(779) – ONIPRESENÇA 1

“Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum homem viu nem pode ver: ao qual seja a honra e poder sempiterno. Amém” (1 Tm.6:16). Este Deus não é Iahweh, pois Iahweh foi visto: “E subiram Moisés e Arão, Nadabe e Abiú, e setenta anciãos de Israel, e viram o Deus de Israel, e debaixo dos seus pés havia como uma obra de pedra de safira e como o parecer do céu na sua claridade” (Ex.24:9-10).

Iahweh declara que é visto pelos homens: “E disse: Ouvi agora as minhas palavras: Se entre vós houver profeta, eu, Iahweh, em visão a ele me farei conhecer, ou em sonhos falarei com ele. Não é assim com meu servo Moisés, que é fiel em toda a minha casa. Boca a boca falo com ele, e de vista, e não por figuras, pois ele vê a semelhança de Iahweh; por que, pois, não tivestes temor de falar contra o meu servo, contra Moisés?” (Nm.12:6-8).

Vemos, por estes dois textos, que o apóstolo Paulo não se referia a Iahweh quando declarou que Deus nunca foi visto pelo homem. Na Bíblia, há referência a dois deuses: Iahweh, e o Pai de Jesus Cristo. Moisés era o mediador entre Israel e Iahweh. Jesus é o Mediador entre o Deus Pai e os homens.

Paulo declara também que há um só Mediador ente Deus Pai e os homens: “Porque há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem” (1 Tm.2:5). Se há um só mediador, há um só Deus. Concluímos, que Iahweh é o deus só de Israel. Ele não era o Deus dos gentios.

O Deus dos gentios foi revelado por Jesus: “Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, este o fez conhecer” (Jo.1:18). “Disseram-lhe, pois: Onde está teu Pai? Jesus respondeu: Não me conheceis a mim, nem a meu Pai; se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai” (Jo.8:19).

O Pai, só Jesus sabe quem é: “Tudo por meu pai me foi entregue; e ninguém conhece quem é o Filho, senão o Pai, nem quem é o Pai, senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar” (Lc.10:22). “Disse-lhes Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim” (Jo.14:6). “Disse-lhe Felipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta” (Jo.14:8).

Deus só pode ser visto através de Jesus: “O qual é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação” (Cl.1:15).

Deus está presente na criação através de Cristo. É por isso que Cristo se transfigurou diante dos apóstolos: “E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz” (Mt.17:2). “E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo: escutai-o” (Mt.17:5). Deus estava dizendo que a partir de Cristo, quem falava era o próprio Deus através de seu Filho; não mais através da lei e dos profetas: ‘escutai-O’.

“E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna” (1 Jo.5:20).

Autoria: Pr. Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta