(607) – O CULPADO

Se eu puser um caco de garrafa quebrada no chão, e um garoto desprevenido cortar o pé, quem é o culpado? Eu, ou o garoto? Se eu puser uma serpente no paraíso, e a serpente morder um menino, quem é o culpado? Eu, ou a serpente? Eu, porque eu é que pus a serpente lá! É claro que uma serpente num paraíso iria morder, e o seu veneno é mortal. Quando eu pus a serpente no paraíso é claro que eu já estava mal intencionado. Eu sou o culpado, porque o homem que está no paraíso não conhece nem o bem e nem o mal. Ele é uma criança.

  • Deus dividiu o reino por causa do pecado de Salomão, que tinha a sabedoria de Jeová. Ficou assim dividido: o Reino de Israel e o Reino de Judá. O de Judá ia ficar de herança para Roboão, filho de Salomão, composto de duas tribos: Judá e Levi, que tinha o sacerdócio. Então Jeová escolheu Jeroboão para reinar sobre as outras dez tribos (1 Rs.11:28-40). Jeroboão se corrompeu, e de medo que o povo migrasse para Judá por causa de Jerusalém e do templo, ele fez dois bezerros de ouro e colocou um em Betel e outro em Dan, e o povo ia ali sacrificar (1 Rs.12:26-33). Daí, todo o povo de Israel se corrompeu e Jeová trouxe o rei da Assíria com seu exército que levou o povo para o cativeiro: “Pelo que Jeová rejeitou a toda semente de Israel, e os oprimiu, e os deu nas mãos dos despojadores, até que os tirou de diante da sua presença. Porque depois que Jeová rasgou a Israel da casa de Davi; e eles fizeram rei a Jeroboão, filho de Nebate, Jeroboão apartou a Israel de seguir a Jeová, e os fez pecar um grande pecado” (2 Rs.17:18-21). Quem é o culpado da destruição de Israel? Os cristãos pensam que o culpado pela destruição de Israel foi o povo que colocou Jeroboão como rei. Mas não foi o povo, foi Jeová (1 Rs.11:28-31). E o povo foi para o cativeiro porque Jeová escolheu mal. Ele, pois, foi o culpado.
  • Jeová incitou a Davi a enumerar o exército de Israel: “E a ira de Jeová se tornou a acender contra Israel, e ele incitou a Davi contra eles, dizendo: Vai, numera a Israel e a Judá” (2 Sm.24:1). Davi, por temor, obedeceu a Jeová: “Jeová enviou a peste a Israel, e caíram de Israel setenta mil homens” (2 Sm.24:15). Mas quem é o culpado? Foi Jeová quem mandou Davi numerar o povo. Ele é o culpado e ainda é injusto. Um deus que se ira contra o seu povo, depois mata 70.000 sem motivo, encarna a crueldade de Satanás. Ele é o culpado.
  • Foi Jeová quem pôs a serpente no paraíso. Foi Jeová quem pôs a Bateseba nua na frente de Davi. Jeová proibiu Abimeleque de tocar em Sara (Gn.20:1-7). Jeová não proibiu Davi de tocar em Bateseba. Logo, o adultério aconteceu porque era da vontade de Jeová. Foi ele que armou tudo (2 Sm.14:1-5). Jeová poderia ter proibido Davi de tocar nela, mas não o fez porque era da vontade dele que isso acontecesse. Ele é o culpado, porém colocou a culpa em Davi (2 Sm.12:14-18).

Jesus na cruz assumiu as nossas culpas. “Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados (1 Pd. 2:24).

 

Autoria: PASTOR OLAVO SILVEIRA PEREIRA

Deixe uma resposta