(722) – O BEM E O MAL 1

“Porventura da boca do Altíssimo não sai o mal e o bem?” (Lm.3:38).

Iahweh jamais prometeu o bem, sem que estivesse acompanhado do mal. O bem é a árvore da vida, e o mal é a árvore da ciência do bem e do mal: “E plantou Iahweh Deus um jardim no Éden, na banda do Oriente; e pôs ali o homem que tinha formado. E Iahweh Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida, e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal” (Gn.2:8-9). “E será que, se ouvires a voz de Iahweh, teu Deus, tendo o cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu te ordeno hoje, Iahweh, teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra” (Dt.28:1-14). “Será, porém, que, se não deres ouvido à voz de Iahweh, teu Deus, para não cuidares em fazer todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então, sobre ti virão todas estas maldições, e te alcançarão” (Dt.28:15). “Maldito serás tu na cidade e maldito serás no campo. Maldito o teu cesto e a tua amassadeira. Maldito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e a criação das tuas vacas, e os rebanhos das tuas ovelhas. Maldito serás ao entrares e maldito serás ao saíres” (Dt.28:16-19).

A lei, proibindo o mal, o torna apetecível. É por isso que está escrito: “Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei” (1 Co.15:56).

Disse Jesus: “O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita, as palavras que eu vos disse são espírito e vida” (Jo.6:63). Disse o apóstolo Paulo: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e, com efeito, o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem” (Rm.7:18).

Na carne só habita o mal: “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o Reino de Deus” (Gl.5:19 – 21).

“Mas o fruto do Espírito é: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra essas coisas não há lei” (Gl.5:22-23).

De maneira que: “A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás, e, se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se cumpre: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. O amor não faz mal ao próximo; de sorte que o cumprimento da lei é o amor. E isto digo, conhecendo o tempo, que é já hora de despertarmos do sono, porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé. A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas e vistamo-nos das armas da luz. Andemos honestamente, como de dia, não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja. Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências” (Rm.13:8-14).

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta