(685) – CAUSAS E EFEITOS

O salário do pecado é a morte” (Rm.6:23).

A causa é o pecado; a morte é o efeito. Enquanto não se elimina a causa, permanece o efeito.

Jesus aboliu o efeito: “Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro seu, antes participa das aflições do evangelho, segundo o poder de Deus, Deus que nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e a graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos dos séculos, e que é manifesta, agora, pela aparição de nosso Salvador Jesus Cristo, o qual aboliu a morte, e trouxe à luz a vida e a incorrupção, pelo evangelho” (II Tm.1:8-10).

Vejamos o sacrifício da lei: “Porque é impossível que sangue dos touros e dos bodes tire pecados. Pelo que, entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, mas corpo me preparaste” (Hb.10:4-5). “Porque, se o sangue dos touros e bodes, e a cinza de uma novilha, espargida sobre os imundos, os santificam, quanto à purificação da carne, quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?” (Hb.9:13-14).

É preciso eliminar a causa, isto é, “sabendo isto: que o nosso velho homem foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, a fim de que não sirvamos mais ao pecado. Porque aquele que está morto está justificado do pecado” (Rm.6:7). “Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte?” (Rm.6:3). “Porque aquele que está morto está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos. Sabendo que, havendo Cristo ressuscitado dos mortos, já não morre; a morte não mais tem domínio sobre ele. Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor” (Rm.6:7-11).

Foi eliminada a causa, pelo batismo, porque o corpo do pecado é o corpo de Satanás que foi formado no jardim do Édem, pelo pecado de Adão: “Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecam” (Rm.5:12).

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

2 thoughts on “(685) – CAUSAS E EFEITOS

  1. Prezado IRMÃO E ORIENTADOR DESTE REBANHO PERTENCENTE A JESUS…

    Hoje – 15-04-2013, tive a oportunidade de conhecer este SEU TRABALHO em nome das ALMAS – as que vivem no MUNDO DA MATÉRIA e as que vivem no MUNDO ESPIRITUAL. O Título acima de CAUSA E EFEITO é para mim um relato queo que fazemos ou façamos é uma causa – consequência de Nossos atos. O EFEITO é o resultado deste gerando algum conflito ou disturbio posterior ao definir um erro contra a LEI DA FONTE – DEUS. Em Nossas vidas, erramos muito e poucos diante da FONTE pedem perdão e JESUS como o único MEDIADOR define a razão deste perdão em nome do AMOR. Deus não condena, não absorve … pois cabe o MEDIADOR definir se existe a sinceridade diante deste erro, e se esta vier definida no AMOR… é atribuido sempre diante do NÃO VOLTES A PECAR – A COMETER O MESMO ERRO. A FONTE é AMOR, e nisto devemos concordar… e sabemos que o período de vida é muito curto para ensinar e aprender as máximas do REINO. Acredito que voltamos sempre a fisicalidade para o continuo espaço tempo em nome dos caminhos eternos.

    Não sei o SEU ponto de vista diante dos processos DIANTE DA REENCARNAÇÃO. Caso mereça atenção de SUA PARTE, favor enviar-me um comentário a respeito.

    Atenciosamente – GILSON NOGUEIRA – GNA

    • A paz Gilson Nogueira,
      Sempre nos baseamos na bíblia e por nos basearmos na bíblia, acreditarmos em Cristo Jesus como Senhor absoluto e cremos na obra do Pai através de Cristo na terra portanto:

      Segundo os argumentos bíblicos abaixo não cremos na reencarnação:

      (Jó 7:9-10) Assim como a nuvem se desfaz e passa, assim aquele que desce à sepultura nunca tornará a subir.
      Nunca mais tornará à sua casa, nem o seu lugar jamais o conhecerá.

      (Jó 14:10-12) Porém, morto o homem, é consumido; sim, rendendo o homem o espírito, então onde está ele?
      Como as águas se retiram do mar, e o rio se esgota, e fica seco,
      Assim o homem se deita, e não se levanta; até que não haja mais céus, não acordará nem despertará de seu sono.

      (Eclesiastes 9:3-6) Este é o mal que há entre tudo quanto se faz debaixo do sol; a todos sucede o mesmo; e que também o coração dos filhos dos homens está cheio de maldade, e que há desvarios no seu coração enquanto vivem, e depois se vão aos mortos.
      Ora, para aquele que está entre os vivos há esperança (porque melhor é o cão vivo do que o leão morto).
      Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento.
      Também o seu amor, o seu ódio, e a sua inveja já pereceram, e já não têm parte alguma para sempre, em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.

      Quando Jesus Cristo Vem ele estabelece que todos os homens vão um dia ressuscitar para serem julgados conforme:

      (Hebreus 9:27) E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,

      (1 Tessalonicenses 4:13-18) Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança.
      Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.
      Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.
      Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
      Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.
      Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

Deixe uma resposta