(498) – SABOTAGEM – I

SABOTAGEM   I

  1.      “Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele” (Jo.3:17). Deus é Pai e não condena ninguém, por isso o apóstolo Paulo disse: “Deus quer que todos se salvem, e venham ao conhecimento da verdade” (I Tm.2:3-4). Se Deus quer salvar todos, não condena ninguém. Pois no Velho Testamento, antes de Cristo, um anjo, dizendo-se deus, condenava todo mundo. Condenou toda a humanidade à morte pelo pecado de Adão. Na epístola do apóstolo Paulo aos Romanos, lemos: “Assim como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos são pecadores” (Rm.5:12). O anjo mesmo é quem se declara Deus, quando apareceu em sonhos a Jacó: “E disse-me o anjo de Deus em sonhos: Jacó. E eu disse: Eis-me aqui. E disse ele: Levanta agora os teus olhos, e vê que todos os bodes que cobrem o rebanho, são listrados, salpicados e malhados; porque tenho visto tudo o que Labão te fez. Eu sou o Deus de Betel, onde tens ungido uma coluna, onde me tens votado um voto” (Gn.31:11-13). O anjo que apareceu em Betel, no sonho da escada, cujo topo tocava os céus, era Jeová (Gn.28:10-22). Outros textos que confirmam isso são: Êxodocapítulo vinte, quando o anjo Jeová deu os dez mandamentos: “Então falou Deus todas estas palavras, dizendo:” (Ex.20:1).No livro dos Atos dos Apóstolos, sobre Moisés, lemos: “Este é o que esteve entre a congregação no deserto, com o anjo que lhe falava no monte Sinai” (At.7:38).
  2. No Novo Testamento está escrito: “Porque há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem” (I Tm.2:5). Se o único mediador entre Deus e os homens é Jesus, qualquer anjo, dizendo-se deus, é falso deus, e o seu mediador também é falso. Pois Jeová se revelou como deus de Israel através de Moisés, e não através de Jesus Cristo. Ele disse a Moisés: Vem agora, e eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo (os filhos de Israel) do Egito. “Então disse Moisés a deus: Quem sou eu, que vá a Faraó e tire do Egito os filhos de Israel?” (Ex.3:10-11). Ora, se Cristo é o único mediador, e Jeová colocou Moisés como mediador, nem Jeová é Deus, e nem Moisés é mediador. É tudo um espetáculo armado para Jeová se promover. No Salmo 106 lemos: “Não obstante, ele os salvou por amor do seu nome, para fazer conhecido o seu poder” (Sl.106:8 maiúsculo nosso). É fantástico que Deus, o Pai, salvou os homens por amor, pois Paulo diz: “Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Rm.5:8). O anjo Jeová salvou Israel do Egito por amor do seu nome, isto é, para ser conhecido como o deus Jeová. Pensando bem, Deus, o Pai de Jesus, salva o homem do inferno, lhe dá vida eterna, e pela ressurreição o leva ao seu reino celestial (II Tm.4:18). O anjo Jeová salva Israel do Egito, e os mata no deserto (Jd.5).
  3. No Novo Testamento lemos que o Deus verdadeiro não habita em templos feitos por mãos de homens, nem é servido por mãos de homens, como necessitado de alguma coisa (At.17:24-25).Pois o anjo Jeová, faz questão de ser servido pelos homens. Ao enviar Moisés a Faraó, deu a seguinte ordem: “Então dirás a Faraó: Assim diz Jeová: Israel é meu filho, meu primogênito. E eu te tenho dito: Deixa ir o meu filho, para que me sirva” (Ex.4:22-23). Mas Jeová endurecia Faraó para não deixar o povo sair (Ex.4:21). Por que endurecia? Porque não pensava no bem estar do povo, e sim na sua própria promoção (Sl.106:8). Depois de cada praga maligna, o coração de Faraó amolecia, e Jeová endurecia. Endureceu sete vezes; depois exigia libertação para ser servido no deserto. O que espanta um estudioso das escrituras, é que, para chegar a Deus como filho, o homem tem de crer em Cristo, ser lavado no batismo, nascer de novo e ser nova criatura, e tem de ser santificado pelo Espírito Santo (Jo.3:3-6, 5:24; At.22:16; II Co.5:17; II Ts.2:13). E o anjo Jeová era servido por um povo carnal, corrompido no Egito, e idólatra. E Paulo diz: “E tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por Jesus é justificado todo aquele que crê” (At.13:39). Aqui estão os dois mediadores: o falso e verdadeiro.

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

 

Deixe uma resposta