(516) – ÁRVORE MÁ – VIII

ARVORE   MÁ   8

A Escritura sagrada não diz que a árvore da vida exibia frutos desejáveis para comer e dar entendimento, mas da árvore da ciência do bem e do mal está escrito assim: “E vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela” (Gn.3:6).

A árvore má pode ser comparada à mulher que se exibe com trajes provocantes, os cabelos com pendentes, as mãos e os braços cheios de anéis e pulseiras; por dentro é uma meretriz. A mulher prudente, virtuosa, casta e pura, é comparada nas Escrituras com a árvore da vida (Sl.128:3).

A lei de Jeová parece ser boa, pois promete a vida a quem a guarda, mas as Escrituras sagradas declaram que todos pecam, e o pecado mata (Ec.7:20; I Rs.8:46). Em segundo lugar, Jeová estabeleceu as maldições para obrigar seu povo a guardar a lei. Jeová não estabeleceu o amor, mas a maldição. Logo Jeová é árvore má e maligna. Analisemos algumas maldições da lei:

  1. MALDITO O FRUTO DO VENTRE (Dt.28:18) – A criança que vai nascer é inocente. É maldita porque o pai pecou? O pai desobedece e o filho que ainda não nasceu é maldito de deus? Porque é maldito vai nascer surdo, mudo ou cego? Jeová disse a Moisés: “Quem fez a boca do homem? ou quem fez o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou eu, Jeová?” (Ex.4:11). Os que nascem mudos, cegos ou surdos, são os inocentes malditos de Jeová, porque os pais pecaram. Os coxos, aleijados e corcundas, etc., são todos inocentes malditos de Jeová.
  2.       As maldições de Jeová não eram um recurso pedagógico para recuperar o desobediente, mas a irrevogável condenação à morte, por isso está escrito: “Jeová mandará sobre ti a maldição, a turbação e a perdição em tudo em que puseres a tua mão para fazer, até que sejas destruído, e até que repentinamente pereças, por causa da maldade das tuas obras, com que me deixaste” (Dt.28:20).
  3. As maldições de Jeová eram irrevogáveis e irremissíveis, e não cessavam com a morte, pois o fruto do ventre era maldito também (Dt.28:18; Ex.20:5).
  4. “Jeová te ferirá com úlceras do Egito, com hemorróidas, e com sarna, e com coceira, de que não possas curar-te” (Dt.28:27). Jeová fere com todo tipo de enfermidade maligna, e não cura ninguém, pois as maldições são condenação à morte (Dt.28:22, 24).
  5.       “Jeová te ferirá com loucura, e com cegueira, e com pasmo do coração; e apalparás ao meio dia, como o cego apalpa nas trevas, e não prosperarás nos teus caminhos; porém somente serás oprimido e roubado todos os dias, e não haverá quem te salve” (Dt.28:28-29).O importante é que Jeová pratica o mal, e não salva, e se alguém quiser salvar, ele mata, pois está escrito: “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; operando eu, quem impedirá?” (Is.43:13). E também Jeremias diz: “Porque eu pus o meu rosto contra esta cidade para mal, e não para bem, diz Jeová” (Jr.21:10).
  6.       “Desposar-te-ás com uma mulher, porém outro homem dormirá com ela” (Dt.28:30).Uma maldição deveria ser um corretivo para o desobediente, mas Jeová tem lances imprevisíveis à razão e à moral. O marido desobedece, e Jeová corrompe a mulher? Desse jeito nenhum psicólogo ou médico psicanalista vai se converter ao cristianismo. O método de Jeová é uma aberração. E era costume de Jeová esse método: “Porquanto darei suas mulheres a outros, e as suas herdades a quem as possua; porque desde o menor até ao maior cada um deles se dá à avareza” (Jr.8:10).
  7.       “Filhos e filhas gerarás, porém não serão para ti, porque irão para o cativeiro” (Dt.28:41). E sabem o que aconteceu no cativeiro? “Forçaram as mulheres em Sião, as virgens na cidade de Judá” (Lm.5:11).
  8.       Deus, o Pai, é amor (I Jo.4:8). Jesus, vendo o sofrimento do Pai, diante da fúria destruidora, assassina e corruptora de Jeová, desceu a glória e se fez carne como nós; sofreu todas as nossas fraquezas e tentações (Hb.4:15), e morreu em nosso lugar para nos livrar das maldições de Jeová. Paulo diz: “Cristo nos resgatou das maldições da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro” (Gl.3:13).

 

Autoria: Pastor Olavo Silveira Pereira

Deixe uma resposta