis que ele acha contra mim ocasião e me considerou como seu inimigo (Jó 33:9-10).

3 – Jó afirma que o Todo poderoso o abandonou sem motivo: “Ah! Quem me dera ser como eu fui nos meses passados, como nos dias em que Jeová me guardava! Quando fazia resplandecer a sua candeia sobre a minha cabeça, e eu, com sua luz, caminhava pelas trevas; como era nos dias da minha mocidade, quando o segredo de Jeová estava sobre a minha tenda; quando o Todo poderoso ainda estava comigo, e os meus meninos, em redor de mim” (Jó 29:2-5). Se a luz do Todo poderoso só serve para andar pelas trevas, Jó nunca conheceu a luz de Jesus (Jo. 8:12). E se Jó disse“Quando o Todo poderoso ainda estava comigo”, é porque não estava mais (Jó 29:5). Jesus não agiu dessa forma, pois disse: “Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mt. 28:20).

4 – Jó se lamentou dizendo: “Darei livre curso à minha queixa, falarei na amargura da minha alma. Direi a deus: Não me condenes; faze-me saber por que contendes comigo. Parece-te bem que me oprimas?” (Jó 10:1-3). E no verso sete, fala: “Bem sabes tu que eu não sou ímpio; todavia, ninguém há que me livre da tua mão”. Jeová, o Todo poderoso El Shaday, oprimindo um homem justo e inocente? É o que vemos em II Sm. 24:1, quando Jeová incitou Davi. Incitar é instigar, mover, impelir. Incitar é mais que tentar, pois quem move ou impele outrem, passa por cima de sua vontade. No livro deI Cr. 21:1, lemos que foi Satanás quem incitou Davi.

5 – Isaías diz que o Todo poderoso assola. “Uivai porque o dia de Jeová está perto; vem do Todo poderoso como assolação” (Is. 13:6). Jeová deu ordem à Nabucodonosor para assolar as cidades de Judá (Jr. 34:22; Lm. 3:47).

Mas, voltando a Jó é à sua queixa: “Porque as flechas do Todo poderoso estão em mim, e o seu ardente veneno, o bebe o meu espírito, os terrores de Jeová se armam contra mim” (Jó 6:4). Que perdoem os adoradores de Jeová, o Todo poderoso, mas Deus, o Pai de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, está cheio de amor infinito, e de verdade inquestionável.

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta